Home Page > Raças & Espécies > Cães > Shiba

Shiba

shiba

País de origem: Japão
Nome no país de origem: Shiba
Utilização: Caça de pássaros e pequenos animais; companhia.
Sem prova de trabalho
RESUMO HISTÓRICO: o Shiba foi uma raça primitiva do Japão desde remotos
tempos. A palavra “shiba”, originalmente, se referia a alguma coisa “pequena”, um
“cão pequeno”. Seu habitat natural eram as áreas montanhosas do Japão, em frente
ao mar e era utilizado como cão de caça para animais pequenos e pássaros. Haviam
ligeiras diferenças na raça, de acordo com os lugares onde eram criados. Como Setters
Ingleses e Pointers Ingleses foram importados da Inglaterra entre 18681912,
a caça
tornouse
um esporte no Japão e acasalamentos de Shibas com estes cães ingleses
prevaleceram. Um Shiba puro fi cou raro, e, entre 19121926
, mesmo limitados em
suas áreas, fi caram absolutamente escassos. Caçadores e outras pessoas mais cultas
fi caram preocupadas com a preservação do puro Shiba a partir de 1928 e a preservação
criteriosa de um número limitado de linhagens desses cães começou, e o padrão da raça
foi fi nalmente unifi cado em 1934. Em 1937 a Shiba foi declarado um “Monumento
Natural”, depois que a raça foi criada e aperfeiçoada para se tornar a raça superior,
como hoje é conhecida.
APARÊNCIA GERAL: cão de tamanho pequeno, bem balanceado, de boa ossatura
com músculos bem desenvolvidos. Constituição sólida. De ação rápida, livre e bonita.
PROPORÇÕES IMPORTANTES: a relação entre a altura na cernelha e o
comprimento do corpo é de 10/11.
COMPORTAMENTO / TEMPERAMENTO: de temperamento fi el, agudo nos
sentidos e alerta.
CABEÇA
REGIÃO CRANIANA
Crânio: largo.
Stop: bem defi nido com ligeiro sulco.
REGIÃO FACIAL
Tr ufa: cor preta desejável. Cana nasal reta.
Focinho: moderadamente espesso e afi lando.
Lábios: aderentes.
Maxilares / Dentes: dentes fortes com mordedura em tesoura.
Bochechas: bem desenvolvidas.
Olhos: relativamente pequenos, triangulares e de cor marrom escuro; os cantos
exteriores dos olhos são levantados.
Orelhas: relativamente pequenas, triangulares, ligeiramente inclinadas para a frente
e bem eretas.
PESCOÇO: grosso, forte e bem balanceado com a cabeça e o corpo.
TRONCO
Dorso: reto e forte.
Lombo: largo e musculoso.
Peito: profundo, costelas moderadamente arqueadas.
Ventre: bem esgalgado.
CAUDA: inserida alta, grossa, portada vigorosamente enrolada ou curvada em forma
de foice. A ponta quase alcança os jarretes quando abaixada.
MEMBROS
Anter iores: vistos de frente, retos.
Ombros: escápulas moderadamente inclinadas.
Cotovelos: bem próximos ao corpo.
Posteriores
Coxas: longas.
Per nas: curtas, mas bem desenvolvidas.
6
J arretes: grossos e fortes.
Patas: dedos bem fechados e arqueados. Almofadas duras e elásticas Unhas duras e
de cor escura são desejáveis.
MOVIMENTAÇÃO: ligeira e viva.
PELAGEM
Pê;lo: pê;lo de cobertura áspero e reto; subpê;lo macio e denso; pê;los da cauda
ligeiramente mais longos e levantados.
COR: vermelho, preto e castanho (black and tan), sésamo, preto sésamo e vermelho
sésamo.
Defi nição da cor sésamo:
· sésamo: mistura igual de pê;los brancos e pretos.
· sésamo preto: mais pê;los pretos que brancos.
· sésamo vermelho: cor básica vermelho, misturada com pê;los pretos.
Todas as cores acima mencionadas devem ter “URAJIRO”.
URAJ IRO: pê;los esbranquiçados nas laterais do focinho e nas bochechas, abaixo
da mandíbula e do queixo, no peito e estômago, na parte inferior da cauda e na parte
interna das pernas.
TAMANHO / PESO
altura na cernelha: Machos: 40 cm.
Fê;meas : 37 cm.
com uma tolerância de 1,5 cm para mais ou para menos.
FALTAS: qualquer desvio dos termos deste padrão, deve ser considerado como falta
e penalizado na exata proporção de sua gravidade.
· fê;meas masculinizadas ou machos afeminados;
· má oclusão (prognatismo inferior ou superior);
· numerosa falta de dentes;
· timidez.
FALTAS ELIMINATÓRIAS
· orelhas caídas;
· cauda pendente ou curta.
NOTAS:
· os machos devem apresentar os dois testículos, de aparê;ncia normal, bem descidos
e acomodados na bolsa escrotal.
· todo cão que apresentar qualquer sinal de anomalia física ou de comportamento



Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:

Letras de Música com temas Animais:

bulletO bicho pegou

bulletNinho de cobras contra veneno

bulletDe quem é esse jegue

bulletMorro Velho

bulletO hipopótamo



Dicas Veterinárias:

bulletCardiologia

bulletPartículas na urina em cães

bulletO estreitamento do esôfago em cães

bulletDermatomiosite em cães

bulletBrigando como cão e gato



Ver todas as Dicas Veterinárias



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores

bullet Susana Reinhardt Cintra Superintendente do Serviço de Registro Genealógico da Raça Bret?o, Zootecnista. ABCCBret?o (19) 38077974/ 97154545 (Susana). Email: cavalobretao@uol.com.br. André Galv?o Cintra Presidente da ABBCBret?o e Criador>

bullet Rafael Senos Médico Veterinário UFF Mestrando USP Técnico em Biotecnologia CEFETEQ RJ>

bullet Ag?ncia de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas ADEAL >

bullet Ricardo Assunção>

bullet Dalton A. Ishikawa Médico Veterinário CRMVSP 9235 www.pediatriacanina.com.br dr_dalton@pediatriacanina.com.br >



Cinema, Filmes e Seriados:

bulletO gato do rabino (le chat du rabbin)

bulletCama de gato (cama de gato / cat s cradle)

bulletRio

bulletA quinta execução

bulletBenji - um amigo especial



Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletSucesso na criação de pássaros canários e periquitos

bulletO homem que amava os cachorros

bulletUm gato aprende a morrer

bulletExplicação dos pássaros

bulletMais que um leao por dia

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos