Home Page > Raças & Espécies > Cães > Lhasa apso

Lhasa apso

lhasaapso

País de origem: Tibet
País Patrono: Grã-Bretanha
Nome no país de origem: Lhasa Apso
Utilização: Companhia
Sem prova de trabalho
BREVE RESUMO HISTÓRICO: o Lhasa Apso veio do Tibet, onde muitos vivem
em altitudes elevadas e o clima pode ser rigoroso. Ele tinha que ser um pequeno
cão resistente para suportar essas condições, e isso teve uma grande influê;ncia
sobre seu desenvolvimento. Seu pelo longo e áspero com seu denso subpelo
agiam como isolantes durante o inverno, e a queda do pelo sobre os olhos os
protegiam do vento, poeira e luminosidade. O Apso é uma das muitas raças do
Oriente que vieram para o Ocidente. Os primeiros Apsos chegaram à Grã-
Bretanha no início de 1920 e logo estavam sendo exibidos em Londres. Quando
eles foram vistos pela primeira vez na Grã-Bretanha foram confundidos com
outros cães peludos Orientais e todos foram rotulados de “Lhasa Terriers”. Mais
tarde se estabeleceu uma distinção, especialmente entre os Apsos e os Terriers
Tibetanos, que se pensa terem sido os antecessores dos Apsos. Um clube da raça
Lhasa Apso foi criado na Grã-Bretanha em 1933.
APARÊNCIA GERAL: bem balanceado, robusto com pelagem abundante, mas
sem excessos.
PROPORÇÕES IMPORTANTES: o comprimento da ponta dos ombros até a
ponta do ísquio deve ser maior que a altura na cernelha.
COMPORTAMENTO / TEMPERAMENTO: alegre e seguro de si. Alerta, estável,
mas indiferente com estranhos.
CABEÇA: pesada, guarnecida por pelos com boa queda sobre os olhos; mas que
não interfiram na capacidade do cão enxergar. Bons bigodes e barba.
REGIÃO CRANIANA
Crânio: moderadamente estreito, caindo atrás dos olhos, não totalmente plano, mas
também, não abobadado ou em forma de maçã.
Stop: médio.
REGIÃO FACIAL
Trufa: preta.
Focinho: com aproximadamente 4 cm, mas não quadrado; seu comprimento, a partir
da ponta da trufa, corresponde, a grosso modo, a 1/3 do comprimento total da trufa
até a parte posterior do crânio. Focinho reto.
5
Maxilares / Dentes: os incisivos superiores se fecham ajustados atrás dos incisivos
inferiores, isto é, mordedura em tesoura invertida. Incisivos em uma linha tão larga e
reta quanto possível. É desejável uma dentição completa.
Olhos: escuros. De tamanho médio, inserção frontal, ovais, nem grandes, nem cheios,
nem pequenos, nem profundos. Nenhum branco visível abaixo e acima.
Orelhas: pendentes e com franjas abundantes.
PESCOÇO: forte e bem arqueado.
TRONCO: equilibrado e compacto.
Dorso: nivelado
Lombo: forte
Peito: costelas bem estendidas para trás.
CAUDA: inserida alta, portada bem acima do dorso, mas não como um gancho.
Frequentemente com um nó na ponta. Bem franjada.
MEMBROS
ANTERIORES
Ombros: bem colocados para trás.
Antebraços: retos, bem guarnecidos por pelos.
Patas: redondas, pés de gato, com almofadas firmes. Bem franjadas.
POSTERIORES
Aparê;ncia geral: bem desenvolvidos com bons músculos. Boa angulação. Bem
guarnecidos por pelos.
Jarretes: vistos por trás, paralelos e não muito próximos um do outro.
Patas: redondas, pés de gato, com almofadas firmes. Bem franjadas.
6
MOVIMENTAÇÃO: livre e desenvolta.
PELAGEM
Pelo: pelagem externa longa, reta, pesada, áspera. Nem lanosa, nem sedosa. Subpelo
moderado. A pelagem nunca deverá impedir a movimentação.
COR: dourado, areia, mel, cinza escuro, ardósia, de fumaça, particolor, preto, branco
ou amarronzado. Todas são igualmente aceitáveis.
TAMANHO
Altura ideal na cernelha: 25 cm para os machos; fê;meas ligeiramente menores.
FALTAS: qualquer desvio dos termos deste padrão deve ser considerado como
falta e penalizado na exata proporção de sua gravidade e seus efeitos na saúde e bem
estar do cão.
FALTAS DESQUALIFICANTES
• agressividade ou timidez excessiva.
• todo cão que apresentar qualquer sinal de anomalia física ou de
comportamento deve ser desqualificado.
NOTA:
• os machos devem apresentar os dois testículos, de aparê;ncia normal, bem
descidos e acomodados na bolsa escrotal.



Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:

Letras de Música com temas Animais:

bulletPassaro

bulletO beijo da mulher aranha

bulletPeacock

bulletQuando o galo cantou caetano veloso

bulletAndar com fé



Dicas Veterinárias:

bulletInfecção molde água (pitiose) em cães

bulletHomeopatia na medicina veterinária

bulletRitmo idioventricular em cães

bulletCarta ao meu humano

bulletPele amarela (icterícia) em cães



Ver todas as Dicas Veterinárias



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores

bullet Rui Miguel Adestrador comportamental telefone/whatsapp 31 994332943 BELO HORIZONTE-MG / CONTAGEM-MG>

bullet Bruno Evaristo>

bullet Daniel Checchinato,(11) 45210959, Av pref. Jose de Castro Marcondes, 260 Vila Hortolandia, Jundiaí/SPl, www.veterinariachecchinato.com.br>

bullet Cláudia Pizzolatto Lord C?oTreinamento de Cães BitC?oBrinquedos Inteligentes para o Treinamento do seu C?o www.lordcao.com www.bitcao.com.br>

bullet Carlos Almeida carlos henrique l n almeida
consultor da cobrap - confederação brasileira de criadores de pássaros
www.carduelis.bio.br
carduelis@carduelisbiobr>



Cinema, Filmes e Seriados:

bulletCaninos brancos

bulletIrei como um cavalo louco (j irai comme un cheval fou)

bulletAquele gato danado (that darn cat!)

bulletA verdadeira história do gato de botas (la véritable histoire du chat botté / the true story of puss n boots)

bulletLassie



Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletSucesso na criação de pássaros canários e periquitos

bulletAtlas colorido de anatomia veterinária do cão e gato

bulletUm gato aprende a morrer

bulletPássaros amarelos

bulletEu não sou cachorro, não

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos