Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]


Home Page > Raças & Espécies > Cães > Buldogue serrano

Compartilhe em suas redes sociais:

Buldogue serrano

buldogueserrano

País de origem: Brasil
Nome no país de origem: Buldogue Serrano
Utilização: Submissão de bovinos, guarda e companhia.Cão de grande versatilidade, deve ter a capacidade de derrubar um boi, mas, ser ágil e baixo o suficiente para passar por baixo das cercas dos mangueiros de gado.
Prova de trabalho: Obrigatória.
APARÊNCIA GERAL: cão de aspecto sólido, maciço, atarracado, mas dando
impressão de grande agilidade. Músculos longos que denotem a agilidade do cão.
COMPORTAMENTO / TEMPERAMENTO: cão dócil e meigo com as pessoas
da casa. Guardião equilibrado, atento e versátil. Deve possuir extrema coragem e
mostrar submissão à disciplina ante seu dono. Não deve dar demonstrações gratuitas
de agressividade à pessoas ou a cães. Mas, deve ser destemido quando provocado
ou sob comando.
PROPORÇÕES IMPORTANTES: o comprimento do tronco deve ultrapassar a
altura na cernelha em aproximadamente dezoito por cento. A profundidade do peito
deve ser de aproximadamente 55% da altura da cernelha. A cabeça deve ser
proporcional ao tamanho do cão e seu comprimento deve ter aproximadamente 35%
do comprimento do tronco. As fê;meas tendem a ser minimamente mais longas e com
cabeça proporcionalmente menor.
CABEÇA: não deve ser nem pesada nem leve. Larga. Os masséteres devem ser
poderosos; arco zigomático largo, mas não exageradamente, e deve se sobressair em
relação à largura do focinho. Stop profundo e arcadas superciliares aparentes. Devese
lembrar que a cabeça, para ser funcional, não pode ser frágil nem exageradamente
pesada.
REGIÃO CRANIANA
Crânio: largo e profundo, mas sem exagero em nenhuma proporção. Deve ter um
contorno reto na linha entre as orelhas e convexo na linha que vai do occipital ao
stop.
REGIÃO FACIAL
Trufa: preta, cinza ou cor de carne.
Focinho: deve ter comprimento aproximado de 1/3 do total da cabeça, relação crâniofocinho
é de 2:1. Reto, relativamente largo. A largura do arco zigomático deve se
sobressair em relação a do focinho, não devendo, no entanto, tal proporção ser
exagerada. Prognata, o maxilar inferior ultrapassa o maxilar superior, mas sem
prognatismo exagerado.
4
Lábios: curtos, aderentes. Não devem, de forma alguma, ser longos ou pendentes.
Olhos: ovais, de qualquer cor, exceto azul.
Orelhas: pequenas, semi-caídas ou pendentes, com a pele relativamente fina, de
implante alto.
PESCOÇO: grosso, forte, de comprimento médio. Desprovido de barbelas.
TRONCO
Linha superior: reta.
Garupa: forte e redonda, com linha superior convexa.
Dorso: relativamente curto.
Antepeito: amplo.
Costelas: bem arqueadas.
MEMBROS
ANTERIORES:
Ombros: largos, musculosos e oblíquos.
Braços: bem musculosos, mas não com músculos exageradamente definidos ou
desenvolvidos, como o atual Alapaha Bulldog.
Aprumos: retos. Ossos retos, fortes, mas não exageradamente pesados.
Patas: levemente viradas para fora.
POSTERIORES
Coxas: bem desenvolvidas e musculosas.
Jarretes: angulação obrigatória nos jarretes, mas moderada.
Patas: voltadas para frente.
5
CAUDA: em saca-rolha ou enroscada. Não devendo ser penalizados cães cujas
caudas nasçam longas que, neste caso, devem se apresentar reta e com porte baixo,
caso não sejam operadas. Inserção média.
PELE: o cão não deve apresentar pele solta em nenhuma parte do corpo, admitindose
rugas mínimas na face.
PELAGEM: lisa, de textura média (nem muito macia nem muito dura). Pelo curto.
Qualquer cor ou variação de cores são aceitas.
ALTURA
Machos: de 50 a 56 cm
Fê;meas: de 48 a 53 cm.
PESO
Machos: de 31 a 40 kg.
Fê;meas: de 25 a 35 kg.
FALTAS: Qualquer desvio dos termos deste padrão deve ser considerado como
falta e penalizado na exata proporção de sua gravidade.
• desclassificantes somente as gerais para todas as raças em termos de morfologia.
• cães medrosos devem ser desclassificados.
NOTA:
• os machos devem apresentar os dois testículos, de aparê;ncia normal, bem descidos
e acomodados na bolsa escrotal.
• todo cão que apresentar qualquer sinal de anomalia física ou de comportamento
deve ser desqualificado.
6
TESTE DE TEMPERAMENTO PARA A RAÇA
1º - O condutor conduzirá o cão com guia, e este deverá permitir a aproximação de
pessoas estranhas dentro do raio de ação da guia sem procurar atacá-las, ficando em
relação a elas indiferente ou amistoso. O condutor poderá recusar a aproximação de
pessoas que já tenham servido como figurantes, ou que tomem atitudes hostis.
2º - Um figurante munido de manga adequada ou proteção mais ampla de mesma
natureza provocará o cão, que deverá reagir sem qualquer recuo, mordendo firmemente
a manga. O figurante deverá exercer pressão psicológica sobre o cão. Após 10
segundos, no mínimo, o condutor deverá ordenar ao cão que solte a manga, e este
deverá fazê;-lo dentro de 4 segundos. Após, o figurante largará a manga e o cão
deverá se focar no figurante e não nesta. Não serão aprovados cães que soltarem
antes do comando, bem como aqueles que não o fizerem decorridos 4 segundos do
comando. Não serão aprovados cães que continuarem se focando na manga deixada
ao solo ou que desligarem sua atenção do figurante.
Será considerado apto o cão que for aprovado por dois árbitros diferentes em duas
ocasiões distintas com um intervalo mínimo de 30 dias entre elas.
Será proibido o uso de enforcadores de grampos (carranas) ou de qualquer tipo
destravados, no momento do teste.
Os cães deverão se apresentar em adequadas condições de higiene e saúde.



Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:



Dicas de Profissionais do ramo pet e agropecuário:


bulletO fantasma da crise

bulletCiclo de vida dos equinos

bulletEstreitamento passagem nasal em cães

bulletMuco nas fezes de cão

bulletConheça os cuidados que se deve ter ao escolher um petshop


Ver todas as Dicas de Profissionais



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores



bullet ana cláudia de souza andrade gatil gatto dimaili rua tarobá,95 - jdmaria luiza - cascavel, pr fones: (45)222-8797/9965-9935

bullet dr ricardo gabeira
crmv-sp 11103
clínica veterinária dr vicente moreno (24 horas)
av independência, 1062, valinhos/sp,
fone: (19) 3849-1274


bullet Kadu Camargo Professor da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, responsável pelo G.E.R.E. (Grupo de Estudos em Reprodução Equina PUCPR); Doutorando do Programa de Pós Graduação em Medicina Animal: Equinos, na área da Reprodução Equina da UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul). E mail: kaducamargo@gmail.com Leia mais sobre esse assunto em https://www.revistahorse.com.br/imprensa/cuidados durante a gestacao de eguas os primeiros 60 dias sao os mais criticos/20170410 175102 j086

bullet

bullet LUIZA CERVENKA DE ASSIS http://emais.estadao.com.br/blogs/comportamento animal/morte e luto o que fazer quando o cachorrogato morre/

Ver todas as Dicas dos Colunistas




Letras de Música com temas Animais:


bulletPedro, o pescador

bulletGato fujão cantora sol

bulletArrocha o gato O Rei da Palomba

bulletÉ o amor que mexe com minha cabeça e me deixa assim... do sonho de um caipira nascem os filhos do brasil

bulletTrocando em miúdos

Ver todas as Letras de Músicas




Cinema, Filmes e Seriados:


bulletAir bud: world pup

bulletLoup - uma amizade para sempre

bulletBatman (1989)

bulletGodzilla

bulletO cachorro que salvou o natal (the dog who saved christmas)


Ver todos os filmes e seriados




Livros Animais

bulletA arca de noé

bulletPassaros sao eternos, os

bulletVida de cão

bulletA volta do gato preto

bulletLivro dos passaros magicos, o

Ver todos os Livros



Dinheiro / Notas Animais



Garoupa
R$ 100


Beija flor
R$ 1


Garça branca grande
R$ 5


Arara vermelha
R$ 10


Mico leão-dourado
R$ 20


Onça pintada
R$ 50


Tartaruga-de-pente
R$ 2


Lobo Guará
R$ 200


Ver todas as Notas e Moedas



Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos