Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]


Home Page > Raças & Espécies > Cães > Airedale

Compartilhe em suas redes sociais:

Airedale

airedale

RESUMO HISTÓRICO: o Airedale Terrier é um nativo da Grã-Bretanha, do condado de Yorkshire, sendo que se supõe que a Exposição de Airedale deu o nome à raça. Muitos “Terriers Ribeirinhos” dos vales dos rios Wharfe, Calder e
Aire foram exibidos neste show, fazendo uma grande quantidade de entradas (muitos exemplares em pista). É a maior de todas as raças Terriers e reúne todas
as características deste grupo de cães, sendo também conhecido como o Rei dos
Terriers. O Airedale Terrier tem extraordinários poderes de faro, tendo sido
utilizado na África, Índia e Canadá para rastrear; tem auxiliado a Cruz Vermelha
em épocas de guerra e foi utilizado para o serviço com a polícia e nas forças armadas da Grã-Bretanha e Rússia.
APARÊNCIA GERAL: o maior dos terriers; cão musculoso, ativo, razoavelmente compacto, sem nenhuma tendê;ncia a ser pernalta ou excessivamente comprido de tronco.
COMPORTAMENTO / TEMPERAMENTO: expressão viva, rápido de
movimento, sempre na ponta das patas na expectativa de qualquer movimento. Seu
caráter é demonstrado por meio da expressão dos olhos, pelo porte das orelhas e
pela cauda ereta. Sociável e confiante, amigo, corajoso e inteligente. Sempre alerta,
não agressivo, mas corajoso.
CABEÇA: bem balanceada, sem diferença aparente, em comprimento, entre o crânio
e o focinho. Sem rugas.
REGIÃO CRANIANA
Crânio: longo e plano; não muito largo entre as orelhas e estreitando ligeiramente
para os olhos.
Stop: apenas visível.
REGIÃO FACIAL
Trufa: preta
Focinho: bem cheio à frente dos olhos; não côncavo nem caindo bruscamente abaixo
dos olhos, mas um delicado cinzelamento evita a aparê;ncia cuneiforme ou plana.
Lábios: justos.
5
Maxilares / Dentes: maxilares superior e inferior profundos, poderosos, fortes e
musculosos; um focinho robusto é altamente desejado. Sem excessivo desenvolvimento
dos maxilares que dê; uma aparê;ncia arredondada ou protuberante às bochechas.
Dentes fortes. Mordedura em tesoura, isto é, os dentes (incisivos) superiores
sobrepõem-se intimamente aos dentes (incisivos) inferiores e são inseridos de
preferê;ncia ortogonalmente aos maxilares, mas mordedura em torquê;s é aceitável.
Prognatismo superior ou inferior é indesejável.
Bochechas: planas e não volumosas. Cão “bochechudo” é indesejável.
Olhos: de cor escura, relativamente pequenos, não proeminentes, plena expressão
de terrier, entusiásticos e inteligentes. Olhos claros ou proeminentes são altamente
indesejáveis.
Orelhas: em forma de “V”, portadas lateralmente, pequenas, mas não fora de
proporção ao tamanho do cão. A linha superior das dobras das orelhas fica ligeiramente
acima do nível do crânio. Orelhas pendentes ou inseridas muito altas são indesejáveis.
PESCOÇO: nítido, musculoso, de tamanho e espessura moderados, alargando
gradualmente para os ombros e sem barbelas.
TRONCO
Dorso: curto, forte, reto e plano, sem apresentar flacidez.
Lombo: musculoso. Em cães curtos e com costelas arqueadas, sobra pouco espaço
entre os cotovelos e os quadris. Quando o cão tem o lombo longo, alguma fraqueza
será demonstrada nesta região.
Peito: profundo (aproximadamente no nível dos cotovelos), mas não largo. Costelas
bem arqueadas.
CAUDA: anteriormente era costume a cauda cortada.
Cortada: inserida alta e portada alegremente; não curvada sobre o dorso. Boa força
e substância. Sua extremidade deve estar na mesma altura que o topo do crânio.
Não Cortada: inserida alta e portada alegremente. Não curvada sobre o dorso. Boa
força e substância.
6
MEMBROS
Anteriores
Ombros: longos, bem voltados para trás, obliquamente inclinados. Escápulas planas.
Cotovelos: perpendiculares ao tronco, trabalhando livremente nas laterais.
Antebraços: pernas perfeitamente retas, com boa ossatura.
Patas: pequenas, redondas e compactas; almofadas com boa espessura e bem
acolchoadas. Dedos moderadamente arqueados, não virando nem para dentro, nem
para fora.
Posteriores
Coxas: longas e poderosas.
Joelhos: bem angulados, não virados nem para fora, nem para dentro.
Pernas: musculosas.
Metatarsos (Jarretes): jarretes bem descidos, paralelos entre si quando vistos por
trás.
Patas: pequenas, redondas e compactas; almofadas com boa espessura e bem
acolchoadas. Dedos moderadamente arqueados, não virando nem para dentro, nem
para fora.
MOVIMENTAÇÃO: pernas direcionadas retas para frente. Membros anteriores
movem-se livremente, paralelos às laterais. Quando se aproximam, os anteriores devem
formar uma continuação da linha reta frontal. A distância entre as patas é a mesma
que a dos cotovelos. A força propulsora é fornecida pelos membros posteriores.
PELAGEM
Pelo: duro, denso e de arame, não tão longo a ponto de parecer esfarrapado. Deitado
reto e fechado, cobrindo o corpo e as pernas; o pelo de cobertura é duro, de arame
e rígido; o subpelo é mais curto e mais macio. Os pelos mais duros são encaracolados
ou apenas ligeiramente ondulados; a pelagem crespa ou macia é altamente indesejável.
7
COR: a sela (parte superior do tronco) é preta ou grisalha, assim como a parte
superior do pescoço e a superfície dorsal da cauda. Todas as outras partes são
castanhas. As orelhas são frequentemente castanho escuras, e um sombreado pode
ocorrer em torno do pescoço e nas laterais do crânio. Alguns pelos brancos entre os
membros anteriores são aceitáveis.
TAMANHO
Altura na cernelha: aproximadamente 58 a 61 cm para os machos.
aproximadamente 56 a 59 cm para as fê;meas.
FALTAS: qualquer desvio dos termos deste padrão deve ser considerado como
falta e penalizado na exata proporção de sua gravidade e seus efeitos na saúde e bem
estar do cão.



Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:



Dicas de Profissionais do ramo pet e agropecuário:


bulletCardiomipatia dilatada genetica em cães

bulletAlgas em seu Aquário

bullet3 dicas de como ensinar o cachorro a fazer xixi e cocô no lugar certo

bulletCães gostam de grama

bulletComo devo alimentar meu persa ???


Ver todas as Dicas de Profissionais



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores



bullet Daniel Zacharias Zago Médico Veterinário Clínica Geral e Reprodução Equina 11 82627922

bullet Dr. Carlos Artur Lopes Leite é médico veterinário graduado pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e especialista em Micologia Médica pela Carl von Ossietzky Universität (Alemanha). É também mestre em Medicina e Cirurgia Veterinárias pela UF

bullet Priscila Pinheiro - Pet Sitter

 

Bicho Feliz Pet Sitter

Site: https://sites.google.com/site/bichofelizpetsittercotiasp/

Whatsapp e celular: (11) 98586-9212

Twitter: @bichofelizps



bullet Virgínia Figuerôa (11) 55061144 / virginia@ecco.inf.br

bullet Dr. Ciro Pinheiro Mathias Franco Medico Veterinário atuante em medicina e odontologia eqüina. Cel. (11) 9814 6666 E mail ciromedvet@ig.com.br www.dentistadecavalo.com.br

Ver todas as Dicas dos Colunistas




Letras de Música com temas Animais:


bulletChovendo na roseira

bulletA balada do cachorro louco lenine

bulletBoi de lágrimas

bulletPasse em Casa

bulletCarneirinho, carneirão

Ver todas as Letras de Músicas




Cinema, Filmes e Seriados:


bulletKing kong

bulletQuanto pesa o cavalo de tróia? (ile wazy kon trojanski?)

bulletUm natal bom pra cachorro (chilly christmas)

bulletAmor pra cachorro (year of the dog)

bulletBatman (1966)


Ver todos os filmes e seriados




Livros Animais

bulletO gato que falava com fantasmas

bulletO selo da agonia - livro dos cavalos

bulletUm gato indiscreto e outros contos

bulletA princesa e o sapo

bulletO estranho caso do cachorro morto

Ver todos os Livros



Dinheiro / Notas Animais



Garoupa
R$ 100


Beija flor
R$ 1


Garça branca grande
R$ 5


Arara vermelha
R$ 10


Mico leão-dourado
R$ 20


Onça pintada
R$ 50


Tartaruga-de-pente
R$ 2


Lobo Guará
R$ 200


Ver todas as Notas e Moedas



Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos