Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

Home Page > Notícias > Unb: centro de diagnóstico da febre amarela tem reagentes vencidos

Unb: centro de diagnóstico da febre amarela tem reagentes vencidos


A unidade de pesquisa da Universidade de Brasília é referência regional em análise de primatas não humanos



MaterialPin


MATERIAL CEDIDO AO METRÓPOLES


Douglas


DOUGLAS CARVALHO


12/09/2018 11:22 . atualizado em 12/09/2018 14:21


 


46


0


0


Sinais de más condições sanitárias saltam aos olhos de quem trabalha no Laboratório de Patologia Veterinária da Universidade de Brasília (UnB), principal referência do Centro-Oeste em diagnóstico de febre amarela em macacos.


Situação verificada sobretudo em refrigeradores onde estão armazenados reagentes usados nas análises das amostras colhidas dos primatas. Parte dessas substâncias encontradas nessas geladeiras tem a data de validade expirada há seis anos.


Metrópoles obteve, com exclusividade, imagens dos reagentes no centro de pesquisa, localizado no Hospital Veterinário da UnB, na Asa Norte.


Quase um ano após se tornar a primeira instituição de ensino superior incluída pelo Ministério da Saúde no rol de colaboradoras para o diagnóstico da doença, o laboratório contém substâncias mantidas de forma inapropriada. Por exemplo, ao lado de material biológico de necropsia.


MAIS SOBRE O ASSUNTO



Em uma das imagens, há embalagem de reagente para a enzima fosfatase alcalina vencido em março de 2013. O exame desse componente sanguíneo faz parte do diagnóstico da febre amarela. Em outra caixa, há também um reagente, não identificado, cujo prazo de validade expirou em 2014.


UnB: centro de diagnóstico da febre amarela tem reagentes vencidos


Abrir em Tela Cheia



Continue vendo após o anúncio


RECOMENDADOS


  •  
  •  

3/6


Aguarde 3 segundos para continuar.


Reagente


4/6


Os líquidos estão armazenados em laboratório da UnB Material cedido ao Metrópoles


Refrigerador


5/6


No refrigerador onde estão os reagentes, há acúmulo de geloMaterial cedido ao Metrópoles


Refrigerador


6/6


Há também material biológico de necropsia misturado aos líquidosMaterial cedido ao Metrópoles


IEC


1/6


Reagente para diagnóstico está vencido há mais de quatro anosMaterial cedido ao Metrópoles


Reagente


2/6


Prazo de insumo expirou em 2013 Material cedido ao Metrópoles


Reagente


3/6


Substância de finalidade semelhante venceu em 2012 Material cedido ao Metrópoles


Continue vendo após o anúncio


3/6


Aguarde 3 segundos para continuar.


Reagente


4/6


Os líquidos estão armazenados em laboratório da UnB Material cedido ao Metrópoles


Refrigerador


5/6


No refrigerador onde estão os reagentes, há acúmulo de geloMaterial cedido ao Metrópoles


Refrigerador


6/6


Há também material biológico de necropsia misturado aos líquidosMaterial cedido ao Metrópoles


IEC


1/6


Reagente para diagnóstico está vencido há mais de quatro anosMaterial cedido ao Metrópoles


Reagente


2/6


Prazo de insumo expirou em 2013 Material cedido ao Metrópoles


Reagente


3/6


Substância de finalidade semelhante venceu em 2012 Material cedido ao Metrópoles


Continue vendo após o anúncio


3/6


Aguarde 3 segundos para continuar.


 


Desde setembro do ano passado, o Laboratório de Patologia Veterinária, vinculado à Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária (FAV) da UnB, atende Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso e Tocantins.


O credenciamento feito à época pelo Ministério da Saúde teve como objetivo descentralizar serviços laboratoriais, pois a epidemia de febre amarela no país ocasionou aumento da demanda relacionada à doença e superou a capacidade operacional da rede de centros credenciados.


MATERIAL CEDIDO AO METRÓPOLES


MaterialPin


Reagentes estão vencidos desde 2012. Coordenador do laboratório nega uso desses produtos


 


O outro lado
Coordenador do laboratório, o especialista em patologia animal e professor da FAV Márcio Botelho negou o uso de reagentes fora do prazo de validade.


“Seguimos os padrões internacionais de exames e isso envolve o uso de reagentes que funcionam e estão de acordo com o protocolo de armazenamento”, reforçou.


Botelho também alegou que as substâncias mostradas nas fotos ficaram guardadas em gavetas e seriam desprezadas. De acordo com o docente, os líquidos sequer são usados para diagnóstico da febre amarela.


Não foram usadas e serão descartadas. Ficam em uma geladeira abandonada no fundo de outra sala, não a de imunohistoquímica [uma das técnicas usadas para detecção da doença]. Esse refrigerador nem é nosso"


Márcio Botelho, coordenador do Laboratório de Patologia Veterinária da UnB


Botelho acrescentou que não há motivo para alarde. Especialmente, sobre possíveis falsos resultados. Neste ano, o laboratório analisou 292 macacos mortos, vindos de Goiás e Tocantins, além do DF. Nenhum deles, segundo o coordenador, estava infectado por febre amarela.


Por fim, o professor reforçou o cumprimento das normas obrigatórias para diagnóstico de febre amarela. Inclusive, destacou visita de técnicos do Ministério da Saúde ao local antes do credenciamento.


A pasta confirmou a visita e salientou que os pesquisadores do laboratório da UnB receberam treinamento no Instituto Evandro Chagas (IEC) – referência nacional no diagnóstico da doença –, no Pará. Ainda de acordo com o ministério, eles foram capacitados também no Instituto Nacional da Colômbia (INC), em Bogotá. O centro de pesquisa do país vizinho é referência internacional no assunto.


“Todo o diagnóstico realizado na UnB, até o momento, não teve nenhuma discordância de resultados por parte da referência nacional. O Laboratório de Patologia da universidade tem respondido em tempo hábil e vem contribuindo para a rede com muita experiência nas discussões técnicas e nas emissões dos resultados laboratoriais”, informou o Ministério da Saúde, em nota.


À reportagem, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) pontuou que cabe à Vigilância Sanitária no DF fiscalizar as condições sanitárias do local.


A Secretaria de Saúde (SES-DF), por sua vez, informou que a responsabilidade de vistoriar o Laboratório de Patologia Veterinária da UnB “não é da Diretoria de Vigilância Ambiental (Dival) ou da Diretoria de Vigilância Sanitária (Divisa) da pasta”.


Surto
O segundo semestre de 2017 e os três meses iniciais deste ano foram o período mais crítico da incidência de febre amarela no Brasil. Até 1º de março, houve 723 casos e 237 mortes pela doença confirmadas.


De acordo com dados divulgados pelo Ministério da Saúde, o número de registros de 1º de julho do ano passado e 28 de fevereiro de 2018 superou em 25% o do mesmo intervalo de 2016-2017 – nesse tempo, ocorrera 576 casos e 184 óbitos.



Fonte da Notícia: https://www.metropoles.com/distrito-federal/saude-df/laboratorio-de-diagnostico-da-febre-amarela-contem-reagentes-vencidos



Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:

Letras de Música com temas Animais:

bulletO voo do hamster

bulletPassaro Ferido

bulletA galinha pintadinha 3

bulletTchutchuca

bulletA dança da tartaruga asa de águia



Dicas Veterinárias:

bulletQual a sela certa para você?

bulletSeu cachorro tem remela nos olhos? isso pode ser uma grave doença!

bulletComo escolher acessórios para passear com seu cão

bulletDe olho na boca dos cavalos

bulletInfecção bacteriana (campilobacteriose) em cães



Ver todas as Dicas Veterinárias



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores

bullet Hemovet Laboratório e Centro de hemoterapia veterinária M.V. Simone Gonçalves CRMV SP 10141 Rua José Macedo, 98. Pq São Lucas F. 29188050>

bullet O Clube Pet Memorial está localizado na Avenida Sadae Takagi, 860, em São Bernardo do Campo, no Grande ABC, acesso pelo km 20 da Rodovia dos Imigrantes, telefones (11) 4343.0000 e (13) 3222.2949, 0800.772.8885 site www.petmemorial.com.br>

bullet Tatiane Tancredo, estudante de Medicina Veterinária ANIMAL SHOP AGROPECUARIA E PET SHOP R. DOMINGOS TORDIN, 194 JARDIM MONTE VERDE, VALINHOS>

bullet Juliane Seixas Juliane Seixas Website.: www.facebook.com/veterinariadrajulianeseixas Graduada pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná, PUC/PR. Atua como plantonista na área clínica e cirurgica de animais de companhia CRMV: 11430 / PR Cont>

bullet Daniel Checchinato,(11) 45210959, Av pref. Jose de Castro Marcondes, 260 Vila Hortolandia, Jundiaí/SPl, www.veterinariachecchinato.com.br>



Cinema, Filmes e Seriados:

bulletMato sem cachorro

bulletRin tin tin - o filme

bulletPets a vida secreta dos bichos

bulletBatman (1989)

bulletNo olho do gato (dans l oeil du chat)



Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletPassaro-camaleao, o

bulletO gato de botas

bulletUm gato aprende a morrer

bulletOs segredos dos gatos tudo para entender e ensinar o seu companheiro

bulletLivro definitivo de dicas e sugestoes de jardinagem

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos