Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

Home Page > Notícias > Pressionado, governo frança recua e regula caça de javaporco no estado

Compartilhe em suas redes sociais:

Pressionado, governo frança recua e regula caça de javaporco no estado


Lei sancionada pelo pessebista que proíbe caça alarmou produtores prejudicados pela praga rural


???????Gabriela Sá Pessoa


SÃO PAULO


O grande vilão suíno do estado de São Paulo pode pesar mais de 170 kg e destruir lavouras inteiras. O javali e seu primo, javaporco, se multiplicaram pelo estado, assustaram produtores rurais e chegaram ao debate da TV Bandeirantes, na semana passada, entre os candidatos ao governo de São Paulo.


Em junho, o governador Márcio França (PSB), candidato à reeleição, disse que "tinha pressão dos dois lados" e optou por um quando sancionou, em junho, a lei que proíbe o abate de animais em São Paulo. O projeto, de Roberto Trípoli (PV), foi aprovado por unanimidade na Assembleia Legislativa de São Paulo.


Ele anunciou a novidade em um vídeo no Instagram, acompanhado por ativistas: "São Paulo tem que dar o exemplo para o Brasil. Não cabe em São Paulo que pessoas incentivem a violência contra o animal como forma de defesa ou lazer".


O


O javaporco, que é uma subespécie animal originária do cruzamento entre o porco doméstico e o javali - Carlos Chaleb/Folhapress


França acabou desagradando o agronegócio. O setor, que em 2017 movimentou R$ 270 bilhões no estado, continuou a pressão levantando a questão da proliferação de javalis, que podem transmitir doenças como febre aftosa para o gado. Por não ser nativo, o animal e o javaporco —cruza de javali e porco— não têm predadores. Sua multiplicação só pode ser controlada pela caça. 


E aí estava o problema: a nova lei diz que só o estado poderia abater o animal, e qualquer outra pessoa física ou jurídica que o fizesse em São Paulo poderia ser multada.


Produtores e caçadores começaram a mover ações questionando a constitucionalidade da nova lei e pedindo habeas corpus preventivos. 


O advogado e controlador de espécies Mardqueu Filho —que tatuou no antebraço um desenho que mistura a sombra de um javali com um caçador armado— move cerca de 20 processos do gênero.


Após se reunir com representantes da Faesp (Federação da Agricultura e do Estado de São Paulo) e da SRB (Sociedade Rural Brasileira), o governo França recuou. Em 10 de agosto, as secretarias da Agricultura e do Meio Ambiente publicaram resolução em que autorizaram a caça de javalis "em todas as suas formas, linhagens, raças e diferentes graus de cruzamento com o porco", desde que tenha a supervisão do estado.


Para a Faesp, a regra "foi um avanço em defesa do setor econômico de agricultura e abastecimento". Para o diretor da SRB, Bento Mineiro, a regulamentação é "completamente sem sentido" e "inviável para o controlador".


"Não sei se por ideologia ou estratégia eleitoral, acho que ele [Márcio França] está se equivocando e se indispondo com produtores rurais", afirma o dirigente rural.


No mesmo vídeo em que comemora a proibição da caça, o governador diz que iria regulamentar a lei e que não queria prejudicar nenhum dos setores. "A gente sabe que tem influência na agricultura e na pecuária, mas vamos encontrar a fórmula de poder criar uma conciliação, como já encontramos em outros momentos difíceis", afirmou.


Nesta quinta-feira (23), técnicos da Secretaria da Agricultura se reuniram para traçar um plano de ação na questão do javali a partir da resolução publicada no início do mês.


13 15


Caça ao javali


Minha


  1.  
  2.  
  3.  
  4.  
  5.  
  6.  
  7.  
  8.  
  9.  
  10.  
  11.  
  12.  
  13.  
  14.  
  15.  
  16.  
  17.  
  18.  
  19.  
  20.  
  21.  
  22.  
  23.  
  24.  
  25. Caça
  26.  
  27.  
  28.  
  29.  
  30.  

 


Caça ao javali durante a madrugada, na zona rural de Monte Azul Paulista. Grupo de caçadores faz o abate controlado desse animal /Avener Prado/Folhapress


Compartilhe


LEIA MAIS


 


 


 


 



Voltar


  • Facebook
  • Whatsapp
  • Twitter
  • Messenger
  • Google
  • Pinterest
  • Linkedin
  • E-mail
  • Copiar link

Loading


O que está valendo: a caça de animais exóticos continua proibida, mas o produtor afetado por javalis poderá iniciar o controle populacional da espécie. Para isso, precisará buscar a autorização do estado, informando dados sobre a propriedade e o histórico de presença do suíno, o prejuízo estimado, quem fará o abate e como o animal será morto.


A Secretaria da Agricultura terá 30 dias para expedir a autorização para o controle do javali. Quem não receber a resposta dentro desse prazo poderá proceder com o abate seguindo os métodos que declarou ao governo.


"Eu te pergunto: se aparecer javali da noite para o dia nas plantações, tem que esperar 30 dias. Você tá entendendo que é para inglês ver?", critica Mardqueu.


Nas contas da Faesp, os javaporcos e javalis já foram identificados em 500 dos 645 municípios de São Paulo. O governo diz não ter estimativas.


O governo França diz, em nota, que a caça é proibida por lei federal e que a lei paulista demonstra a preocupação com o controle de espécies exóticas, como o javali, "nocivas à agricultura e à saúde pública". 


Além disso, afirma o Bandeirantes, a nova lei evita a crueldade da caça e da prática esportiva indiscriminada. "O setor rural já expressou apoio a resolução, que dá segurança jurídica para que o dono faça o controle na sua propriedade", afirma o governo.


José Fontes, técnico da Secretaria da Agricultura, diz que a regulação dá mais segurança aos proprietários rurais, ao transferir para o governo a responsabilidade do controle populacional do javali.



Fonte da Notícia: https://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/08/pressionado-governo-franca-recua-e-regula-caca-de-javaporco-no-estado.shtml



Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:



Dicas de Profissionais do ramo pet e agropecuário:


bulletDermatofitose

bulletImportÂncia da tpa no aquarismo

bulletArtrite e artrose em cães

bulletInchaço da glândula salivar em cães

bulletProteína x energia


Ver todas as Dicas de Profissionais



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores



bullet Ciro Pinheiro Mathias Franco Medico Veterinário atuante em odontologia eqüina. Cel. (11) 98146666 Email: ciromedvet@ig.com.br

bullet silvia c parisi médica veterinária crmvsp 5532

bullet Manuelle Audino Rodrigues de Sá Médica veterinária CRMV 25073 fisiopet@yahoo.com.br

bullet RENAL VET SÃO PAULO: Endereço: Rua Heitor Penteado, 99 Sumaré, São Paulo/SP. Telefones: (11) 38752666 e (11) 38725138. Telefone para emergências: (11) 98985622. Site: www.renalvet.com.br Email: renalvet@br.inter.net RENAL VET RIO DE JA

bullet Eng Agrônomo André Fabbrocini Gonçalves, atua na área de manejo de pastagem, segurança dos animais, nutrição, desenvolvimento de projetos http://www.andrefabbrocini.com.br/ (11) 93829722 e (11) 77435504 e nextel 96*40594

Ver todas as Dicas dos Colunistas

Letras de Música com temas Animais:


bulletBater das asas

bulletFilho de peixe

bulletDou não dou

bulletCobras essiele

bulletJoão e maria

Ver todas as Letras de Músicas

Cinema, Filmes e Seriados:


bulletPeixonauta

bulletDeu a louca nos bichos

bulletOs pássaros feridos (the thorn birds)

bulletTubarao ii

bulletO gato mais rico do mundo (the richest cat in the world)


Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletLivro de banho galinha pintadinha

bullet97 maneiras de fazer seu cachorro sorrir

bulletO gato de botas

bulletEnfermidades dos cavalos

bulletMarley e eu

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos