Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

Home Page > Notícias > Coraçãozinho de frango: empresa avícola destina 100% do produto para o mercado interno

Compartilhe em suas redes sociais:

Coraçãozinho de frango: empresa avícola destina 100% do produto para o mercado interno


Atualmente, a GTFoods produz mensalmente quase 200 toneladas do corte para atender à preferência dos brasileiros

 

Conhecido como o petisco queridinho no churrasco, o coraçãozinho de frango não pode faltar na mesa dos brasileiros. A demanda pela iguaria é tanta, que a GTFoods, uma das gigantes do setor avícola, produz mensalmente quase 200 toneladas do corte. Deste total, 100% da produção é destinada ao mercado interno.

 

De acordo com o gerente de mercado da empresa, Luiz Mauro, a venda do produto atinge tanto os Food Services, que são as churrascarias, pizzarias e restaurantes quanto o consumidor final, que geralmente são as famílias que gostam de fazer churrasco no fim de semana. “A região sul é responsável por quase 70% do consumo desse item da empresa no Brasil. O restante, fica distribuído na região sudeste e nordeste”, destaca Mauro.

 

O Rio Grande do Sul (RS) se distingue entre eles, pois possui uma preferência única pelo petisco de frango. “Com a tradição do churrasco, ele é um estado que utiliza esse item em diversos segmentos da gastronomia, o que é diferente de outros lugares. Nesse local são feitos pratos como pizzas, lanches e estrogonofes de coraçãozinho, por exemplo”, relata o gerente de mercado da GTFoods.

 

Valor agregado

 

Luiz explica que o coração de frango exige um maior investimento no maquinário e maior esforço de produção, fazendo com o que o produto tenha maior valor agregado no mercado, juntamente com o meio da asa.

 

A preferência no tipo de embalagem do produto também varia: no RS, por exemplo, há uma procura por pacotes maiores, que contenham entre 1 e 2 quilos de coraçãozinho. Já em outros estados, têm surgido a necessidade de embalagens menores e mais práticas, como as com 500 e 700 gramas. “O importante é analisar a tendência do mercado, levando a praticidade para o consumidor no momento do preparo e um produto com qualidade”, finaliza Luiz.

 



Fonte da Notícia: Assessoria de Imprensa GTFoods



Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:



Dicas de Profissionais do ramo pet e agropecuário:


bulletComo saber se meu cão é diabético?

bulletResponsabilidade civil do médico veterinário

bulletErros e acertos na alimentação dos peixes ornamentais

bulletClaudicação em cães

bulletA superprodução de glóbulos brancos na medula óssea em cães


Ver todas as Dicas de Profissionais



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores



bullet Prof. Saulo Tadeu Lemos Pinto Filho

bullet Bruno Evaristo

bullet Tatiana Grillo
Eu atendo em domicílio em Sorocaba SP
(15) 3019 2101

bullet Bianca Pissardo, http://criancas4patas.blogspot.com

bullet Nayara Zonta, parceria com a VetQuality 56811999

Ver todas as Dicas dos Colunistas

Letras de Música com temas Animais:


bulletCachorro manco lourenço e lourival

bulletDança do bicho

bulletTartaruga trem da alegria

bulletBorzeguim

bulletBorbulhas de amor

Ver todas as Letras de Músicas

Cinema, Filmes e Seriados:


bulletNas montanhas dos gorilas

bulletO cachorro que salvou o natal (the dog who saved christmas)

bulletJurassic park i

bulletCacados

bulletGato negro (black cat (gatto nero))


Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletCachorro tem cada uma

bulletO gato de botas

bulletA perigosa vida dos passarinhos pequenos

bulletCrianca, cachorro que fala!

bulletLivro de banho galinha pintadinha

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos