Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

Home Page > Notícias > Qual é o ponto fraco do tardígrado, a criatura mais resistente do planeta

Compartilhe em suas redes sociais:

Qual é o ponto fraco do tardígrado, a criatura mais resistente do planeta


Com menos de um milímetro de comprimento, estes animais são capazes de sobreviver a uma fogueira, ao congelamento e até mesmo ao vácuo do espaço.

A estratégia de sobrevivência dos tardígrados, animais microscópicos conhecidos como "ursos d'água", é simples, porém eficaz: eles retraem suas oito patas e a cabeça e se deixam desidratar.

Os

Os tardígrados podem sobreviver a temperaturas extremas, sendo quase indestrutíveis

Foto: Science Photo Library / BBC News Brasil

Assim, ainda essas criaturas sejam atiradas em uma fogueira, submetidas ao vácuo do espaço ou congeladas, elas sobreviverão.

Não à toa, são conhecidas como as criaturas mais resistentes do planeta.

Mas um grupo de cientistas da Universidade de Copenhague, na Dinamarca, identificou o que pode ser uma ameaça para esses seres aparentemente indestrutíveis: o aquecimento global.

Uma pesquisa de 2018 já havia alertado que a espécie de tardígrado que vive na Antártida, a Acutuncus antarcticus, poderia ser extinta devido ao aumento da temperatura dos oceanos.

Mas, na semana passada, pesquisadores da universidade dinamarquesa publicaram um estudo sugerindo que outra espécie, a Ramazzottius varieornatus, apresenta o mesmo ponto fraco.

A pesquisa se baseou em espécies encontradas em países nórdicos, segundo informou Ricardo Cardozo Neves, principal autor do estudo, publicado na revista científica Scientific Report.

O

O aquecimento global pode ser o principal inimigo dos tardígrados

Foto: Getty Images / BBC News Brasil

"Nossos resultados mostram que os tardígrados metabolicamente ativos são vulneráveis a altas temperaturas; no entanto, a aclimatação poderia fornecer uma maior tolerância a essas temperaturas ", observa o estudo.

Não é a temperatura, é questão de tempo

Em estudos anteriores, os cientistas descobriram que os tardígrados têm o que parece ser uma espécie de superpoder.

Quando desidratam, eles retraem a cabeça e as oito patas, se encolhendo em uma pequena bola, e entram em um estado profundo de animação suspensa que se parece muito com a morte.

Eles perdem quase toda a água do corpo — e seu metabolismo diminui para 0,01% da taxa normal.

E tem mais: quando estão ativos, são capazes de suportar temperaturas de até 150 graus acima e abaixo de zero.

Mas é aí que vem a pergunta: se são tão resistentes, quanto a temperatura da água teria que aumentar para ser um problema?

Segundo os cientistas, não se trata da temperatura, mas do tempo de exposição a ela.

Os

Os tardígrados são pequenas criaturas de oito patas com menos de um milímetro de comprimento

Foto: Getty Images / BBC News Brasil

Durante o estudo, apenas as 50% das espécies metabolicamente ativas submetidas a temperaturas de 37,1º C, sem aclimatação, por 24 horas, conseguiram sobreviver.

Isso mostrou, de acordo com Cardozo Neves, que o aumento da temperatura no planeta poderia ser praticamente letal para as espécies.

"Podemos concluir que os tardígrados ativos são vulneráveis a altas temperaturas que permanecem constantes", afirma o pesquisador na publicação.

"Mas com uma aclimatação prévia, é possível que essas criaturas possam se adaptar ao aumento das temperaturas em seu habitat natural."

No estudo, as amostras da espécie que foram aclimatadas antes de serem submetidas a 37,1º C conseguiram sobreviver em maior porcentagem.

E, se estavam desidratadas, conseguiam suportar temperaturas próximas a 60° C.

"Os tardígrados desidratados são muito mais resistentes e podem suportar temperaturas muito mais altas do que os tardígrados ativos."

"No entanto, o tempo de exposição é claramente um fator que limita sua tolerância a altas temperaturas ", conclui o estudo.



Fonte da Notícia: https://www.terra.com.br/noticias/qual-e-o-ponto-fraco-do-tardigrado-a-criatura-mais-resistente-do-planeta,5bd46221ea3eec5bae276e4d0ef5f157da5brw8j.html



Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:



Dicas de Profissionais do ramo pet e agropecuário:


bulletModalidade equestre turfe

bulletCavalos

bulletCom que idade o animal pode e deve tomar banho?

bulletDistúrbio da glândula tireóide em cães

bulletFelv


Ver todas as Dicas de Profissionais



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores



bullet Paola Christina Ferreira Carneiro Médica Veterinária CRMVSP 8145 Dermatologia e Terapeuta Floral MASTERVET Clínica Veterinária Av. Ângelo Sim?es,1135, Jd. Leonor , Campinas , SP Fone: (19) 32345363 ou 33843323

bullet Dr. Ciro Pinheiro Mathias Franco Medico Veterinário atuante em odontologia eqüina. Cel. (11) 9814 6666 E mail: ciromedvet@ig.com.br

bullet Eduardo Lobo, 11 973119698, Rua Lomas Valentinas 358 saude SP, eduardolobo.vet@gmail.com, http://www.equilibriumcursos.com.br , http://www.Facebook.com/Equilibriumvet

bullet Pedro Lauane Barbosa Campioni VET HOME clinica veterinária e banho e tosa vinhedosp (19) 38865677

bullet Mauricio Sordille www.petcaramelo.com

Ver todas as Dicas dos Colunistas

Letras de Música com temas Animais:


bulletQualquer coisa

bulletCavalos De Muda

bulletEu nasci há dez mil anos atrás

bulletMeu Jumento

bulletA Cobra e a Rolinha

Ver todas as Letras de Músicas

Cinema, Filmes e Seriados:


bulletCacados

bulletO favor, o relógio e o peixe muito grande (the favour, the watch and the very big fish)

bulletSoltando os cachorros (the shaggy dog)

bulletJurassic park iii

bulletFilhote (cachorro / bear cub)


Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletO homem que amava os cachorros

bulletGato que gostava de cenoura

bulletVida de cão

bulletUm gato entre os pombos

bulletMais que um leao por dia

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos