Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

Home Page > Notícias > Doença rara mata cavalos da polícia militar

Compartilhe em suas redes sociais:

Doença rara mata cavalos da polícia militar


Suspeita de contaminação por bactéria causadora do mormo já levou vinte animais ao sacrifício

Por Silas Colombo

Regimento

Regimento 9 de julho baias lacradas cavalos (Mario Rodrigues/)

 

Na tarde da terça-feira passada (25), uma equipe de veterinários aplicou uma anestesia e, em seguida, duas injeções letais em um dos cavalos do Regimento de Polícia Montada 9 de Julho, no centro. Depois de aproximadamente vinte minutos da ação dos medicamentos, os profissionais registraram o óbito. A cena aconteceu na cidade de Presidente Prudente, a 558 quilômetros da capital, que tem um aterro público especialmente preparado para enterrar animais de grande porte. O procedimento aumentou para vinte a lista de equinos da tropa sacrificados nos últimos seis meses. Outros 240 se encontram em quarentena no quartel da região da Luz e correm o risco de ter o mesmo fim.

 

O problema que está dizimando os cavalos da PM é o mormo, uma doença causada pela bactéria Burkholderia mallei. Acreditava-se que ela estivesse extinta no Brasil desde 1968. Há sete anos, no entanto, surgiram relatos de casos ocorridos no interior de São Paulo e em Pernambuco. Para evitar uma epidemia, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) entrou em ação e começou a exigir a partir de agosto do ano passado exames preventivos em todos os cavalos registrados no país. Os primeiros a ser submetidos à prova foram os animais da PM e os do Exército. Nessa época, encontrou- se um foco de contaminação no Regimento 9 de Julho.

Em uma análise preliminar, um total de 36 animais foram postos sob suspeita. A realização de um exame posterior confirmou a existência do mormo em vinte deles. Essa doença ataca o sistema respiratório e compromete os pulmões, matando o doente entre quinze dias e seis meses. O tratamento é complicado e longo, com apenas 5% de chances de sucesso. A bactéria é facilmente transmitida para outros cavalos e, em casos raros, pode infectar pessoas, com quase o mesmo grau de letalidade. Por essas razões, a ordem da Defesa Agropecuária do Estado de São Paulo é sacrificar o hospedeiro logo que surge uma suspeita. “Na dúvida, é melhor eliminar o problema”, explica Heinz Hellwig, coordenador do órgão.

Nenhum dos animais sacrificados do Regimento 9 de Julho apresentava sintomas. Os exames de diagnóstico utilizados até hoje para esses casos foram desenvolvidos no início do século passado. Eles identificam apenas o anticorpo produzido pelo organismo para combater a ação do mormo. Esse mesmo anticorpo, porém, é produzido por uma série de outras bactérias. Assim, os veterinários utilizam um segundo teste para a comprovação da suspeita.

SoldadoSoldado Valéria Bayer cavalo

 (/)

Dezesseis cavalos do 9 de Julho escaparam momentaneamente do sacrifício graças ao tira-teima e estão em regime de observação. O parceiro da soldada Valéria Rydlewski não teve a mesma sorte. Bayer, um cavalo de 7 anos da raça brasileiro de hipismo, acabou recebendo as injeções letais em janeiro. “Ele era meu companheiro e me protegia no dia a dia”, lamenta a policial.

Os animais ajudam os soldados da PM a patrulhar grandes multidões em espaços abertos. Na capital, o efetivo equino chega a quase 320 exemplares. Como grande parte da tropa de crinas se encontra sob suspeita, os oitenta cavalos da Academia do Barro Branco, na Água Fria, e dos destacamentos de São Bernardo do Campo e de Mauá, no ABC, têm sido usados para tapar o buraco nas rondas da capital, litoral e algumas cidades do interior.

TUDO SOBRE



Fonte da Notícia: https://vejasp.abril.com.br/cidades/doenca-rara-esta-matando-os-cavalos-da-pm/



Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:



Dicas de Profissionais do ramo pet e agropecuário:


bulletCachorro vomitando sangue: o que fazer?

bulletPerguntas e respostas sobre imunoterapia

bulletHemograma: entenda um pouco mais sobre esse importante exame

bulletGlaucoma

bulletDicas para o pet não enjoar do alimento


Ver todas as Dicas de Profissionais



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores



bullet Daniel Checchinato,(11) 45210959, Av pref. Jose de Castro Marcondes, 260 Vila Hortolandia, Jundiaí/SPl, www.veterinariachecchinato.com.br

bullet bonde.com.br/casa e decoracao/dicas/saiba 10 dicas para atrair passaros para seu quintal 212398.html

bullet Eng Agrônomo André Fabbrocini Gonçalves, atua na área de manejo de pastagem, segurança dos animais, nutrição, desenvolvimento de projetos http://www.andrefabbrocini.com.br/ (11) 93829722 e (11) 77435504 e nextel 96*40594

bullet Dra. Vanessa Mollica Caetano Teixeira Médica veterinária Especialista em clínica e cirurgia ? UFV Mestre em cirurgia / Unesp

bullet Alexandre Domingues

Ver todas as Dicas dos Colunistas

Letras de Música com temas Animais:


bulletCobra Venenosa

bulletO voo do hamster

bulletBeira Mar

bulletPassarinhos - emicida

bulletPedaço de chão

Ver todas as Letras de Músicas

Cinema, Filmes e Seriados:


bulletAquele gato danado (that darn cat!)

bulletMinha vida de cachorro (mitt liv som hund)

bulletMarley e eu

bulletO gato e o violino (the cat and the fiddle)

bulletNetto e o domador de cavalos


Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletA princesa e o sapo

bulletLivro dos passaros magicos, o

bulletAtlas colorido de anatomia veterinária do cão e gato

bulletCachorro tem cada uma

bulletO gato que falava com fantasmas

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos