Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

Home Page > Notícias > Dia do engenheiro agrônomo: conheça sua atuação no registro de agrotóxicos orgânicos e biológicos

Compartilhe em suas redes sociais:

Dia do engenheiro agrônomo: conheça sua atuação no registro de agrotóxicos orgânicos e biológicos


Dia do Engenheiro Agrônomo: conheça sua atuação no registro de agrotóxicos orgânicos e biológicos

 

Produtos permitem a redução do uso de defensivos químicos e dependem da atuação direta dos engenheiros agrônomos

 

Comemora-se em 12 de outubro o dia do engenheiro agrônomo, um dos profissionais que compõem a carreira de Auditor Fiscal Federal Agropecuário (Affa). Uma das áreas de atuação possíveis para esses engenheiros dentro da carreira é no estudo, registro e regulação dos agrotóxicos biológicos e dos produtos fitossanitários com uso aprovado para a agricultura orgânica – que utilizam métodos naturais para o controle de pragas. Esses produtos ajudam na diminuição do uso de agrotóxicos químicos em lavouras e são uma ferramenta importantíssima para a agricultura orgânica, já que têm baixo impacto sobre a saúde humana e o meio ambiente.

 

“O engenheiro agrônomo está envolvido em todas as etapas do processo, desde a produção de estudos para garantir a eficiência e segurança dos produtos biológicos e orgânicos até à fiscalização do seu uso”, conta o Affa Carlos Venâncio. “Esses são produtos mais técnicos, que possuem um momento específico para a utilização, e é preciso definir seu uso correto antes do registro e comercialização”, continua.

 

Segundo o engenheiro agrônomo, os agrotóxicos biológicos e os produtos fitossanitários são desenvolvidos com base na própria biologia de uma praga específica. Eles usam predadores naturais, parasitoides, bactérias, fungos e até feromônios para atacar somente a espécie indesejada, minimizando o impacto em outras espécies benéficas para a lavoura, como os polinizadores.

 

“Esses produtos são alternativas excelentes para diminuir a aplicação dos defensivos químicos”, conta Venâncio. “A desvantagem é que eles normalmente não têm o que chamamos de ‘efeito de choque’. Não adianta aplicá-los para controlar uma população que já está muito grande. Além disso, alguns dos agrotóxicos são organismos vivos, então você não pode usar em todas as temperaturas ou situações”, continua.

 

A atuação dos engenheiros agrônomos é importantíssima para o uso dos produtos orgânicos e biológicos. São eles que realizam os estudos para definir se os agrotóxicos são eficazes no combate às pragas e que estão presentes em todas as etapas do registro dos novos produtos. No dia 3 de outubro, o Ministério da Agricultura publicou o registro de 10 novos defensivos biológicos e orgânicos, totalizando 24 produtos do tipo registrados em 2019.

 

Parte importante do processo é o estabelecimento das chamadas especificações de referência. Elas são elaboradas com base em estudos extensos que analisam as características e condições de uso de princípios ativos com uso autorizado nos sistemas orgânicos de produção. Esse processo permite que empresas pequenas, que não teriam condições de realizar tais estudos sozinhas, registrem de forma mais ágil produtos que estejam em conformidade com as especificações.

 

“Esse tipo de estudo é caro e empresas menores têm poucas condições de fazê-lo”, diz a Affa engenheira agrônoma Maria Raquel Silva. “Todo o processo de registro dos produtos fitossanitários, inclusive os biológicos, tem a participação de engenheiros agrônomos. Muitos secretários-executivos das Comissões da Produção Orgânica (CPOrgs), que recebem e encaminham novos pedidos de especificação de referência, são engenheiros agrônomos. É um processo extenso, mas que garante a segurança e eficácia desses produtos”, finaliza.

Vale ressaltar que os chamados “produtos fitossanitários com uso aprovado para a agricultura orgânica” podem ser usados tanto nos sistemas orgânicos, quanto nos sistemas convencionais de produção e estão dispensados de receituário agronômico.

Além do registro de agrotóxicos, os engenheiros agrônomos que compõem a carreira de Affa trabalham em toda a cadeia de produção agrícola. Eles possuem um papel fundamental no controle e certificação da produção sustentável envolvendo produtos orgânicos e programas de agricultura conservacionista, colaborando assim com o desenvolvimento agrícola, com a geração de empregos, diminuindo o impacto ambiental da produção e, principalmente, garantindo produtos e alimentos agrícolas mais seguros para os consumidores brasileiros e estrangeiros.

Sobre os Auditores Fiscais Federais Agropecuários

O Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais Federais Agropecuários (Anffa Sindical) é a entidade representativa dos integrantes da carreira de Auditor Fiscal Federal Agropecuário. Os profissionais são engenheiros agrônomos, farmacêuticos, químicos, médicos veterinários e zootecnistas que exercem suas funções para garantir qualidade de vida, saúde e segurança alimentar para as famílias brasileiras. Atualmente existem 2,5 mil fiscais na ativa, que atuam nas áreas de auditoria e fiscalização, desde a fabricação de insumos, como vacinas, rações, sementes, fertilizantes, agrotóxicos etc., até o produto final, como sucos, refrigerantes, bebidas alcoólicas, produtos vegetais (arroz, feijão, óleos, azeites etc.), laticínios, ovos, méis e carnes. Os profissionais também estão nos campos, nas agroindústrias, nas instituições de pesquisa, nos laboratórios nacionais agropecuários, nos supermercados, nos portos, aeroportos e postos de fronteira, no acompanhamento dos programas agropecuários e nas negociações e relações internacionais do agronegócio. Do campo à mesa, dos pastos aos portos, do agronegócio para o Brasil e para o mundo.



Fonte da Notícia: Re9 Comunicação e Anffa Sindical



Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:

Letras de Música com temas Animais:

bulletMarcha doo cachorr

bulletA rosa e o beija flor

bulletO pescoço da girafa

bulletFalso brilhante

bulletFilha do mar



Dicas Veterinárias:

bulletConheça a doga yoga para cachorros

bulletCisto dentígero em equinos (fístula auricular)

bulletCombata as pulgas

bulletOs motivos que levam seu cão a destruir o tapete higi?nico ou o jornal

bulletO que é um cinotécnico



Ver todas as Dicas Veterinárias



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores

bullet Diskvet Telefone: (19) 32581887 / 33081887 / 33081886 Celular: (19) 93183040 (emergência) Email: diskvet@gmail.com Av. Antonio Carlos Couto de Barros, n? 1156 Sousas Campinas / SP>

bullet Dr. Carlos Artur Lopes Leite é médico veterinário graduado pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e especialista em Micologia Médica pela Carl von Ossietzky Universität (Alemanha). É também mestre em Medicina e Cirurgia Veterinárias pela UF>

bullet Carlos Cava
Cava criadouro de aves rua guerino lubiani, 201 ? vila verde
piracicaba - sp - cep 13420-850 f : (19) 3424-2084 / 3424-3206 / 9782-1065 e-mail : aves@cava.com.br
http://www.cava.com.br>

bullet Rita Ericson http://bichosaudavel.com/meu cao late demais/>

bullet Hemovet Laboratório e Centro de hemoterapia veterinária M.V. Simone Gonçalves CRMV SP 10141 Rua José Macedo, 98. Pq São Lucas F. 29188050>



Cinema, Filmes e Seriados:

bulletO corcel negro

bulletK9 - um policial bom pra cachorro

bulletBatman e robin (1997)

bulletBenji - um amigo especial

bulletO cavalo amarelo (marple: the pale horse)



Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletExplicação dos pássaros

bulletSinopse do livro 97 maneiras de fazer seu cachorro sorrir

bulletMarley e eu

bulletPassaro-camaleao, o

bulletPássaros amarelos

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos