Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

Home Page > Notícias > Incidência da dengue no brasil aumenta 600% em um ano

Compartilhe em suas redes sociais:

Incidência da dengue no brasil aumenta 600% em um ano


Aedes

Aedes aegypti Imagem: James Gathany/Centers for Disease Control and Prevention via AP

O Ministério da Saúde informou hoje (11) que, de 30 de dezembro a 24 de agosto, foram registrados 1.439.471 casos de dengue em todo o país. A média é 6.074 casos por dia e representa um de aumento de 599,5%, na comparação com 2018. No ano passado, o período somou 205.791 notificações.

Minas Gerais é, até o momento, o estado com o maior número de ocorrências, com um total de 471.165. Um ano antes, os municípios mineiros registravam 23.290 casos.

Veja também

src=

OMS alerta que 800 mil pessoas cometem suicídio por ano no mundo

src=

Vacina contra difteria está em falta na rede pública

São Paulo (437.047) aparece em segundo lugar, sendo, ainda, a unidade federativa em que a incidência da doença mais cresceu (3.712%), no intervalo de análise. Em 2018, foram reportados 11.465 casos.

Também são destaque negativo no balanço Goiás (108.079 casos), Espírito Santo (59.318) e Bahia (58.956). Quando o critério é a variação por região do país, o quadro mais crítico se encontra no Sul (3.224,9%), que contrasta com o do Centro-Oeste (131,8%). Além disso, nota-se que apenas dois estados apresentaram queda na prevalência da dengue: Amazonas, que diminuiu o total de 1.962 para 1.384 (-29,5%), e Amapá, onde houve redução de 608 para 141 (-76,8%).

Atualmente, a taxa de incidência da dengue no país é 690,4 casos a cada 100 mil habitantes. No total, 591 pacientes com a doença morreram, neste ano, em decorrência de complicações do quadro de saúde.

Pesquisa da Unicamp: amido de milho é nova ferramenta contra dengue

Band Campinas

Chikungunya e zika

O levantamento do ministério também reúne informações sobre a febre chikungunya. Ao todo, os estados já contabilizavam, até o final de agosto deste ano, 110.627 casos, contra 76.742 do mesmo período em 2018.

Segundo a pasta, o índice de prevalência da infecção, que também tem como transmissor o mosquito Aedes aegypti, é bastante inferior ao da dengue: 53,1 casos a cada 100 mil habitantes. Como estados com alta concentração da doença destacam-se o Rio de Janeiro (76.776) e o Rio Grande do Norte (8.899).

Até o encerramento do balanço, haviam sido confirmadas laboratorialmente 57 mortes provocadas pela chikungunya. Em âmbito nacional, a variação de um ano para o outro foi 44,2%, sendo que na região Norte do país o recuo foi 32% e no Centro-Oeste, de 92,7%.

O boletim epidemiológico acompanha também a situação do zika. Nesse caso, somente o Centro-Oeste apresentou queda nas transmissões (-35,4%).

De 2018 para 2019, o total de casos de zika saltou de 6.669 para 9.813, gerando uma diferença de 47,1% e alterando a taxa de incidência de 3,2 para 4,7 ocorrências a cada 100 mil habitantes. Neste ano, o zika vírus foi a causa da morte de duas pessoas.

Recomendações

O ministério aconselha que, durante o período de seca, a população mantenha ações de prevenção, como verificar se existe algum tipo de depósito de água no quintal ou dentro de casa. Outra recomendação é lavar semanalmente, com água e sabão, recipientes como vasilhas de água do animal de estimação e vasos de plantas.

Não deixar que se formem pilhas de lixo ou entulho em locais abertos, como quintais, praças e terrenos baldios é outro ponto importante. Outro hábito que pode fazer diferença é a limpeza regular das calhas, com a devida remoção de folhas que podem se acumular durante o inverno.



Fonte da Notícia: https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/agencia-brasil/2019/09/11/em-um-ano-incidencia-da-dengue-no-pais-aumenta-600.htm



Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:

Letras de Música com temas Animais:

bulletTimidez

bulletPeixe Vivo Palavra Cantada

bulletDisparada

bulletQue papo de jacare chander e flavinho

bulletCachorro quente wanderlei studio



Dicas Veterinárias:

bulletConheça a doga yoga para cachorros

bulletVocê sabia que o uso do ultrassom facilita e agiliza na obtenção de informações sobre o seu animal?

bulletInseminação artificila em cães

bulletFestas juninas e roj?es ? como ajudar meu pet

bulletDoenças de pele de alergias em cães



Ver todas as Dicas Veterinárias



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores

bullet dra ayne murata hayashi
médica veterinária
crmv: 6378
campinas (19) 3294-3377,
valinhos (19) 3849-2522
são paulo (19) 9742-2665 aynemurata@ig.com.br>

bullet Roberto Delort A. Leite e Laura Celi de Souza Silva >

bullet Hemovet Laboratório e Centro de hemoterapia veterinária M.V. Simone Gonçalves CRMV SP 10141 Rua José Macedo, 98. Pq São Lucas F. 29188050>

bullet marcello alonso criador de cães pelo canil lord manske, cinófilo, juíz de raças, educador e comportamentalista canino >

bullet Dr. Ciro Pinheiro Mathias Franco Medico Veterinário atuante em medicina e odontologia eqüina. Cel. (11) 9814 6666 E mail ciromedvet@ig.com.br www.dentistadecavalo.com.br>



Cinema, Filmes e Seriados:

bulletKing kong

bulletO gato de 9 caudas (il gatto a nove code)

bulletAmor pra cachorro (year of the dog)

bulletComo cães e gatos (cats e dogs)

bulletErnest e célestine



Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletNo meu peito não cabem pássaros

bulletA volta do gato preto

bulletUrologia e nefrologia do cão e do gato

bulletVira-lata? não! também sou cachorro

bulletOs passaros e suas doencas

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos