Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

Home Page > Notícias > Pesquisa identifica composto com potencial para tratamento da malária

Compartilhe em suas redes sociais:

Pesquisa identifica composto com potencial para tratamento da malária


 

Pesquisadores

Pesquisadores identificaram um composto capaz de interromper o ciclo de vida do parasita causador da maláriaImagem: iSTock

Camila Boehm

Da Agência Brasil

04/09/2019 09h46

Pesquisa feita por um grupo internacional de pesquisadores identificou um composto capaz de interromper o ciclo de vida do parasita causador da malária no corpo humano, impedindo a transmissão da doença para o mosquito vetor. Os resultados do estudo abrem caminho para que um novo medicamento contra a doença seja desenvolvido. O trabalho teve a participação de brasileiros, financiados pela Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do estado de São Paulo).

A molécula denominada TCMDC-135051, sintetizada pela empresa farmacêutica GSK, conseguiu inibir uma proteína essencial para o ciclo de vida de três espécies de parasitas causadores da malária, sendo duas delas em circulação no Brasil. Mesmo o mais agressivo dos parasitas, Plasmodium falciparum, mostrou-se sensível ao composto.

Veja também

src=

Apesar dos esforços, a luta contra a malária está estagnada

src=

Quais doenças podem ser transmitidas por sexo oral?

src=

Quantas vezes é normal fazer xixi? Segurar é ruim? O cheiro indica algo?

"[De acordo com dados do ano passado] foram documentados mais de 190 mil casos de pessoas infectadas pela malária no Brasil, a grande maioria na região amazônica. O número de pessoas infectadas é bastante grande. A indústria farmacêutica mundial tem pouco interesse nesse tipo de doença porque os países são pobres e as doenças não são crônicas", disse Paulo Godoi, que realizou o trabalho de pesquisa no CQMED (Centro de Química Medicinal), da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas).

A malária é uma doença infecciosa febril aguda, causada por parasitas do gênero Plasmodium, transmitidos pela picada da fêmea infectada do mosquito Anopheles. O paciente com malária não é capaz de transmitir a doença diretamente para outra pessoa —é preciso que haja a participação do mosquito.

A ação do composto testado na pesquisa afeta o parasita em diferentes estágios de desenvolvimento, o que o torna mais eficiente. A substância tem eficácia tanto na fase assexuada do parasita, quando ele se prolifera dentro da célula humana e provoca os sintomas; quanto na fase sexuada, quando pode ser transmitido de volta para o inseto vetor e completa o seu ciclo, podendo infectar outras pessoas.

Os testes foram realizados com cultura de células in vitro e em animais. "In vitro mostrou a inibição da enzima, que o parasita morria dentro da célula, e in vivo mostrou a eliminação do parasita circulante no camundongo", disse Godoi. O resultado in vivo mostrou ainda a eliminação do parasita na corrente sanguínea após cinco dias de infecção.

O pesquisador explicou que há uma diferença importante entre a ação desse novo composto e dos medicamentos que já estão no mercado. "Essa molécula nova é bastante específica para eliminar o parasita sem, provavelmente, interferir em outras proteínas do corpo. Isso já é uma boa indicação de que efeitos colaterais no ser humano, se ocorrerem, devem ser pequenos", disse.

"A gente testou concentrações bem altas do composto contra a proteína humana e não viu qualquer tipo de interação entre as duas. Então, isso é uma boa indicação", acrescentou. Para ser considerada segura, uma molécula candidata a se tornar um medicamento não pode ter interferência com proteínas humanas.

Além da falta de interesse da indústria farmacêutica, outra barreira para a erradicação da malária é que o parasita tem adquirido resistência aos medicamentos existentes. "Dado o número de casos no Brasil e em outras partes do mundo, acho que é interessante sim a gente trabalhar com uma droga nova, também porque as drogas atuais não estão mais funcionando muito bem, os organismos [dos parasitas] estão se tornando mais resistentes e, por isso, fica mais difícil tratar as pessoas que forem infectadas".

O grupo de pesquisadores que realizou os testes integra a rede do SGS (Structural Genomics Consortium), consórcio internacional de universidades, governos e indústrias farmacêuticas para acelerar o desenvolvimento de novos medicamentos.



Fonte da Notícia: https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/redacao/2019/09/04/pesquisa-identifica-composto-com-potencial-para-tratamento-da-malaria.htm



Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:



Dicas de Profissionais do ramo pet e agropecuário:


bulletLágrima ácida

bulletCães ? solta, problemas ? vista

bulletO fantasma da crise

bulletQual a diferença entre zootecnia e veterinária?

bulletComo educar um cachorro surdo


Ver todas as Dicas de Profissionais



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores



bullet Hemovet Laboratório e Centro de hemoterapia veterinária M.V. Simone Gonçalves CRMV SP 10141 Rua José Macedo, 98. Pq São Lucas F. 29188050

bullet Darby de Lima
darbykpl@hotmailcom

bullet UNESCO em Bruxelas, no dia 27 de janeiro de 1978

bullet Leila de Mello

bullet Veridiana Martins Dias
(41) 8891 6887
www.adestramentoamigofiel.com
Amigo Fiel Adestramento

Ver todas as Dicas dos Colunistas

Letras de Música com temas Animais:


bulletAranha itamar assumpção

bulletCavalo de pau

bulletDo jeito que a moçada gosta

bulletMais de mil palhaços no salão

bulletMelô Da Aranha

Ver todas as Letras de Músicas

Cinema, Filmes e Seriados:


bulletBud, o cão amigo - air bud

bulletO miado do gato (the cat s meow)

bulletMarley e eu

bulletCujo

bulletO reino dos gatos (neko no ongaeshi / baron the cat baron)


Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletCrianca, cachorro que fala!

bulletVida de cão

bulletAtlas colorido de anatomia veterinária do cão e gato

bulletNo meu peito não cabem pássaros

bulletA volta do gato preto

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos