Home Page > Notícias > Aumenta n?mero de fraturas em idosos que passeiam com c?es

Aumenta n?mero de fraturas em idosos que passeiam com c?es


Exercitar-se com o animal de estimação faz bem à saúde, mas é preciso observar alguns cuidados

Por Mariza Tavares — Rio de Janeiro

24/03/2019 06h00  Atualizado há 2 semanas


A longevidade é um presente, mas tem seus efeitos colaterais. No começo deste mês, um estudo publicado na revista “JAMA Surgery” mostrava que, entre 2004 e 2017, fraturas relacionadas a prosaicos passeios com cães haviam mais que dobrado entre pessoas acima de 65 anos. O lado bom da questão: não para de crescer o número de idosos que permanecem ativos – e sair com o cachorro para uma caminhada é ótimo exercício. O problema: não podemos perder de vista que o envelhecimento afeta nossa robustez e alguns cuidados devem ser observados para não nos arriscarmos.

A pesquisa foi realizada pela Penn Medicine, a escola de medicina da Universidade da Pennsylvania. No levantamento, que cobriu mais de 30 mil casos registrados em cerca de 100 hospitais, 78% das fraturas tinham ocorrido em mulheres. Esse é um ponto de atenção para a população feminina, que vive mais e, frequentemente, só. Para os pesquisadores, duas tendências estão espelhadas no estudo: além de os idosos estarem ativos, houve um incremento na disposição para ter um animal doméstico.

Nos

Nos EUA, fraturas relacionadas a passeios com cães mais que dobraram entre pessoas acima de 65 anos — Foto: By Sardaka - Own work, CC BY-SA 4.0, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=71246310

Metade das fraturas era em extremidades superiores, como dedos, pulso, braço e ombro. No entanto, 17% dos idosos fraturavam o quadril, um percentual expressivo e preocupante, por se tratar de uma lesão grave. Os estudiosos alertaram que os números computados – dos 1.671 casos em 2004 para 4.396 em 2017 – não refletem a realidade, porque boa parte das pessoas não chega a dar entrada em hospitais depois de um acidente desse tipo. Entretanto, podem haver sequelas que, se não forem tratadas, provocarão dor e limitação nos movimentos.

Eu mesma fui derrubada algumas vezes quando tinha uma adorável labradora chamada Nani, grande companhia que volta e meia causava acidentes domésticos. As duas piores experiências: quando caí de costas numa calçada, ao tentar frear seu ímpeto; e uma queda numa ladeira, com direito a joelhos ralados e uma luxação na mão. Meu amor pelos labradores continua o mesmo, mas em hipótese alguma me aventuraria a ter de novo um cachorro tão cheio de energia. Na lista de cuidados a serem observados, considere a necessidade de adestramento do seu animal; a escolha de raças de menor porte; a utilização de guias curtas, para que não haja o risco de se enrolarem em suas pernas; e o uso de calçados que garantam seu equilíbrio.



Fonte da Notícia: https://g1.globo.com/bemestar/blog/longevidade-modo-de-usar/post/2019/03/24/aumenta-numero-de-fraturas-em-idosos-que-passeiam-com-caes.ghtml



Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:

Letras de Música com temas Animais:

bulletPapagaio falador

bulletTrocando em miúdos

bulletBoi voador não pode

bulletBárbara peixe boi

bulletNo voo da águia, uma viagem sem fim



Dicas Veterinárias:

bulletCaracol, veneno isca em cães

bulletProtocolo de vacinação de cavalos

bulletComo tratar a diarreia canina

bulletPor que os cães cavam?

bulletCastração em cães e gatos



Ver todas as Dicas Veterinárias



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores

bullet UPAC Fortaleza https://upacfortaleza.wordpress.com/>

bullet SKS Promoções Silvia Milani sksprom@uol.com.br>

bullet Av. Brasil 1772, Jd. Chapad?o Campinas/SP * ATENDIMENTO 24HRS * (ao Lado do posto Shell cruzamento com a Imperatriz Leopoldina x Francisco josé de Camargo Andrade) (19) 3212 2601 (19) 9822 3758 contato@edosbichos.com.br>

bullet Dra Renata Avancini Médica veterinária, formada pela Universidade de Santo Amaro em 2007. Mestre e Doutora em Ci?ncias pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ) da Universidade de S?o Paulo (USP), em 2009 e 2012 respectivamente. Graduada em 2014 no Curso de Especialização em Produção e Sanidade de Animais de Biotério pela FMVZ USP. Experi?ncia em clínica geral, medicina regenerativa, biotecnologia com concentração em células tronco e experi?ncia em doc?ncia na disciplina de Anatomia dos Animais Domésticos. Professora de Anatomia Veterinária da Faculdade das Metropolitanas Unidas (FMU) e na Universidade Paulista (UNIP). Médica veterinária na CURAVET. Contato: contato@curavet.com.br>

bullet Claudia Niemeyer (11) 77130407 claudia@veterinariaaves.com.br www.veterinariaaves.com.br>



Cinema, Filmes e Seriados:

bulletNetto e o domador de cavalos

bulletErrado pra cachorro (who s minding the store?)

bulletMadagascar ii

bulletQuigley - um cachorro pra lá de humano (quigley)

bulletCavalo de guerra (war horse)



Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletA princesa e o sapo

bulletVira-lata? não! também sou cachorro

bulletEnfermidades dos cavalos

bulletO gato que falava com fantasmas

bulletFalando de passaros e gatos

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos