Home Page > Notícias > Na escolta do Planalto, Bolsonaro ? ?guia, e Mour?o, tubar?o; saiba mais sobre as feras

Na escolta do Planalto, Bolsonaro ? ?guia, e Mour?o, tubar?o; saiba mais sobre as feras


Coincidências aproximam espécies usadas para nomear presidente e vice

​​​​​​​Reinaldo José Lopes

SÃO CARLOS

Para os seguranças da Presidência da República, Bolsonaroganhou o codinome “águia”, enquanto seu vice, Hamilton Mourão, passou a ser chamado de "tubarão". Não há dúvida de que ambos são superpredadores de respeito, cada um deles um senhor quase absoluto de seu habitat. Será que algum leva vantagem?

Bem, como os seguranças não foram específicos e existem muitas espécies de águias e tubarões por aí, faz sentido escolher os mais poderosos representantes desses grupos nos ares e nos mares do Brasil.

src=

Adams Carvalho

Seguindo essa lógica, entre os caçadores alados do país não há quem supere a harpia (Harpia harpyja), uma predadora especialmente forjada pela evolução para aterrorizar o alto das árvores nas florestas tropicais.

Também conhecida popularmente como gavião-real, a ave, na verdade, é uma das maiores águias do mundo em comprimento e peso (confira a ficha do animal). A envergadura de suas asas, chegando a 2,25 m, é relativamente modesta porque ela precisa manobrar no espaço apertado da mata fechada.

Suas garras, por outro lado, são as mais avantajadas entre todas as águias –em geral, na hora do ataque, elas se fecham em torno do coração da vítima, matando-a de modo quase instantâneo.

Tais vítimas são, com muita frequência, preguiças e macacos, embora a literatura científica registre mais de cem espécies diferentes devoradas por elas. Os ataques a animais domésticos são raros –tal como Bolsonaro, parecem ser amigas do agronegócio.

32 47

Os primeiros passos do governo Bolsonaro

Minha

  1.  
  2.  
  3.  
  4.  
  5.  
  6.  
  7.  
  8.  
  9.  
  10.  
  11.  
  12.  
  13.  
  14.  
  15.  
  16.  
  17.  
  18.  
  19.  
  20.  
  21.  
  22.  
  23.  
  24.  
  25.  
  26.  
  27.  
  28.  
  29.  
  30.  
  31.  
  32.  
  33.  
  34.  
  35.  
  36.  
  37.  
  38.  
  39.  
  40.  
  41.  
  42.  
  43.  
  44.  
  45.  
  46.  
  47.  
  48.  
  49.  
  50.  
  51.  
  52.  
  53.  
  54.  
  55.  
  56.  
  57.  
  58.  
  59.  
  60.  
  61.  
  62.  
  63. Bolsonaro
  64.  
  65.  
  66.  
  67.  
  68.  
  69.  
  70.  
  71.  
  72.  
  73.  
  74.  
  75.  
  76.  
  77.  
  78.  
  79.  
  80.  
  81.  
  82.  
  83.  
  84.  
  85.  
  86.  
  87.  
  88.  
  89.  
  90.  
  91.  
  92.  
  93.  
  94.  

 

Bolsonaro e o vice, general Mourão, que assumiu a Presidência durante a viagem do titular à Suíça, durante cerimônia de transmissão de cargo Alan Santos - 20.jan.2019/PR

Compartilhe

LEIA MAIS

 

 

 

 

VOLTAR

  • Facebook
  • Whatsapp
  • Twitter
  • Messenger
  • Pinterest
  • Linkedin
  • E-mail
  • Copiar link

Loading

Já o grande-tubarão-branco (Carcharodon carcharias) quase dispensa apresentações, depois de se tornar celebridade em filmes como “Tubarão” (1975), um dos primeiros grandes sucessos de Steven Spielberg.

Presente no litoral das regiões Sul e Sudeste do Brasil, o bicho praticamente não tem rivais no mar –apenas orcas são capazes de atacá-lo ocasionalmente. Também são os tubarões que mais se envolvem em ataques a seres humanos, embora a taxa absoluta desses incidentes seja muito baixa, com menos de 300 casos de mordidas não provocadas em pessoas confirmados até hoje.

Como esses números sugerem, os seres humanos estão longe de ser uma parte importante da dieta do grande-tubarão-branco, que prefere se banquetear com mamíferos marinhos, em especial focas e outros pinípedes (grupo que inclui ainda leões-marinhos, por exemplo). Apreciam ainda a carne de diversas espécies de golfinhos.

Além da mordida poderosíssima, esse peixe cartilaginoso conta com a capacidade de detectar os movimentos de suas surpresas por meio de um “sexto sentido” eletromagnético e consegue manter parte da sua temperatura corporal acima da que predomina na água ao seu redor –um meio-termo entre o “sangue quente” dos mamíferos e a condição dos animais ditos “de sangue frio”.

O bicho costuma erguer a cabeça acima do nível da água para espionar suas presas, coisa que poucos outros tubarões fazem.  

Algumas coincidências aproximam as duas feras presidenciais. Em ambas as espécies, as fêmeas são maiores que os machos. E ambas têm se tornado cada vez mais raras por causa da pressão das atividades humanas, como o desmatamento e a pesca predatória.  


Harpia, a águia brasileira

Nome científico: Harpia harpyja

Tamanho: até 10 kg (fêmeas), 1 m de comprimento, 2,25 m de envergadura das asas

Habitat: florestas tropicais das Américas; já foi comum em boa parte do Brasil

Alimentação: preguiças, macacos, cutias e outros mamíferos de porte médio. Conseguem carregar presas que têm o mesmo peso que elas

Arma especial: as garras, que são as maiores de todas as águias vivas hoje

Grande-tubarão-branco

Nome científico: Carcharodon carcharias

Tamanho: entre 4 m e 5 m de comprimento, podendo pesar perto de 2 toneladas

Habitat: presente em todos os oceanos do mundo, inclusive na costa brasileira

Alimentação: mamíferos marinhos, peixes e aves. Também são a espécie de tubarão que mais ataca humanos

Arma especial: ampolas de Lorenzini, que lhes permitem detectar sinais eletromagnéticos emitidos por suas presas n’água

1 10

Fotógrafo desafia perigo registrando predadores aquáticos

Minha

  1. David
  2.  
  3.  
  4.  
  5.  
  6.  
  7.  
  8.  
  9.  
  10.  
  11.  
  12.  
  13.  
  14.  
  15.  
  16.  
  17.  
  18.  
  19.  
  20.  

 

David Doubilet fotografa raia-jamanta à noite, no mar Kona, no Havaí /David Doubilet

Compartilhe

LEIA MAIS

 

 

 

 

VOLTAR

  • Facebook
  • Whatsapp
  • Twitter
  • Messenger
  • Pinterest
  • Linkedin
  • E-mail
  • Copiar link

Loading

TÓPICOS



Fonte da Notícia: https://www1.folha.uol.com.br/poder/2019/03/na-escolta-do-planalto-bolsonaro-e-aguia-e-mourao-tubarao-saiba-mais-sobre-as-feras.shtml



Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:

Letras de Música com temas Animais:

bulletAos filhos de peixes

bulletMaria bethânia - a menina dos olhos de oyá

bulletQue tiro foi esse

bulletNarração de quadrilha junina

bulletPasse em Casa



Dicas Veterinárias:

bulletEscovar

bulletHistórias de Aquaristas

bulletFeromônios caninos, o que são e para que servem?

bulletGatinha só come na mão

bulletMeu animal sara mas volta a aprensentar fungos (dermatofitose)



Ver todas as Dicas Veterinárias



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores

bullet sergio villa santi svillasanti@aolcom
embaixador da oster no brasil
república dos c?es
avorozimbo maia, 1515, cambui, campinas/sp
fone: (19) 3255-1578>

bullet Nayara Zonta, 56811999>

bullet Ag?ncia de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas ADEAL >

bullet UniversoEquino.com.br
Médica Veterinaria Mariana Marcantonio Coneglian CRMV PR 07428>

bullet Elaine da Silva Soares Website.: www.facebook.com/elaine.soares.14 Graduada pela Faculdade Multivix, Castelo/ES. Atua como plantonista nas áreas de clínica e cirurgia de pequenos animais. CRMV: 01970 VP / ES Contato: (28) 99902 8139 / (28) 99251 >



Cinema, Filmes e Seriados:

bulletA lenda do homem crocodilo (the legend of gator face)

bulletBatman begins (2005)

bulletA vingança do homem chamado cavalo (the return of a man called horse)

bulletBatman returns (1992)

bulletO cachorro que salvou o natal (the dog who saved christmas)



Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletSucesso na criação de pássaros canários e periquitos

bulletNo meu peito não cabem pássaros

bulletO homem que amava os cachorros

bulletO gato que tocava brahms

bulletCachorro magro

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos