Home Page > Notícias > Empreendedora faz campanha de financiamento coletivo para produzir cão-guia robô

Empreendedora faz campanha de financiamento coletivo para produzir cão-guia robô


Por Filipe Oliveira


NeideNeide Sellin, 36, e seu robô Lysa, que guia pessoas com deficiência visual (divulgação)


Um projeto para criar um cão-guia robô que começou em escola pública da cidade de Serra (ES) busca recursos via financiamento coletivo para chegar ao mercado.


Neide Sellin, 36, conta que a ideia surgiu em curso de informática e robótica que ela dava em 2011.


O projeto envolveu mais de 100 alunos e ficou em sala de aula durante 4 anos, nos quais ela e o grupo fizeram testes de ideias com cegos e aprenderam sobre os desafios que a falta de visão impõe para a locomoção.


Aos poucos, o envolvimento de Sellin com o projeto e com as pessoas com deficiência foi aumentando e ela decidiu tentar tornar a ideia realidade. Deixou a escola em 2014 para criar a start-up Vixsystem e chamou o projeto de Lysa.


“Depois de apresentar para grupos de cegos, eles ficaram muito interessados e passaram a me cobrar que o equipamento estivesse realmente disponível. Carreguei comigo uma responsabilidade pelo projeto, continuei avançando com ele em casa, inicialmente de maneira artesanal.”


Ela diz que o robô poderia eliminar muitas barreiras que existem na obtenção de um cão-guia no Brasil, entre elas o custo para se conseguir um desses animais, as despesas para mantê-lo e o tempo de atividade limitado que eles podem desempenhar antes de  “se aposentar”.


FUNCIONAMENTO


Os guias desenvolvidos por Sellin, apesar de chamados de cães, atualmente tem o formato de uma caixa, com uma alça para ser segurada por quem é conduzido, lembrando o formato de uma mala com carrinho.


Com rodas, eles são movidos por dois motores e acionados por botões que ficam ao alcance da mão do usuário ou por comandos de voz direcionados a um aplicativo de celular.


Sellin explica que os robôs usam cinco sensores para identificar obstáculos no chão e, principalmente, os que causam risco à parte superior do corpo do cego, que não são encontrados por bengalas durante a caminhada (um orelhão, por exemplo).


Quando percebe um obstáculo, o robô dá orientações sonoras e puxa quem ele está conduzindo da mesma forma que um cão-guia, para evitar que a pessoa se machuque, explica a empreendedora.


Selin conta que o protótipo criado pela empresa a partir de impressoras 3D já foi testado por mais de 50 cegos. No momento, o objetivo da empresa é colher comentários e aperfeiçoar o produto.


Uma das ideias dela é implementar tecnologias de GPS no aparelho, para que a pessoa com deficiência possa dizer para onde quer ir e o robô a leve.


O design também deve ser revisto, mas Selin ainda não tem uma definição sobre qual a melhor alternativa para a aparência da Lysa:


“Muitas pessoas pedem para desenvolvermos um robô que pareça um cachorro, outras que não se pareça, para não assustar crianças. Vamos melhorar isso, o mais importante é que as pessoas que vejam a Lysa entendam qual sua função.”


A companhia possui uma lista de espera com 450 interessados no produto.


FINANCIAMENTO


Atualmente a empresa conta com bolsas do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) para manter uma equipe com oito pesquisadores, incluindo estudantes de graduação e pós-graduação.


Agora, Sellin busca R$ 100 mil a partir de campanha de financiamento coletivo no site Kickante. O objetivo é usar os recursos para desenvolver 10 unidades da Lysa, que serão preferencialmente doadas.


 



Fonte da Notícia: http://www.caoguiarobo.com.br/noticia/index/empreendedora-faz-campanha-de-financiamento-coletivo-para-produzir-caoguia-robo



Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:

Letras de Música com temas Animais:

bulletTartaruga uguinha celelê e talili

bulletBorzeguim

bulletBlues do iniciante

bulletDança do bicho

bulletNo voo da águia, uma viagem sem fim



Dicas Veterinárias:

bulletO modelo animal

bulletA idade nos dentes

bulletAssessorios para hamsters

bulletNo inverno, seu pet precisa de atenção especial

bulletDoença de pele devido a alergias alimentares em cães



Ver todas as Dicas Veterinárias



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores

bullet Daniel Zacharias Zago Médico Veterinário Clínica Geral e Reprodução Equina 11 82627922>

bullet Camila de Oliveira Cruz Medicina Veterinária na Universidade Anhembi Morumbi, São Paulo/SP>

bullet Susana Reinhardt Cintra Superintendente do Serviço de Registro Genealógico da Raça Bret?o, Zootecnista. ABCCBret?o (19) 38077974/ 97154545 (Susana). Email: cavalobretao@uol.com.br. André Galv?o Cintra Presidente da ABBCBret?o e Criador>

bullet Rosmeire de O.S.Jacinavicius CRMVSP 21580 Médica Veterinária acupunturista tel: 19 999971911 email: stuffzinha@gmail.com>

bullet Vanessa Castro Pesquisador Científico Laboratório de Doenças Bacterianas da Reprodução castro@biologico.sp.gov.br>



Cinema, Filmes e Seriados:

bullet

bulletPeixe grande e suas histórias maravilhosas (big fish)

bulletO cavalo de ferro (the iron horse)

bulletK9 - um policial bom pra cachorro

bulletGato e rato (yu mao san xi jin mao shu)



Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletGato viriato

bulletEu não sou cachorro, não

bulletOs segredos dos gatos tudo para entender e ensinar o seu companheiro

bulletPassaros sao eternos, os

bulletUm gato aprende a morrer

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos