Home Page > Notícias > Como cuidar bem do seu buldogue francês

Como cuidar bem do seu buldogue francês


Devido a algumas características genéticas e físicas, essa raça de cachorro tem maior propensão a certos problemas de saúde. Saiba como protegê-lo


Por Maria Tereza Santos


access_time11 out 2018, 10h35


chat_bubble_outlinemore_horiz


como


Os buldogues são mais suscetíveis a algumas doenças devido a determinadas características do seu corpo (Foto: Serts/iStock)


Os buldogues franceses são cachorros fofos e se dão bem em espaços pequenos – não à toa, essa raça se tornou superpopular. Porém, peculiaridades não tão desejáveis também fazem parte do pacote, como mostram pesquisadores do Royal Veterinary College, na Inglaterra.


Eles analisaram dados de 2 228 buldogues franceses e concluíram que esses animais têm maior tendência a infecções nos ouvidos, diarreia e conjuntivite. “Determinadas doenças realmente aparecem mais em algumas raças”, avalia Sibele Konno, veterinária e gerente técnica do Hospital Pet Care, em São Paulo.


A veterinária clínica de pequenos animais do Hospital Veterinário, Pet Shop & Hotel Sena Madureira, Tamara Wiese, também de São Paulo, explica que os buldogues são braquicefálicos, o que significa que têm como características o nariz curto e olhos mais saltados. “Isso os predispõe a ter problemas respiratórios e oculares”, completa.


Mas não precisa desistir de ter uma fofurinha dessas, tá? Só vale ter a consciência de que o bicho poderá precisar ir ao veterinário com maior regularidade.


 


Veja também



Raio X da raça


Olhos largos e saltados: Favorecem infecções, ressecamento da córnea e até deslocamento provocado por traumas.


Intestino sensível: Por causa disso, diarreia, vômito e intolerância alimentar são bastante comuns na raça.


Nariz curto: Dificulta a entrada e o resfriamento do ar. A correção cirúrgica é indicada em alguns casos.


Dobrinhas: Acumulam secreção e umidade, contribuindo para a proliferação de fungos e bactérias. Dar banho e secar bem protege o pet.


Pernas curtas e porte pequeno: Fazem dele um candidato a problemas de coluna. Para evitar, não deixe o buldogue ganhar peso extra.


Fontes: Sibele Konno, veterinária e Gerente Técnica do Pet Care, em São Paulo; e Tamara Wiesen, veterinária clínica de pequenos animais, do Hospital Veterinário, Pet Shop & Hotel Sena Madureira, em São Paulo



Fonte da Notícia: https://saude.abril.com.br/vida-animal/como-cuidar-bem-do-seu-buldogue/



Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:

Letras de Música com temas Animais:

bulletO voo do hamster

bulletGalo eu te amo almir rouche

bulleta Dona Aranha

bulletBorbulhas de amor

bulletGata me liga



Dicas Veterinárias:

bulletConheça 15 plantas ornamentais que são tóxicas para cães e gatos

bulletHigiene

bulletEsperma cistos dutos em cães

bulletSeu cachorro tem remela nos olhos? isso pode ser uma grave doença!

bulletPintassilgo do nordeste



Ver todas as Dicas Veterinárias



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores

bullet Daniel Zacharias Zago Médico Veterinário Clínica Geral e Reprodução Equina 11 82627922>

bullet Prof. Saulo Tadeu Lemos Pinto Filho>

bullet Rita Ericson http://bichosaudavel.com/anestesia-em- caes-e-gatos/>

bullet UNESCO em Bruxelas, no dia 27 de janeiro de 1978>

bullet Jacqueline R. F. Cremoneze>



Cinema, Filmes e Seriados:

bulletO gato de 9 caudas (il gatto a nove code)

bulletUm homem chamado cavalo (a man called horse)

bulletK-9 - um policial bom pra cachorro (k-9)

bulletO cachorro bombeiro (firehouse dog)

bulletMarley e eu



Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletO gato que falava com fantasmas

bulletAmazonas aguas, passaros, seres e milagres

bulletO estranho caso do cachorro morto

bulletGato que gostava de cenoura

bulletVira-lata? não! também sou cachorro

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos