Home Page > Notícias > Barreleye: o peixe de cabea transparente

Barreleye: o peixe de cabea transparente


Raphael Martins,


peixe-olhos-de-barril


Parece obra de ficção científica, mas sim, existe um peixe que possui a cabeça transparente.


A natureza é mesmo maravilhosa, e a cada descoberta que a ciência faz, parece que estamos cada vez mais longe de conhecer tudo que o mundo nos proporciona.


Vamos conhecer mais sobre esse incrível Peixe de Cabeça Transparente.


Descoberta


O peixe Barreleye (Macropinna microstoma) é chamado dessa forma pois seus olhos possuem um formato tubular, lembrando um barril. Popularmente, muitas pessoas o chamam de Peixe de Cabeça Transparente devido sua cúpula protetora, onde é possível ver seus órgãos internos.


Também conhecido como peixe-olhos-de-barril e peixe fantasma, o Barreleye foi descoberto em 1939 pelo biólogo marinho Chapman, e é a única espécie de peixe pertencente à família Opisthoproctidae inserida no gênero Macropinna.


O peixe nunca foi fotografado vivo até 2004, e os cientistas não sabiam que ele possuia uma cabeça transparente.


Cabeça e Olhos


Desde a sua descoberta, os biólogos marinhos sabiam que seus olhos eram excelentes para captar luz apesar de terem um campo de visão muito estreito. Acreditava-se que os olhos eram fixos e que pareciam ter apenas uma “visão de túnel” de qualquer coisa que estava apenas acima de sua cabeça, ou seja, acreditava-se que o peixe só conseguia enxergar para cima.


Sua cabeça possui uma cúpula transparente e cheio de líquido que cobre o topo da cabeça do peixe protegendo os olhos. A cúpula protetora nunca havia sido descrita, uma vez que por ser frágil, sua estrutura era destruída nas redes de pesca na tentativa de traze-los para estudo.


Veja abaixo uma ilustração feita sem a cúpula:


Ilustrao


A ilustração ajuda no entendimento dos olhos tubulares. Esses tipos de olhos na verdade não são considerados grandes novidades, já que outros peixes de águas profundas possuem essa mesma característica.


Pesquisadores do MBARI (Monterey Bay Aquarium Research Institute) recentemente resolveram um mistério de quase meio século sobre o funcionamento dos olhos tubulares e da cabeça transparente do peixe Barreleye.


Bruce Robison e Kim Reisenbichler mostraram que os olhos podem girar dentro da cúpula transparente que cobre a cabeça do peixe, permitindo ter a visão de uma potencial presa, ou permitindo que gire para frente para ver o que está comendo, diferentemente do que acreditavam, que o peixe só poderia olhar para cima.


Se o peixe-olhos-de-barril não pudesse girar seus olhos, seria quase impossível poder se alimentar, já que não conseguiria olhar o que está a sua frente.


foto


Para se aprofundar nos estudos, os pesquisadores usaram um veículo operado remotamente, ou ROVs (remotely operated vehicles) em inglês. As câmeras do veículo basicamente mostraram os peixes quase que imóveis na água com olhos verdes brilhando com o reflexo da luz do veículo.


O vídeo do ROV também revelou uma característica anteriormente desconhecida desses peixes: seus olhos são cercados por uma cúpula transparente e cheio de líquido que cobre o topo da cabeça do peixe.


A cúpula transparente é dura e flexível, que se liga às escamas dorsal e medial atrás da cabeça e aos amplos e transparentes ossos sub-oculares que protegem os olhos lateralmente.


Robison e Reisenbichler tiveram sorte em uma das tentativas de trazer o peixe-olhos-de-barril vivo através da rede de pesca. Eles conseguiram coloca-lo em um aquário que havia dentro do navio, e puderam observar e confirmar o que já tinham visto no vídeo do ROV, que o peixe realmente conseguia girar os olhos conforme girava o corpo de uma posição horizontal para a vertical.


O que aconteceu com o peixe que eles colocaram no aquário do navio?


O peixe conseguiu sobreviver por algumas horas no aquário com o ambiente controlado.


Os olhos tubulares do peixe Barreleye são ultra-sensíveis. Possuem um fluído esverdiado que são capazes de capturar o menor fecho de luz nas profundezas dos oceanos. Acredita-se que o peixe consegue filtrar qualquer fecho de luz solar que chega no fundo do mar.


peixe-olhos-de-barril


Muita gente confunde os olhos do peixe com os pequenos orifícios da frente, mas na verdade, os olhos do peixe ficam dentro da cúpula transparente (parte verde).


Boca, Narinas, Adaptações


Os peixes de águas profundas adaptaram-se ao seu ambiente escuro de várias formas surpreendentes. Várias espécies de peixes de águas profundas da família Opisthoproctidae são chamadas de “barreleyes” porque seus olhos são de forma tubular.


Os barrileyes normalmente vivem perto da profundidade onde a luz solar da superfície se desvanece para completa escuridão. Eles usam seus olhos tubulares ultra-sensíveis para procurar presas.


A boca do peixe Barreleye é muito pequena, com um focinho pontudo e sem dentes, sugerindo que é muito exigente quando se trata sobre a escolha da presa. A boca pequena não permite que o peixe coma presas grandes.


Os orifícios acima da boca que muita gente confunde com os olhos, na verdade são os órgãos olfativos do peixe, semelhantes às narinas humanas.


imagem


O corpo do peixe é marrom escuro com grandes barbatanas prateadas. Uma das adaptações mais incríveis do Peixe Barreleye é que eles têm barbatanas grandes e planas. Estas barbatanas permitem que os peixes permaneçam absolutamente imóveis em águas profundas.


Caçando


Os peixes Barreleye são predadores de emboscada. Eles permanecem imóveis na água a grandes profundidades e olham para cima. Seus olhos especialmente projetados lhes dão uma visão binocular.


Enquanto suas barbatanas permitem que eles permaneçam absolutamente imóveis, elas também foram projetadas para lhes dar a habilidade de manobras precisas no momento da caça.


vista


Primeiro, seus olhos especialmente projetados, permitem que eles distingam claramente entre luz ambiente e luz bioluminescente de outros seres. Isso é possível devido ao alto número de células-bastonete que eles têm em seus olhos.


Em segundo lugar, quando a presa é localizada no alto, o peixe usa sua visão binocular para se aproximar da presa usando manobras precisas com o auxílio de suas barbatanas, movendo-se verticalmente para alcançar sua presa.


Os investigadores do MBARI, Bruce Robison and Kim Reisenbichler, observaram que quando uma presa de pequenas dimensões (como um pequeno peixe ou uma alforreca) é detectada, os olhos giram como binóculos, apontando para a frente enquanto ele roda o seu corpo de uma posição horizontal para vertical, para se alimentar. Robison especula que o peixe-olhos-de-barril rouba comida dos sifonóforos.


E quanto à picada que os tentáculos dos sifonóforos podem dar? Os cientistas acreditam que a cabeça transparente cheia de líquido protege os olhos do Barrileye das picadas e as barbatanas permitem que os peixes manobrem entre os tentáculos dos sifonóforos.


Dieta, Comportamento, Reprodução


Os cientistas constataram que o sistema digestivo desses peixes é grande, o que sugere que eles podem comer desde pequenos animais, incluindo o zooplâncton, até grandes medusas.


Os pesquisadores examinaram o estômago de 2 peixes capturados com a rede de pesca e encontraram restos de animais cnidários (um filo com mais de 10.000 espécies de animais) e medusas.


sifonforos


A “cabeça” do sifonóforo (à direita) puxa o animal através da água. Imagem: © 2001 MBARI


Os peixes Barreleye são criaturas solitárias. Eles não são sociais e normalmente ficam parados e imóveis, com os olhos voltados para cima examinando as presas.


O peixe-olhos-de-barril é considerado um desovador pelágico. Isso significa que as fêmeas põem ovos na água e os machos liberam espermatozóides na água.


Os ovos fertilizados são de natureza planctônica e são flutuantes. Eles flutuam em profundidades rasas e com as correntes. À medida que se tornam adultos, eles se movem gradualmente a camadas mais profundas do oceano.


Predadores, Habitat, Tamanho


Os cientistas ainda estão para descobrir se o peixe-olhos-de-barril tem predadores ou não. No entanto, como regra geral, toda criatura viva tem um predador e espera-se que até esse peixe tenha predadores. É apenas uma questão de tempo até os cientistas descobrirem.


O peixe-olhos-de-barril é um peixe de águas profundas. Geralmente é encontrado a uma profundidade entre 600 e 800 metros nos três principais oceanos do mundo: o Oceano Atlântico, o Oceano Pacífico e o Oceano Índico.


O peixe Barreleye não é muito grande. O tamanho médio é de cerca de 15 centímetros (6 polegadas) e a espécie pode crescer até 44 centímetros ou (17,3 polegadas).



Fonte da Notícia: https://www.aquaristz.com/aquarismo/barreleye-peixe-cabeca-transparente/



Gostou do contedo animal acima! Ento compartilhe em suas Redes Sociais:

Letras de Msica com temas Animais:

bulletCaipira

bulletClice

bulletT bem

bulletA galinha pintadinha 3

bulletArrocha o gato O Rei da Palomba



Dicas Veterinrias:

bulletSndrome do navicular em equinos

bulletPrecificao

bulletCaracol, veneno isca em ces

bulletCoceiras que incomodam os ces

bulletDoena renal causada por mltiplos cistos em ces



Ver todas as Dicas Veterinrias



Colunistas - Veterinrios que escrevem sobre temas aos leitores

bullet Gabriela Costa CRMV 7955 RJ
gabriela@veterinariahome.com.br,
http://www.veterinariahome.com.br
whatsapp : (21)99600-7788>

bullet Jeronimo Ribeiro http://www.showdebicho.com>

bullet Helena A. Hestermann info@happydogs.com.br www.happydogs.com.br>

bullet Andr Galv?o Cintra, MV, Prof. Esp. CRMV SP 6765 VicePresidente ABCC Bret?o. email: andre@vongold.com.br. Site: www.vongold.com.br >

bullet Leila de Mello>



Cinema, Filmes e Seriados:

bulletO cachorro (el perro)

bulletO gato do espao (the cat from outer space)

bulletMadagascar ii

bulletBatman (1966)

bulletCaninos brancos



Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletSinopse do livro 97 maneiras de fazer seu cachorro sorrir

bulletO estranho caso do cachorro morto

bulletNo meu peito no cabem pssaros

bulletO gato de botas

bulletUrologia e nefrologia do co e do gato

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos