Home Page > Notcias > Hora do banho: qual é a frequência ideal para cachorros e gatos?

Hora do banho: qual é a frequência ideal para cachorros e gatos?


  


 


Hora


A pergunta é frequente, porque não é tarefa fácil banhar um animal peludo, ainda mais se ele é daqueles que não pode ver água que já sai se escondendo. É claro que alguns gostam, mas não são todos.


Foto:


Foto: Pixabay


No ambiente natural, cães e gatos tomariam apenas banho de chuva. Os cães, quando muito, ainda se aventurariam nas beiras de lagoas, onde seus ancestrais recorriam tanto para beber água, quanto para se refugiar do calor.


Por conta disso, a pele de cães e gatos não foi programada para receber banhos frequentes, muito menos produtos como xampus e condicionadores. Por outro lado, viviam esses animais infestados de ectoparasitas, muitos dos quais fazendo-os sofrer com pisaduras e ferimentos, o que abria uma porta para infecções bacterianas, que poderiam até levar o animal à morte.


Mas dentro das nossas casas e próximos ao convívio humano, cães e gatos não ficam mais expostos aos parasitas. No entanto, é necessário que os animais estejam limpos quando dividem o mesmo espaço com pessoas.


Qual é a frequência ideal para fazer a higiene no seu cão?


O que vale é o bom senso. Cães peludos, uma semana após o banho, já começam a cheirar mal. Eles também são os campeões quando o assunto é criar nós no pelo, um emaranhado que propicia o surgimento de fungos na pele.


Já os cães de pelo curto não têm essa tendência, o que facilita a vida do tutor.


Foto:


Foto: Pexels


E os gatos?


No quesito banho, gatos exigem menos cuidados porque são animais reconhecidamente mais higiênicos. Mas se engana quem acha que todo felino não é chegado a uma água.


Existem gatos que apreciam uma ducha morna no lombo de vez em quando, mas bem de vez em quando. Gatos peludos também não tem escapatória: eles criam maus odores e o pelo embola, o que facilita a vida dos ácaros.


A pele dos felinos tem o agravante de ser mais fina se comparada a dos cães e, não raro, acaba cortando até mesmo com o uso do pente. Por isso, a escovação precisa ser feita com delicadeza e paciência.


Para animais de pelo curto, o banho pode ser quinzenal ou levar até mais tempo do que isso, ainda mais se for inverno, estação menos sentida pelos animais de cobertura pilosa abundante, porque funciona como isolante térmico. Por não terem um “pelego” nas costas, nos animais de pelo baixo o odor demora para aparecer.


Foto:


Foto: Pixabay


Mas atenção: se o bichinho se possui orelhas penduladas, como é o caso de alguns cães, o banho já não dura muito, e é necessário tratamento periódico nos ouvidos para ampliar o período entre eles.


E, por fim, temos os banhos medicinais, quando o animal tem indicação de veterinário para uso contínuo de determinado produto para garantir seu bem-estar. Há mascotes que, independente da pelagem, apresentam seborréia e outros desequilíbrios da flora do pelo e pele, que se não forem atenuados com banho, podem prejudicar a saúde do seu mascote.


Aí não tem jeito. É arregaçar as mangas e partir para o banho, que desde tenra idade do mascote deve ser feito de modo a ser agradável para vocês dois.



Fonte da Notcia: http://revistadonna.clicrbs.com.br/animalprint/2018/09/04/qual-a-frequencia-ideal-de-banho-em-cachorros-e-gatos/



Gostou do contedo animal acima! Ento compartilhe em suas Redes Sociais:

Letras de Msica com temas Animais:

bulletTocando em frente

bulletHistória de uma gata

bulletCachorro viralata baby do brasil

bulletO burrinho do vizinho

bulletNelore valente



Dicas Veterinrias:

bulletGata não gosta de carinho

bulletSaiba o que significam os gestos que os cães fazem!

bulletGravidez, parto e filhotes cuidados necessários

bulletConfira o que fazer para socorrer uma vítima de ataque de abelhas

bulletDescubra 7 coisas que seu cachorro odeia que você faça



Ver todas as Dicas Veterinrias



Colunistas - Veterinrios que escrevem sobre temas aos leitores

bullet Giorgia Bach advocacia@praticaclinica.com.br>

bullet silvana em souza mé dica veterinária crmv-sp 9617 animalcamp rua d pedro i n? 663; guanabara - campinas/sp fone: (19) 32425370 www.animalcampcjbnet homeovete@yahoo.com.br >

bullet Kadu Camargo Professor da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, responsável pelo G.E.R.E. (Grupo de Estudos em Reprodução Equina PUCPR); Doutorando do Programa de Pós Graduação em Medicina Animal: Equinos, na área da Reprodução Equina da UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul). E mail: kaducamargo@gmail.com Leia mais sobre esse assunto em https://www.revistahorse.com.br/imprensa/cuidados durante a gestacao de eguas os primeiros 60 dias sao os mais criticos/20170410 175102 j086>

bullet Virgínia Figuerôa (11) 55061144 / virginia@ecco.inf.br>

bullet Elaine da Silva Soares Website.: www.facebook.com/elaine.soares.14 Graduada pela Faculdade Multivix, Castelo/ES. Atua como plantonista nas áreas de clínica e cirurgia de pequenos animais. CRMV: 01970 VP / ES Contato: (28) 99902 8139 / (28) 99251 >



Cinema, Filmes e Seriados:

bulletProcurando nemo

bulletErnest e célestine

bulletUm gato em paris (une vie de chat)

bulletAs crônicas de nárnia - o leão, a feiticeira e o guarda-roupa

bulletThe wolf of wall street



Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletAves-simbolos dos estados brasileiros, as

bulletO gato e a revolução

bulletO selo da agonia - livro dos cavalos

bulletOs segredos dos gatos tudo para entender e ensinar o seu companheiro

bulletAtlas colorido de anatomia veterinária do cão e gato

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Crditos