Home Page > Notícias > Mais uma pessoa morre com suspeita de raiva

Mais uma pessoa morre com suspeita de raiva


 


   


src=


Shutterstock.com


 


A Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará (Sespa) confirma que mais uma pessoa morreu no Estado com suspeita de raiva humana. Já são 14 casos suspeitos de raiva, com sete óbitos, sendo um confirmado laboratorialmente para a doença. O último paciente morreu na quarta-feira, 16, na Santa Casa de Belém. Até então, eram 12 casos notificados para a doença, com seis óbitos, sendo um deles já confirmado.


Até o momento, quatro pacientes seguem internados na Santa Casa, dois no Hospital Regional de Breves e um no Hospital Municipal de Breves, na região do Marajó. A maioria em estado grave.


Coletas sorológicas foram realizadas em todos os pacientes que foram internados, inclusive nos que morreram. Os exames foram enviados para o Instituto Pasteur, em São Paulo, referência no diagnóstico de raiva.


As ações preventivas também aumentaram. No total, foram enviadas 2 mil doses de vacinas antirrábicas e mais 600 frascos de soros antirrábicos. As ações se concentram em localidades ao longo do Rio Laguna, a cerca de 70 km de Melgaço, também na região do Marajó, onde residem aproximadamente mil pessoas.


Até o momento, 700 pessoas tomaram a vacina, que é administrada em quatro doses. Também foram entregues 500 mosquiteiros para a proteção dessa população.


Técnicos da Sespa também fazem a captura de morcegos com o intuito de diminuir a população e fazer o monitoramento. Além disso, é feita coleta de amostras desses animais para exame que detecta a doença.


Desde o dia 4 de maio, equipes da Vigilância Epidemiológica e Vigilância em Saúde investigam as suspeitas, em parceria com a Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará) e o Ministério da Saúde.


Todas as vítimas apresentam quadro semelhante, com sinais e sintomas como febre, dispneia, cefaleia, dor abdominal e sinais neurológicos - paralisia flácida ascendente, convulsão, disfagia (dificuldade de deglutir), desorientação, hidrofobia e hiperacusia (sensibilidade a sons, principalmente agudos).



Fonte da Notícia: fonte da notícia



Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:

Letras de Música com temas Animais:

bulletComo um cão

bulletÉ o bicho

bulletPassarinhos - emicida

bulletTombei

bulletSe você fosse um peixinho



Dicas Veterinárias:

bulletEsqueleto dos equinos

bulletBabesiose equina

bulletEncontrei um animal! o que fazer?

bulletCuidados com a égua gestante e sinais de proximidade do parto

bulletActinobacilose



Ver todas as Dicas Veterinárias



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores

bullet Nayara Zonta, 56811999>

bullet Tatiana Grillo
Eu atendo em domicílio em Sorocaba SP
(15) 3019 2101>

bullet Marco Antonio Gioso FMVZ USP>

bullet M.V Helena Monkevic Casarin 19 993353793>

bullet Dr. Luiz Bolfer formou se em Medicina Veterinária no Brasil e mudou se para os Estados Unidos para se especializar em Cardiologia, Emerg?ncia e Cuidados Intensivos em cães e gatos. Completou 12 meses de Internato em Clínica Médica e Cirúrgica Veterin>



Cinema, Filmes e Seriados:

bulletBenji - um amigo especial

bulletOs pássaros (the birds)

bulletQuigley - um cachorro pra lá de humano (quigley)

bulletK9 - um policial bom pra cachorro

bulletPássaros livres (plumíferos - aventuras voladoras)



Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletPequenos passaros

bulletA volta do gato preto

bulletMais que um leao por dia

bulletGato que gostava de cenoura

bulletO gato e a revolução

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos