Home Page > Notícias > Como s?o treinados os cães farejadores de drogas?

Como s?o treinados os cães farejadores de drogas?


Marcelle Souza


src=


Eles estão em aeroportos, ao lado de policiais, em cenas de atentados. Os cães farejadores estão por todo lado, e já foram parar até em novela, quando a atriz Paolla Oliveira teve o apoio de um cão policial em cenas de "A Força do Querer".


Mas não é qualquer animal que pode receber esse tipo de treinamento, é preciso curiosidade e olfato apurado. Os mais recomendados para essa finalidade são os de raças como pastor alemão, labrador, pastor malinois e pastor holandês.


Arquivo Pessoal



Os atores Well Aguiar e Paolla Oliveira com o cão policial Iron


 


"A maior parte das raças caninas possui, em menor ou maior grau, a habilidade de discriminação de cheiros, mas esse traço se mostra mais marcante entre as raças esportivas de cães ou entre os criados especialmente para o desenvolvimento da acuidade do faro", diz o adestrador Reginaldo Pereira Aranda Neto, que coordenou o programa de cães farejadores do Ministério da Justiça durante os Jogos Pan-americanos de 2007 no Rio de Janeiro.


Esses cães possuem até 300 milhões de células olfativas, enquanto os seres humanos têm apenas 6 milhões. Isso significa que eles conseguem distinguir alguns odores com mais facilidade e a uma distância maior do que nós.


Treinamento pesado


O treinamento começa cedo, quando o animal tem aproximadamente dois meses e, no total, dura cerca de um ano e meio. Nesse período, os instrutores verificam quais filhotes da matilha possuem as habilidades desejadas e realizam pouco a pouco exercícios de adestramento e treinamento do faro.


O cão aprende por condicionamento: uma motivação natural, induzida ou pela força. Quando a motivação é natural, a resposta será sempre mais rápida e precisa. Quando o animal aprende sob pressão, o efeito bloqueia a motivação natural do animal, fazendo o exercício mais lentamente." 


Receita Federal / Divulgação



Um cão farejador ajudou a encontrar 935 quilos de drogas em um contêiner no porto de Santos (SP)


 


As principais etapas do treinamento:


  • de 2 a 4 meses: os instrutores fazem exercícios e brincadeiras com a matilha para verificar as características e o desenvolvimento de cada filhote;
  • de 4 a 8 meses: os cães podem circular em toda a área do canil. Nesta etapa, ele tem contato a guia, para reconhecê-la quando tiver que sair, e começam os exercícios de socialização, para que ele saiba se comportar na área externa;
  • de 8 a 10 meses: os animais saem para atividades externas (parques, áreas comerciais, aeroportos) onde farão exercícios de faro. Por exemplo, o cão precisa localizar pelo cheiro um objeto lançado pelo adestrador nesse ambiente desconhecido;
  • de 10 a 12 meses: são realizados novos exercícios em áreas externas, agora com maior dificuldade. Eles precisam buscar objetos com mais esforço e superar obstáculos;
  • acima de 12 meses: animais que devem farejar drogas, por exemplo, são expostos a "brinquedos" com esses odores. Quando ele estiver acostumado a detectar essas substâncias, os exercícios ficam mais difíceis e são misturadas a outros odores, como alho, pimenta e cebola.

Nos canis policiais, os cães não são expostos diretamente à droga, que costumam ser envoltas em tubos de PVC, mangueiras, bolsas de lona, entre outros materiais.


"Isso evita que o treinador civil tenha que ter autorização para ter posse de drogas ilegais, explosivos ou tecido humano", diz Aranda Neto.


Kirsten Luce/The New York Times



 


Em todo o processo, destaca o adestrador, não pode existir violência, mas sim uma dose de carinho toda vez que o cão realizar uma atividade do modo esperado. "O dono que bate no animal está sendo um péssimo líder e, ao mesmo tempo, dando exemplo de violência para o seu animal. Por outro lado, o cão tende a não obedecer ao seu dono caso receba carinho exagerado. O melhor então é sempre usar o bom senso", diz.


Cheiro de quê?


Devidamente treinados para aprimorar essa capacidade, os cães farejadores podem trabalhar para a polícia, mas também atuam em empresas de segurança privada, de turismo ou em grandes eventos.


Há os cães especializados em encontrar drogas, explosivos, CDs e DVDs, identificar cédulas de dinheiro ou até auxiliar em resgates e salvamentos.


Mas há também quem tenha direcionado esse faro apurado para outras finalidades, como fizeram pesquisadores do Hospital Schillerhoehe, na Alemanha, e da Universidade Kyushu, no Japão.


Estudos realizados por essas e outras equipes submeteram cães farejadores a treinamentos com amostras de tumores, mais ou menos como é feito com drogas. Depois disso, os cães foram submetidos a testes, que mostraram que os animais acertaram o "cheiro de câncer".


 


Ampliar


Clique Ciência172 fotos


172 / 172


A coloração alaranjada acontece ao anoitecer e ao amanhecer, da mesma maneira que vemos o Sol ou céu nesse horário. Quando nasce, a Lua está tão próxima do horizonte que a luz por ela refletida precisa passar por uma espessa camada de atmosfera terrestre antes de chegar aos nossos olhos, diferentemente do que acontece quando o satélite aparece alto no céu, onde o ar é mais rarefeitoVEJA MAIS >Imagem: Arte/UOL



Fonte da Notícia: https://noticias.uol.com.br/ciencia/ultimas-noticias/redacao/2018/04/10/como-sao-treinados-os-caes-farejadores.htm



Gostou do contedo animal acima! Ento compartilhe em suas Redes Sociais:

Letras de Msica com temas Animais:

bulletPedro, o pescador

bulletO Beijo E A Reza

bulletAnjo e serpente

bulletApesar de voc

bulletComida de peixe



Dicas Veterinrias:

bulletPor que seu cachorro come fezes? (coprofagia)

bulletPor que importante visitar o veterinrio?

bulletComo escolher o seu co

bulletExame de holter 24 horas

bulletIntoxicaes e envenenamentos



Ver todas as Dicas Veterinrias



Colunistas - Veterinrios que escrevem sobre temas aos leitores

bullet Amrico F. Pelicioni, CRF: 29.670 >

bullet Vicente Moreno Mdico Veterinrio CRMVSP 6613 Clnica Veterinria Vicente Moreno Av. Independ?ncia, 1062 Valinhos SP Fone: (19) 38491274 >

bullet Dra Renata Avancini Mdica veterinria, formada pela Universidade de Santo Amaro em 2007. Mestre e Doutora em Ci?ncias pela Faculdade de Medicina Veterinria e Zootecnia (FMVZ) da Universidade de S?o Paulo (USP), em 2009 e 2012 respectivamente. Graduada em 2014 no Curso de Especializao em Produo e Sanidade de Animais de Biotrio pela FMVZ USP. Experi?ncia em clnica geral, medicina regenerativa, biotecnologia com concentrao em clulas tronco e experi?ncia em doc?ncia na disciplina de Anatomia dos Animais Domsticos. Professora de Anatomia Veterinria da Faculdade das Metropolitanas Unidas (FMU) e na Universidade Paulista (UNIP). Mdica veterinria na CURAVET. Contato: contato@curavet.com.br>

bullet Ren Schubert Psiclogo Clnico. Atua como psicanalista em consultrio e hospital psiquitrico. Desenvolve trabalho com Equoterapia na Hpica das Araucrias (Tel:44821983) Contato: schubert_rene@hotmail.com>

bullet Darvin: darvin@adestradorpessoal.com.br http://www,adestradorpessoal.com.br>



Cinema, Filmes e Seriados:

bulletUm gato em paris (une vie de chat)

bulletO gato do espao (the cat from outer space)

bulletSoltando os cachorros (the shaggy dog)

bulletA fuga dos homens pssaros (the birdmen)

bulletO cachorro bombeiro (firehouse dog)



Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletO gato que tocava brahms

bulletPassaro-camaleao, o

bulletPssaros amarelos

bulletFalando de passaros e gatos

bullet97 maneiras de fazer seu cachorro sorrir

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos