Home Page > Notícias > Banhistas reclamam de queimaduras por águas-vivas no litoral do es

Banhistas reclamam de queimaduras por águas-vivas no litoral do es


Banhistas se queixam de maior incidência e Toxcen faz alerta sobre cuidados


src=



Atenção


Atenção com as águas-vivas nas praias do Espírito Santo; veja cuidados que devem ser tomados após queimadura

Foto: Edson Chagas | Aquivo | GZ

Desde o último fim de semana, o número de banhistas reclamando de queimaduras por águas-vivas em Vitória, Fundão, Linhares e em Aracruz tem aumentado nas redes sociais. O engenheiro Lucas Aoki Rodrigues, de 25 anos, conta que sofreu queimaduras enquanto surfava com quatro amigos em Regência, Linhares.


Ele, que sempre vai a Regência para praticar o esporte não se lembra de outra vez ter visto águas-vivas por lá. "Acho que nunca fui queimado por uma água-viva lá. E todo mundo que estava comigo se queimou também. Vou sempre, pelo menos na temporada do verão, e esse dia foi agora, dia 24 de dezembro pela manhã, às vésperas do Natal", finaliza.


EM VITÓRIA


O coordenador de Monitoramento Costeiro e Ecossistemas da Prefeitura de Vitória (PMV), Paulo Pinheiro Rodrigues, comenta que nessa época do ano é comum que a incidência de águas-vivas aumente. "As águas frias atraem esses animais, assim como os plânctons dos quais eles se alimentam", explica.


Leia também


id=


Bronzeamento "malandro" do clipe de Anitta promete ser hit do verão


Verão começa com programações nas praias da Grande Vitória


Vale é multada em R$ 1,6 milhão por vazamento de minério em Camburi


Ele avalia que embora seja menor, a incidência dessas águas-vivas em Vitória também se dá por uma outra categoria, que não possui tentáculos e, por esse motivo, não queima. Ainda assim, quando for queimado, o coordenador orienta que as pessoas passem vinagre na lesão imediatamente, para cortar o efeito do veneno da água-viva.


"Em Vitória, por exemplo, não é comum de acontecer, mas não podemos eliminar as possibilidades. Nesses eventos, os salva-vidas estão capacitados para atender e instruir a população, e até mesmo colocar avisos sobre a ocorrência das águas-vivas e possibilidade de queimaduras. É um processo natural e dinâmico", completa.


TARTARUGA SE ALIMENTA DE ÁGUAS-VIVAS


De acordo com o coordenador de Monitoramento Costeiro e Ecossistemas da Prefeitura de Vitória (PMV), Paulo Pinheiro Rodrigues, é importante preservarmos a vida marinha até para manter o equilíbrio ecológico. Prova disso é o fato de as tartarugas marinhas se alimentarem de águas-vivas.


"A própria natureza se encarrega de manter o equilíbrio no número desses animais, então é só a gente preservar", simplifica. "Em nossa baía temos grande quantidades de filhotes de tartaruga verde, que podem nos ajudar a diminuir a concentração dessas águas-vivas em nossas praias", conclui.


O QUE FAZER DEPOIS DE SER QUEIMADO POR ÁGU VIVA?


Segundo o coordenador do Toxcen, Nixon Sesse, ao entrar em contato com a pele humana, a água-viva libera um veneno pelos tentáculos. Mesmo quando morto, o animal ainda tem no corpo substâncias que podem aderir à pele.


Ele explica que o veneno causa, na maioria das vezes, reações leves, como coceira e queimaduras que ficam doloridas. "Reações graves acontecem ocasionalmente, como dor de cabeça, náusea, vômitos, dificuldade para respirar e arritmia cardíaca. Nesses casos um médico deve ser procurado", esclarece.


O diretor comenta que ao sofrer a queimadura, o banhista deve manter a calma e tentar sair da água o mais rápido possível para não correr o risco de se afogar, caso o veneno cause alguma reação grave. "Além disso, não se deve tentar remover os tentáculos da pele com as próprias mãos e nem coçar ou esfregar o local", aponta.


O Centro de Atendimento Toxicológico do Espírito Santo (Toxcen) orienta que no momento da queimadura o local deve ser lavado abundantemente apenas com água do mar. "Uma medida que deve ser evitada é passar pomadas ou qualquer outra substância na região atingida, o que pode aumentar a lesão", diz.


Para tratar a queimadura por água-viva, a pessoa pode lavar a região afetada com vinagre, sem esfregar, por cerca de 5 a 10 minutos, e alternar com água do mar por duas ou três vezes. Caso a dor continue, podem-se utilizar compressas geladas no local.


Segundo o diretor, se a dor não melhorar, ou surgirem reações alérgicas, o banhista deve procurar um atendimento médico. Nunca utilizar água doce, como água mineral, torneiras ou chuveiros.


O Toxcen pode ser acionado em casos de emergência por meio do número 0800 283 9904.



Fonte da Notícia: https://www.gazetaonline.com.br/noticias/cidades/2017/12/banhistas-reclamam-de-queimaduras-por-aguas-vivas-no-litoral-do-es-1014112599.html



Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:

Letras de Música com temas Animais:

bulletMenino passaro

bulletComida de peixe

bulletPasso do crocodilo mc tiozinho

bulletCamarão que dorme a onda leva

bulletA Barata



Dicas Veterinárias:

bulletDe oxigênio no sangue em cães

bulletVocê venderia sua clínica? por quanto?

bulletHipertensão arterial sistêmica em cães

bulletMieloencefalite Protozoária Equina EPM

bulletComo diagnosticar ulcerativa linfangite em cavalos



Ver todas as Dicas Veterinárias



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores

bullet Dra Cleuma Ferreira, Medica Veterinária, telefone 11 41164783, Rua Jacira, 80 Moema São Paulo/SP, contato@dracleumaferreira.com, www.dracleumaferreira.com, instagram @endocrinopatinha, facebook/endocrinopatinha>

bullet Mauricio Sordille www.petcaramelo.com>

bullet Monica Marv?o Cel: 985728281 Atendimento em domiceiacute;lio, cleiacute;nicas, centros diagneoacute;sticos e hospitais. >

bullet Américo F. Pelicioni, CRF: 29.670 >

bullet Revista Cães e cia>



Cinema, Filmes e Seriados:

bulletBud 2 - o atleta de ouro - air bud: golden receiver

bulletO dia do gato

bulletO cachorro bombeiro (firehouse dog)

bulletBirdman

bulletO gato e o violino (the cat and the fiddle)



Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletO homem que amava os cachorros

bulletA princesa e o sapo

bulletCrianca, cachorro que fala!

bulletCachorro magro

bulletUm gato aprende a morrer

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos