Home Page > Notícias > Proibição de utilização de animais nos circos vai ser debatida no parlamento

Proibição de utilização de animais nos circos vai ser debatida no parlamento


A discussão acontece na próxima quinta-feira, por iniciativa do PAN, que defende que a prática não é ética nem pertence a uma sociedade evoluída.


No projeto-lei apresentado pelo partido Pessoas-Animais-Natureza, é referido que a Direção-Geral de Veterinária informou, a 31 de agosto de 2016, existirem 1.136 animais a serem utilizados por circos, numa lista que inclui aves, répteis, cavalos, leões, póneis, tigres, camelos, burros, lamas, coelhos, tubarões, crocodilos, elefantes, bisontes, hipopótamos, otárias, zebras, puma e renas.


Embora a mesma direção-geral tenha indicado, já com dados deste ano, que o número de circos que utilizam animais tem decrescido, a entidade adiantou não dispor de elementos sobre a idade dos animais de circo, já que não existe obrigação legal de fazer essa declaração.


A idade dos animais detidos pelos circos é, no entanto, considerada pelo PAN como informação relevante para atestar da consequência e do cumprimento de uma portaria de 2009 que proibia a compra de novos animais, incluindo macacos, elefantes, ursos, leões e tigres, e impedia a reprodução dos animais já detidos pelos circos.


O melhor da TSF no seu email


Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a qualidade TSF.


Segundo o PAN, verifica-se "pouca ou ineficiente fiscalização" e "há uma grande incerteza sobre os efeitos que se pretendiam conseguir com a aprovação dos diplomas aprovados em 2009", correndo-se assim o risco de se manter a utilização e exploração de animais nos circos `ad eternum".


Entre várias considerações, o PAN observa que, nos circos, os animais passam a maior parte das suas vidas em vagões, gaiolas e acorrentados, tendo vidas artificiais.


"Na natureza, os elefantes selvagens vivem em grandes manadas e andam até 25 quilómetros todos os dias. Tigres, leões e outros animais também estão sempre em movimento nos seus habitats nativos. Em contrapartida, no circo, os animais ficam confinados e treinam cerca de 300 dias por ano. Privar essas criaturas da liberdade é algo intrinsecamente cruel", enfatiza o PAN.


No entender do PAN, está-se perante um eventual conflito de direitos entre o direito intrínseco do animal à vida, patente da Declaração Universal dos Direitos do Animal, e um alegado direito ao lazer por parte dos cidadãos portugueses, sendo que o primeiro deve prevalecer sempre.


"Jaulas maiores não colmatarão nem justificarão nunca a utilização de animais para fins de entretenimento", avisa o PAN.


O projeto-lei determina a proibição da utilização de animais em espetáculos circenses ou semelhantes, tenham os animais um papel ativo ou passivo, nomeadamente, simplesmente aparecer perante o público.


O diploma estipula ainda a proibição da aquisição ou reprodução de espécies de qualquer tipo, assim como do abandono de qualquer animal.


A legislação proposta pelo PAN prevê um período transitório de 24 meses para a reconversão dos espetáculos circenses ou similares que utilizem animais, sendo autorizada a utilização dos animais durante esse período.


O projeto proíbe ainda a promoção e publicitação de números circenses que contenham animais, assim como a exibição de animais em espetáculos visitados por escolas primárias ou básicas.


Caso esta legislação seja aprovada e entre em vigor, os promotores ou detentores de animais nos circos têm um prazo de 90 dias para registar, junto do Direção-Geral de Veterinária, todos os animais que detenham, com indicação da identificação do detentor, do número de passaporte do animal anteriormente atribuído, identificação da espécie e idade.


Os detentores dos animais que os cedam gratuitamente a reservas durante o período transitório terão direito a apoio estatal para a sua reconversão profissional durante um período que pode ir até aos 5 anos.


As coimas defendidas pata por incumprimento da legislação variam entre 750 e 50 mil euros, consoante se trate de pessoa singular ou coletiva.


O projeto estipula ainda sanções acessórias que podem levar à interdição do exercício da atividade.



Fonte da Notícia: https://www.tsf.pt/politica/interior/proibicao-de-utilizacao-de-animais-nos-circos-vai-ser-debatida-no-parlamento-8990446.html



Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:

Letras de Música com temas Animais:

bullet2345meia78

bulletSai cachorro charanga e chará

bulletCaipira

bulletVida de cachorro os mutantes

bulletTartaruga ninja trem da alegria



Dicas Veterinárias:

bulletPrincipais cuidados para cães e gatos no inverno

bullet5 dicas para cuidar bem dos pelos do seu pet

bulletDisplasia coxofemoral cão

bulletImportância na dosagem da frutosamina no diagnóstico de diabetes em gatos

bulletHigiene do seu animal



Ver todas as Dicas Veterinárias



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores

bullet Helena A. Hestermann info@happydogs.com.br www.happydogs.com.br>

bullet Ag?ncia de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas ADEAL >

bullet Nome, Telefones, Endereço, Email, Website, facebook ou outras redes sociais>

bullet Luciana Leite Ribeiro dos Santos Médica veterinária CRMVSP 8298 www.spaces.msn.com/members/vetemcasa lulrs@yahoo.com.br>

bullet Keila Regina de Godoy>



Cinema, Filmes e Seriados:

bulletCães de guerra

bulletO gato mais rico do mundo (the richest cat in the world)

bulletJurassic park ii

bulletBingo - esperto pra cachorro (bingo)

bulletFilhote (cachorro / bear cub)



Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletGato que gostava de cenoura

bulletAmazonas aguas, passaros, seres e milagres

bulletO gato que falava com fantasmas

bulletEu não sou cachorro, não

bulletPassaro-camaleao, o

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos