Home Page > Notícias > Calor faz infestações de escorpião virarem problema em curitiba

Calor faz infestações de escorpião virarem problema em curitiba


src=

(foto: Divulgação)


 

Além do desconforto físico, o aumento da temperatura em Curitiba tem aprsentado outro efeito nocivo: as ocorrências de escorpiões nos lares. Nas redes sociais, pipocam relatos de pessoas que tiveram suas casas invadidas pelo animal.


Num grupo de Facebook, por exemplo, uma usuária relatou que os sogros têm encontrado todos os dias pelo menos cinco escorpiões na casa alugada em que moram, no bairro Butiatuvinha. Segundo ela, a família está espantada com a situação.


"Todos os dias eles encontram mais de cinco escorpiões de todos os tamanhos, amarelos e pretos. Ontem, no almoço, um escorpião de quase oito centímetros passou por nós! O vizinho ao lado encontrou oito escorpiões em uma única noite na semana!"


Ela comenta ainda que não sabem mais o que fazer, já que detetizaram a casa, entraram em contado com a Prefeitura e órgãos competentes, limparam "desesperadamente" o imóvel e todos os cantos da casa, mas nada resolve.


Em resposta a um pedido de informação da reportagem, a Prefeitura de Curitiba informou não ter registrado nos últimos dias atendimentos por picadas de escorpião. Para os casos de infestação, como o relatado acima, o cidadão deve entrar em contato com o Centro de Zoonoses da Prefeitura, que atende nos dias úteis pelo telefone: 3314-5210.


Uma possível explicação para a situação, inclusive, é o calor. É que com a elevação da temperatura os animais peçonhentos acabam entrando nos lares ao procurarem por insetos e também para procriar. Escorpiões costumam ser encontrados embaixo de telhas, nos entulhos de quintal, dentro de tijolos, de madeiras e restos de construção. Eles entram em casas por meio de frestas e por baixo da porta além de poder subir pelo ralo ou janelas abertas, já que pode se locomover pelas paredes.


Em caso de alguém ser picado, a recomendação é para não apertar, chupar ou amarrar o local da picada. O paciente deve buscar ajuda médica com urgência e, se possível, informar a espécie do animal - no Paraná, predominam duas espécies: o escorpião amarelo e um de cor marrom clara, que possui um desenho de triângulo no corpo. Ao tentar matar ou capturar aracnídeo recomenda-se usar objetos que possibilitem a captura à distância.

Mais de 900 picadas em 2017


Até setembro de 2017 haviam sido registrados no Paraná, de acordo com os dados da Secretaria de Estado da Saúde, 924 acidentes com escorpiões. Em todo o ano de 2016, foram 1.738 casos. Ao todo, incluindo os demais animais peçonhentos (escorpiões/aranhas/cobras), foram 14 mil atendimentos em 2016. Os números são altos.


Neste ano, duas crianças morreram em decorrência de picadas de escorpiões amarelos. Um dos casos foi registrado em Jussara. O menino de apenas 4 anos foi picado em casa. Ele foi socorrido e encaminhado a um hospital de Maringá, mas morreu pouco depois. A segunda morte em decorrência de picada de escorpião, foi registrada no dia 15 de setembro. A criança de 5 anos, moradora de Cianorte, foi picada no tapete da sala da casa que morava.


O escorpião marrom é o principal responsável por acidentes em São Paulo, no Paraná e, também, em Pato Branco. A maioria dos escorpiões, podem viver de 2 a 6 anos, tanto em lugares desertos quanto nas matas. Nos centros urbanos, vivem, principalmente, debaixo de pedras, tijolos, telhas e nas fendas das árvores. Gostam de entulhos de obras e lixo em quintais e terrenos baldios e onde se propagam insetos, como em caixas de gordura e fossas sépticas que são ambientes propícios onde encontram alimento, principalmente baratas, mas também outros insetos como grilos, besouros e moscas. Cada mãe tem aproximadamente dois partos/ano com média de 25 filhotes cada, podendo chegar a 160 filhotes durante a vida.


São animais noturnos que se escondem durante o dia, procurando substratos mais escuros para se esconderem e confundirem com o ambiente tais como sob cascos de árvores, pedras e entulhos, dentro dos domicílios se escondem principalmente nos sapatos e em roupas que ficam pelo chão. Por isso, 70% dos acidentes ocorrem nas pontas dos dedos dos pés e das mãos.
O atributo mais notório do escorpião é seu ferrão venenoso. O veneno dos escorpiões é neurotóxico. Sua ação é muito rápida e forte. A dor é intensa se irradiando por todo o corpo da vítima. Agindo especialmente sobre o sistema nervoso, podendo causar a morte por insuficiência cardiopulmonar. O soro antiescorpiônico é o único remédio eficaz contra as ferroadas dos escorpiões. Todas as espécies de escorpião são venenosas, mas o escorpião marrom é um dos mais venenosos. Os riscos são maiores para idosos e crianças pequenas.


Porque a infestação de escorpiões preocupa?

No Brasil houve um aumento de quase 600% no número de acidentes e mortes causados por esses animais nos últimos 15 anos. Esse aumento é o resultado da expansão urbana sobre áreas antes ocupadas por matas, o acúmulo de lixo e entulho, a diminuição dos predadores naturais e a grande capacidade desses animais se adaptarem ao ambiente. Segundo dados do Ministério da Saúde, os escorpiões provocaram a maior parte dos acidentes com animais peçonhentos no país, em 2015 foram 74.598 casos registrados, e causaram 119 mortes. Recentemente dois casos, a morte de uma menina de 5 anos em Cianorte e de um menino de 4 anos em Maringá comoveram a sociedade paranaense.
Dever do Poder Público e da comunidade.



Fonte da Notícia: https://www.bemparana.com.br/noticia/543336/calor-faz-infestacoes-de-escorpiao-virarem-problema-em-curitiba



Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:

Letras de Música com temas Animais:

bulletLuz do meu samba

bulletPassaro Ferido

bulletPeixe vivo

bulleta Dona Aranha

bulletAnjo e serpente



Dicas Veterinárias:

bulletNo inverno, seu pet precisa de atenção especial

bulletNão inflamatória miopatia em cães

bulletVocê sabe por que os gatos dormem tanto ?

bulletProfissão tosador, ou melhor, groomer

bulletDescubra 7 coisas que seu cachorro odeia que você faça



Ver todas as Dicas Veterinárias



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores

bullet Giorgia Bach advocacia@praticaclinica.com.br>

bullet M.V Helena Monkevic Casarin 19 993353793>

bullet Pet Care Hospital Veterinário de S?o Paulo (11) 3740 2152 (11) 3743 2142 Av. Giovanni Gronchi, 3001 S?o Paulo SP>

bullet Rafael Senos Médico Veterinário UFF Mestrando USP Técnico em Biotecnologia CEFETEQ RJ>

bullet dr ricardo gabeira
crmv-sp 11103
clínica veterinária dr vicente moreno (24 horas)
av independ?ncia, 1062, valinhos/sp,
fone: (19) 3849-1274
>



Cinema, Filmes e Seriados:

bulletComo cães e gatos (cats e dogs)

bulletUma dupla quase perfeita

bulletBirdman

bulletQuanto pesa o cavalo de tróia? (ile wazy kon trojanski?)

bulletCujo



Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletOs segredos dos gatos tudo para entender e ensinar o seu companheiro

bulletO homem que amava os cachorros

bulletSucesso na criação de pássaros canários e periquitos

bulletPassaro-camaleao, o

bulletVira-lata? não! também sou cachorro

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos