Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]


Home Page > Dicas Veterinárias > Ciclo de vida dos equinos

Compartilhe em suas redes sociais:

Ciclo de vida dos equinos



Ciclo-de-vida


Autor: Dra Lúcia Helena Salvetti de Cicco


 


Um dos primeiros animais domésticos a ser melhorado pelo homem foi o cavalo. Naturalmente, essa aproximação com o homem foi a causa decisiva do seu triunfo na perpetuação de sua espécie sobre a terra. O homem, estudando melhor os animais, irá tratá-lo com mais amor e carinho, não o maltratando, principalmente os cavalos, que nos prestam inestimáveis serviços. Saiba um pouco do seu ciclo de vida e aprenda a respeitar cada etapa dela.


O período médio de prenhez da égua é de 11 meses. Meia hora depois de nascido, o potro ou poldro está de pé e se aconchegando à mãe para a primeira mamada. Uma vez em pé, embora incerto das pernas, ele já é capaz de acompanhar a mãe. As éguas alcançam a puberdade entre 15 e 25 meses, podendo procriar com dois a três anos, embora quatro sejam mais aceitáveis. Os machos, muitas vezes, são sexualmente potentes já com um ano de idade; contudo, na domesticidade, não são usados como reprodutores antes dos três ou quatro anos. Maduro aos cinco ou seis, um cavalo pode viver 20, 30 anos e até mais. Eu particularmente conheci um cavalo que morreu com 40 anos e de fome, por não ter mais dentes.


PRIMEIROS ANOS DE VIDA


O jovem poldro tem pernas compridas demais para o corpo, o que é uma defesa natural contra predadores quando no estado selvagem. Com seis semanas, já é capaz de se alimentar. Com dois meses perde seus pêlos de "criança", fartos e macios; na domesticidade, é desmamado entre quatro meses e meio e seis meses de idade.


ADOLESCÊNCIA


Aos doze meses, o cavalinho tem certos pontos desordenados; mas seu arcabouço começa a encher-se, processo que continuará até a maturidade - momento em que o ponto mais alto da garupa se alinha com a cernelha. Até esse momento, a cernelha é consideravelmente mais alta. O cavalo cresce na frente, estágio por estágio, à medida em que envelhece. Os últimos pontos de crescimento nele são as epífises, as placas de crescimento nas extremidades dos compridos ossos das pernas. Até que elas se fechem, a perna não é capaz de aguentar os efeitos do trabalho, sobretudo quando precisa suportar peso; há o risco de que fique prejudicada ou se deforme. A epífise da extremidade do osso metacarpiano, acima da junta de quartela, fecha normalmente entre nove e 12 meses. Mas a que fica no fim do rádio, imediatamente acima do joelho, não fecha até que o animal tenha de dois anos a dois anos e meio.


MEI IDADE


Na meia-idade (de 5 a 10 anos), o corpo está formado, e a esta altura, todos os órgãos internos estão bem desenvolvidos. As proporções físicas estão estabelecidas. Num cavalo bem-feito, o comprimento de pescoço terá uma vez e meia a distâ;ncia que medeia o alto da cabeça e o lábio inferior, medida na frente da face. Nesse estágio do seu desenvolvimento, deve estar no auge da sua potencialidade, desde que o treinamento a que foi submetido, e que deve ter começado cedo, se tenha dirigido para a formação de uma musculatura correta.


IDADE AVANÇADA


As articulações podem inchar e a circulação costuma ser menos evidente nos membros. Algumas vezes, os olhos ficam encovados e o dorso mais arqueado que o normal. Os dentes, geralmente, se gastam com a idade, dificultando a mastigação. O processo digestivo também fica comprometido, não sendo nada fácil manter o cavalo em uma condição saudável.



Contatos dos Autores:
http://www.portaldoequino.com.br:3000/dicas/20



O conteúdo presente no texto acima é responsabilidade dos Autores citados

Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:

Letras de Música com temas Animais:

bulletBoi da estrela

bulletO forró do cabra zoró

bulletOceanos suspensos anel dos anfíbios

bulletO galo é o dono dos ovos sérgio godinho

bulletVaca profana caetano veloso



Dicas Veterinárias:

bulletComo evitar a formação de tártaro em cães

bulletTumor da bainha do nervo em cães

bulletBicheira em cães: causas, sintomas e tratamento

bulletHepatite contagiosa canina

bulletFezes e posse responsável : qual é a conexão ?



Ver todas as Dicas Veterinárias



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores

bullet Rita Ericson http://bichosaudavel.com/anestesia-em- caes-e-gatos/>

bullet Roberta Basile. Médica Veterinária CRMV/SP 31852 http://www.equinocare.com.br>

bullet Eng. Agr. Aliomar Gabriel da Silva, MS, PhD Celular: (16) 9 8149-7557 e E-mail: aliomargabrieldasilva@hotmail.com >

bullet Susana Reinhardt Cintra Superintendente do Serviço de Registro Genealógico da Raça Bretão, Zootecnista. ABCCBretão (19) 38077974/ 97154545 (Susana). Email: cavalobretao@uol.com.br. André Galvão Cintra Presidente da ABBCBretão e Criador>

bullet REINALDO CORTIVATO , GINETE DA RAÇA LUSITANA HÁ 22 ANOS. MEU CEL:019 98909122 enbsp;HARAS MINERAL ITAPIRA. >



Cinema, Filmes e Seriados:

bulletFeito cães e gatos (the truth about cats and dogs)

bulletMinha vida de cachorro (mitt liv som hund)

bulletBatman (1989)

bulletNetto e o domador de cavalos

bulletOs pássaros (the birds)



Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletAtlas colorido de anatomia veterinária do cão e gato

bulletLivro de banho galinha pintadinha

bulletMarley e eu

bulletMemorias de um gato

bulletLivro definitivo de dicas e sugestoes de jardinagem

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos