Home Page > Dicas Veterinrias > Como eleger um cavalo para ser um garanhão?

Como eleger um cavalo para ser um garanhão?


Muitas vezes um proprietário de haras, rancho ou mesmo cabanha chega para si mesmo ou para alguém de sua confiança e faz a seguinte pergunta: Qual dos potros devo deixar para suceder o garanh?o atual? Ou de qual (is) garanh?o (óes) devo comprar s?men para cobrir minha éguas? Essas são duas perguntas são muito importantes para a atividade, pois ser?o suas respostas que determinar?o parte do sucesso ou fracasso da atividade, os outros fatores seriam manejo, alimentação, treinamento e medicina preventiva, os quais não ser?o abordados nesse momento. Pensando na substituição de um animal já idoso e/ou procurando evoluir o plantel, ao escolhermos um animal para ser o garanh?o de uma propriedade ou mesmo de uma raça, devemos ter em mente atender os seguintes prérequisitos: 1. Ele tem boa caracterização racial? 2. Tem bom desempenho na atividade que ele deve exercer? 3. Já tem descendentes? 4. Esses descendentes já est?o em competição? Qual esta sendo o desempenho dessa prog?nie? 5. Tem boa qualidade de s?men (Ótima, boa, regular, ruim ou péssima)? 6. Tem boa libido (Ótima, boa, regular, ruim ou péssima)? 7. Tem boa conformação genital externa (Ótima, boa, regular, ruim ou péssima)? 8. Corrigirá algum defeito da minha tropa? 9. E por último a pigmentação dele me agrada? Com tudo geramos outra pergunta encima das perguntas propostas que seriam: O que é boa qualidade de s?men? Boa libido? Boa conformação genital externa? E o que seria a correção de defeitos existentes na tropa? Partindo-se desse ponto, vamos entender primeiro as definições do que seria boa qualidade de sem, boa libido, boa conformação genital externa e correção de defeitos existentes na tropa. O que é boa qualidade de s?men? Um s?men para ser considerado de boa qualidade deve atender satisfatoriamente os seguintes itens: concentração ([ ]), Vigor (0 a 4), motilidade progressiva (%) dos espermatozóides e possuir o mínimo de defeitos ditos compensatório e praticamente nenhum defeito ditos como não compensatórios. Mas o que seria uma concentração, vigor e motilidade progressiva? Entendemos por [ ] o número de células espermática num determinado volume de s?men ou mesmo de s?men já diluído. Para uma dos s?men ser considerada boa, não deve ter [ ] inferior a 500 milh?es para uma inseminação a fresco ou com s?men transportado e não inferior a 1 bilh?o (5 a 10x109) para s?men congelado. O vigor nada mais é que uma avaliação da velocidade de natação dos espermatozóides, embora seja uma avaliação de certa forma subjetiva ela possui alguns parâmetros para dirimirmos a subjetividade da avaliação, sendo 0 (zero) para espermatozóide mortos sem movimento, 1(um) par movimentação muito lenta, 2 (dois) para mediana, 3 (tr?s) par movimentação rápida e 4 (quatro) para movimentação muito intensa. Com essa classificação em mente a dose inseminante deve possuir um vigor entre 3 e 4. Quanto á motilidade dos espermatozóides, essa é calculada da seguinte forma. Calcula-se a quantidade total de células do ejaculado, em seguida calcula-se as células com os chamados defeitos compensatórios e o não compensatórios. Feito isso subtraímos os valores dos dois grupos de defeito do número total de espermatozóides, tendo assim o número total de células viáveis, o qual não inferior a 60%. Se por um acaso essa conta der inferior aos 60% desejados e o número de defeitos compensatórios for superior aos não compensatórios podemos aumentar a [ ] celular para com isso aumentar o número de células viáveis que chegar?o ao oviduto da égua para fertilizar o oócito e gerar o embri?o. O que é boa libido? Libido nada mais é que o apetite sexual ou desejo por f?meas, devendo ser sempre no mínimo boa. Sendo avaliada da seguinte forma: bull; Vocalização; Nesse item o animal deve relinchar e fazer barulhos característicos com as narinas. bull; Apresentação de Fleming; É a elevação do lábio superior ao cheirar a urina da égua em cio o que demonstra excitação. bull; Tempo de reção; É o tempo que o animal leva para expor o p?nis e deixá-lo ereto para a cópula. bull; Tempo para efetuar a monta; Tempo que o animal leva para demonstrar todos os sinais citados acima, efetuar a penetração na égua. Baseado nisso podemos classificar a libido como ótima, boa, regular ou ruim. Onde ótima é quando o animal apresenta todos os sinais bem evidenciados; Regular apresenta todos ou algum sinal ligeiramente diminuído; E ruim quando apresenta todos os sinais bem diminuídos ou nulos. O que é boa conformação genital externa? Já a conformação da genitália deve seguir os seguintes critérios para de avaliação: bull; Prepúcio; N?o devem possuir nenhum tipo de alteração, edema, les?es etc. bull; P?nis; Assim como o prepúcio também não deve possuir nenhuma alteração, feridas, edema, hematoma ou tumoração. bull; Testículos e Bolsa Escrotal; Observa-se bem o escroto, procurando a presença de feridas, bernes, edema, hidrocele (acúmulo de líquido na bolça testicular) e hérnia ingnoescrotal. Após a inspeção, avalias-se os testículos á palpação que nos equuml;inos t?m a forma ovóid posicionamento horizontal em relação ao animal. Devem ter mobilidade dentro da bolsa, aus?ncia de dor á palpação, simetria, consist?ncia fibroelástica, ou seja, firmes porem macios. Devem ser feitas mensurações individuais de cada testículo, que demonstram com maior exatid?o a verdadeira massa testicular, devendo ser realizadas com o auxílio de um paquímetro. O comprimento dos testículos devem ser entorno de 5 a 12 cm (do polo proximal até o polo distal do testículo), sua largura entre 4 a 8 cm (medida latero-madial, na porção média do testículo) e a altura variando de 4 a 8 cm (medida ventro-dorsal, na porção média do testículo). É importante salientar que os 2 testículos além de starem na bolça escrotal devem ser simétricos, ou seja, terem praticamente as mesmas mediadas. Outra avaliação é através da ultrassonografia onde se avalia a ecogenicidade do tecido testicular e a vascularização da veia testicular central assim como do cord?o espermático. bull; Epidídimos. Devem ser palpados, verificando sua presença, sensibilidade, forma e localização (cabeça acoplada ao polo cranial, corpo localizado na face medial dos testículos e cauda geralmente bem definida na regi?o caudal dos testículos), apresentado consist?ncia fibro-eslástica e tamanho variando de 1x1 a 3x3 cm, conforme idade, raça e frequ?ncia de jaculação do animal. O que seria a correção de defeitos existentes na tropa? Nada mais é que fazer com que certas qualidades anátomo-morfológicas ou mesmo funcionais do garanh?o sejam transmitidas para sua prole fazendo com que se chegue a um padr?o desejado, por exemplo: Tamanho de orelhas, se a m?e tem orelhas muito grandes e quer se reduzi o tamanho delas, usaremos animais de orelhas pequenas e que sabidamente transmitem essas características para seus descendentes, a fim de se chegar a um fenótipo desejado. Baseado nessas perguntas, podemos afirmar que o animal pode se tornar ou não o garanh?o para uma associação o mesmo de uma propriedade. Vejamos como: 1. Ele tem boa caracterização racial? 2. Tem bom desempenho na atividade que ele deve exercer? 3. Já tem descendentes? 4. Esses descendentes já est?o em competição? Qual esta sendo o desempenho dessa prog?nie? 5. Tem boa qualidade de s?men (Ótima, boa, regular, ruim ou péssima)? 6. Tem boa libido (Ótima, boa, regular, ruim ou péssima)? 7. Tem boa conformação genital externa (Ótima, boa, regular, ruim ou péssima)? 8. Corrigirá algum defeito da minha tropa? 9. E por último a pigmentação dele me agrada? Animal 1 Animal 2 Animal 3 Animal 4 1 Sim 1 Sim 1 Sim 1 Sim 2 Sim 2 Sim 2 Sim 2 Sim 3 N?o 3 Sim 3 Sim 3 Sim 4 ?,? 4 Sim, Sim 4 Sim, Sim 4 Sim, Sim 5 Boa 5 Regular 5 Regular 5 Boa 6 Ótima 6 Ótima 6 Boa 6 Boa 7 Ótima 7 Boa 7 Ótima 7 Boa 8 Sim 8 Sim 8 Sim 8 Sim 9 N?o 9 N?o 9 N?o 9 Sim Animal 5 Animal 6 Animal 7 Animal 8 1 Sim 1 Sim 1 Sim 1 Sim 2 Sim 2 Sim 2 Sim 2 Sim 3 Sim 3 N?o 3 N?o 3 N?o 4 Sim, Sim 4 ?,? 4 N?o, ? 4 N?o, ? 5 Ótima 5 Ótima 5 Boa 5 regular 6 Regular 6 Regular 6 Boa 6 Regular 7 Boa 7 Boa 7 Regular 7 Regular 8 Sim 8 N?o sei ou talvez 8 N?o 8 N?o 9 Sim 9 Sim 9 Sim 9 Sim Animal 9 Animal 10 Animal 11 Animal 12 1 Sim 1 Sim 1 Sim 1 N?o 2 Sim 2 Sim 2 Sim 2 Sim 3 N?o 3 N?o 3 N?o 3 N?o 4 N?o, ? 4 Sim, N?o 4 Sim, Sim 4 N?o, ? 5 regular 5 Boa 5 Ruim 5 Ótima 6 Regular 6 Regular 6 Ruim 6 Ruim 7 Regular 7 Ruim 7 Regular 7 Ruim 8 Sim 8 N?o 8 N?o 8 N?o 9 Sim 9 N?o 9 Sim 9 Sim Animal 13 Animal 14 1 N?o 1 N?o 2 N?o 2 N?o 3 N?o 3 N?o 4 N?o, ? 4 N?o, ? 5 Ótima 5 Ótima 6 Péssima 6 Péssima 7 Ruim 7 Péssima 8 N?o 8 N?o 9 N?o 9 N?o Tendo como refer?ncia as respostas podemos concluir que os animais de 1 a 5 são ótimos candidatos a garanh?es (lembrando-se que o animal 1, tratase de um potro que não inicio sua vida reprodutiva, apenas esportiva), os animais de 6 a 9 são animais que possivelmente poderiam ser utilizados em certas situações e os animais de 10 a 14 est?o totalmente vetados da reprodução. A importância de se levar esse método de seleção e não o de apenas qual é o melhor animal em sua atividade é que podemos desprezar os animais subférteis que transmitir?o esse defeito para seus descendentes podendo gerar inclusive animais inférteis o que traz grande prejuízo a raça e ao criador, pois o que adianta ter um animal super pontuado na raça que tem dificuldades de transmitir seus genes isso quando consegue transmitir! Por isso pensem muito bem nisso ao selecionarem seus reprodutores.

Marcelo Augusto Especialista em Reprodução Equina CRMV SP 16223 http://www.hippusgenesis.com.br/

O contedo presente no texto acima responsabilidade dos Autores citados

Gostou do contedo animal acima! Ento compartilhe em suas Redes Sociais:

Letras de Msica com temas Animais:

bulletAuto do boi

bulletLadeira do boi genival lacerda eu vi maria na ladeira do boi eu perguntei maria pra onde foi maria trazia um pote quando me avistou deu um tombo de um jeito que o pote quebrou ai maria quanto tempo eu não te vejo cadê meu abraço maria cadê meu beijo m

bulletReceita de Mulher

bulletO bichinho

bulletVou te rebocar



Dicas Veterinrias:

bulletComo escolher acessórios adequados para passear com seu cão

bulletA importância da recompensa

bulletEstreitamento passagem nasal em cães

bulletHiperparatireoidismo nutricional secundário cara inchada

bulletInchaço da glândula salivar em cães



Ver todas as Dicas Veterinrias



Colunistas - Veterinrios que escrevem sobre temas aos leitores

bullet ana cláudia de souza andrade gatil gatto dimaili rua tarobá,95 - jdmaria luiza - cascavel, pr fones: (45)222-8797/9965-9935 >

bullet GAAR CAMPINAS http://www.gaarcampinas.org.br>

bullet Daniel Zacharias Zago Médico Veterinário Clínica Geral e Reprodução Equina 11 82627922>

bullet Janaína Biotto, médica veterinária e diretora do Vila Chico Pet Hotel www.vilachicopethotel.com.br.>

bullet Dr. Luiz Bolfer formou se em Medicina Veterinária no Brasil e mudou se para os Estados Unidos para se especializar em Cardiologia, Emerg?ncia e Cuidados Intensivos em cães e gatos. Completou 12 meses de Internato em Clínica Médica e Cirúrgica Veterin>



Cinema, Filmes e Seriados:

bulletUm peixe fora d água (mr baseball)

bullet

bulletOs pinguins de madagascar: operação patrulha pinguim

bulletPets a vida secreta dos bichos

bulletQuigley - um cachorro pra lá de humano (quigley)



Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletCães de guerra

bulletSucesso na criação de pássaros canários e periquitos

bulletA perigosa vida dos passarinhos pequenos

bulletO selo da agonia - livro dos cavalos

bulletCrianca, cachorro que fala!

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Crditos