Home Page > Dicas Veterinárias > Doença de pele degenerativa (dermatite necrolítico) em cães

Doença de pele degenerativa (dermatite necrolítico) em cães


Dermatite de necrolítico superficial em cães

Dermatite necrolítico superficial é caracterizada pela deterioração e morte das células da pele. Altos níveis da hormona glucagon no sangue em ; que estimula a produção de açúcar no sangue em resposta a baixos níveis de açúcar no sangue em ; e defici?ncias em aminoácidos, zinco,ácidos graxos essenciais são acreditados para jogar um papel na dermatite necrolítico superficial, direta ou indiretamente.

Dermatite necrolítico superficial é incomum em cães e rara em gatos. Se você gostaria de saber mais sobre como essa doença afeta gatos, visitee esta página na biblioteca saúde PetMD.

Sintomas e tipos de

Esta doença de pele geralmente afetam o focinho do cão, patas, footpads, olhos, e genitália, causando:

Crostas

Vermelhid?o

Abrasóes

Ulcerações / Sores

Dor ao caminhar

Rachaduras da pele footpads

Hiperqueratose (espessamento ndurecimento da pele)

Causas

Dermatite necrolítico superficial tem sido associada com um desequilíbrio nutricional, devido á falta de aminoácidos ou uma defici?ncia no cão ácidos graxos essenciais e zinco; ou anormalidades metabólicas causadas por altos níveis de glucagon, disfunção hepática, ou uma combinação destas condições.

A condição da pele raramente é associado a um tumor pancreático secretor de glucagon, ou medicação a longo prazo fenobarbital e fenitoína, que é usado no tratamento de convulsóes.

Adicionalmente, dermatite necrolítico superficial é geralmente um sintoma exterior de doença hepática avançada, ou de doença hepática coincidentes e diabetes mellitus.

Diagnóstico

Seu veterinário irá realizar um exame físico completo em seu cão, incluindo um perfil bioquímico, um hemograma completo, um exame de urina, e um painel de eletrólito. Você vai precisar dar uma história completa da saúde do seu animal de estimação, início dos sintomas, e possíveis problemas de saúde que podem ter precipitado essa condição.

Alguns exames de sangue pode retornar com resultados anormais, tais como ácidos biliares elevados no sangue, alta dos níveis plasmáticos de glucagon, aminoácidos baixo, e altos níveis de insulina. De sódio Sulfobromophthalein (BSP, excretada na bile) níveis podem também aumentar a níveis anormais no sangue.

Raios-X e ultra-sonografia normalmente não são úteis no diagnóstico de glucagon. Contudo, uma ultra-sonografia pode revelar doença hepática avançada. Biópsias de pele (amostras de tecido) são cruciais para fazer um diagnóstico correto, mas apenas les?es iniciais são úteis para o exame.

Tratamento

Seu veterinário tratará do processo de doença subjacente se possível, e irá prescrever o medicamento adequado para tratar os sintomas do cão. A maioria dos cães pode ser tratada em nível ambulatorial, mas em alguns casos, assist?ncia hospitalizadas será necessário. Insufici?ncia hepática definitivas devem ser tratadas com cuidados de suporte.

Cães com tumores secretores de glucagon pode ser curada com cirurgia, mas os tumores normalmente se espalhou rapidamente, antes da intervenção cirúrgica pode reverter o seu progresso. A maioria destes casos est?o associados com doenças crônicas, doença hepática irreversível.



internet

O conteúdo presente no texto acima é responsabilidade dos Autores citados

Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:

Letras de Música com temas Animais:

bulletClara crocodilo arrigo barnabé

bulletO pato

bulletAos filhos de peixes

bulletBoi bumbá

bulletCrocodilo



Dicas Veterinárias:

bullet4 passos para seu cão virar amigo da escova de dentes

bulletFezes e posse responsável : qual é a conexão ?

bulletVocê sabe o que é esporotricose?

bulletComo dar remédios via oral para um cão

bulletQual a diferença entre zootecnia e veterinária?



Ver todas as Dicas Veterinárias



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores

bullet Kadu Camargo Professor da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, responsável pelo G.E.R.E. (Grupo de Estudos em Reprodução Equina PUCPR); Doutorando do Programa de Pós Graduação em Medicina Animal: Equinos, na área da Reprodução Equina da UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul). E mail: kaducamargo@gmail.com Leia mais sobre esse assunto em https://www.revistahorse.com.br/imprensa/cuidados durante a gestacao de eguas os primeiros 60 dias sao os mais criticos/20170410 175102 j086>

bullet Dan Wroblewski www.bordercollie.com.br dw@parquecanino.com.br>

bullet Paola Christina Ferreira Carneiro Médica Veterinária CRMVSP 8145 Dermatologia e Terapeuta Floral MASTERVET Clínica Veterinária Av. Ângelo Sim?es,1135, Jd. Leonor , Campinas , SP Fone: (19) 32345363 ou 33843323 >

bullet sergio villa santi svillasanti@aolcom
embaixador da oster no brasil
república dos c?es
avorozimbo maia, 1515, cambui, campinas/sp
fone: (19) 3255-1578>

bullet Fabiano Gregolin. Administrador de Negócios Mestrando em Comunicação (15) 97776812 fabianogregolin@uol.com.br >



Cinema, Filmes e Seriados:

bulletQualquer gato vira-lata

bulletJurassic park ii

bulletBatman returns (1992)

bulletPets a vida secreta dos bichos

bulletCondorman - o homem pássaro (condorman)



Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletPequenos passaros

bulletEnfermidades dos cavalos

bullet97 maneiras de fazer seu cachorro sorrir

bulletOs passaros e suas doencas

bulletMarley e eu

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos