Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]


Home Page > Dicas Veterinárias > Hepatite contagiosa canina

Compartilhe em suas redes sociais:

Hepatite contagiosa canina


A hepatite contagiosa canina (hcc), também denominada de hepatite infecciosa canina, foi reconhecida como entidade nosológica viral canina, isto e é, classificada como uma doença canina, em 1947 anteriormente a hcc era classificada como parte de um complexo da cinomose canina é uma enfermidade viral, infecto-contagiosa, aguda, própria de canídeos, que varia desde uma simples hipertermia, congestão de mucosas até severa depressão, convulsóes, podendo levar o animal a óbito apresenta distribuição mundial e clinicamente a hepatite contagiosa canina pode ser confundida com a parvoviros a cinomose o vírus causador da hcc é um dna vírus, da família adenoviridae , gênero mastadenovírus , sendo reconhecido como adenovírus canino tipo 1 (cav-1) segundo alguns pesquisadores, o vírus cav-1 não é relacionado com o vírus cav-2 (adenovírus canino tipo 2) responsável pela traqueobronquite infecciosa canina, ou tosse dos canis outros afirmam que existe uma relação antig?nica entre cav-1 e cav-2, que propicia uma imunidade protetora cruzada como outros adenovírus, o cav-1 é resistente ás desinfecções ambientais, podendo sobreviver durante dias a meses no ambiente, dependendo da temperatura e umidade a infectividade do cav-1 pode ser destruída pelo aquecimento a uma temperatura de 56 e ordemc e os compostos quaternários de am e ônia inativam sua infectividade em 10minutos dentre os animais domésticos só o cão é sensível como é uma enfermidade muito semelhante ácinomose, uma forma de reconhecer o vírus é que se inoculado no fur?o, ele não adquire a doença, mas o vírus da cinomose é patog?nico para o fur?o a infecção com a hcc independe do sexo ou da raça do cão observa-se, entretanto, que a maior parte dos cães se contamina com o vírus da hepatite na fase jovem, até os 6 meses de idade, apesar de não serem incomuns casos em animais adultos a grande maioria dos cães se infecta, mas não adoece a mortalidade é baixa, cerca de 10% as principais fontes de infecção são a urina, fezes, sangue saliva de cães enfermos, mas também se pode adquirir a hcc através dos alimentos e água contaminados pelo vírus cães que se recuperam da doença podem eliminar o vírus pela urina até por um ano observou-se que insetos hematófagos (sugadores de sangue) são transmissores do vírus da hcc na fase aguda, o vírus pode ser isolado de todos os tecidos e secreções do animal, mas após umas duas semanas só é encontrado no rim e na urina as vias de infecção do cav-1 são a digestiva e a respiratória sofre réplica nas amígdalas e linfonodos regionais e através do ducto torácico passa para a corrente sanguínea estabelecendo a viremia do sangue, há rápida disseminação para os tecidos do organismo, secreções como a saliva, urina e também as fezes para que o vírus da hcc se estabeleça com toda sua patogenicidade é necessário que a taxa de anticorpos do cão seja pequena as lesões celulares que podem ser observadas no fígado, rins e olhos estão associadas aos efeitos citotóxicos desses vírus cerca de 20% dos cães infectados sofrem sintomas oculares e são acometidos por uma uveíte, podendo levar até a um glaucoma no fígado, as lesões podem ser muito intensas, caso o nível de anticorpos do cão esteja baixo, provocando uma morte aguda devido á gravidade da hepatite nos rins, o vírus da hcc inicialmente provoca necrose dos endotélios dos vasos do glom e érulo e depois, ao redor de 10 a 14 dias instala-se nos epitélios tubulares e nos vasos do par?nquima, causando uma nefrite intersticial e uma nefrose, estabelecendo-se então a vir e úria, isto e é, a eliminação do vírus pela urina

Policlnica Veterinria de Cotia Av. Ralf Boli, 25 Granja Carolina, Cotia SP Tel.: 11 46162677

O conteúdo presente no texto acima é responsabilidade dos Autores citados

Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:

Letras de Música com temas Animais:

bulletO Beijo E A Reza

bulletCodinome Beija Flor

bulletPássaro Livre

bulletA dança dos ossos

bulletBorboleta



Dicas Veterinárias:

bulletPor que ter um aquário?

bulletClaudicação em cães

bulletA odontologia equina

bulletPor que os cães cavam?

bulletA vitamina d envenenamento em cães



Ver todas as Dicas Veterinárias



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores

bullet silvia c parisi médica veterinária crmvsp 5532>

bullet Veridiana Martins Dias
(41) 8891 6887
www.adestramentoamigofiel.com
Amigo Fiel Adestramento>

bullet monica gil www.monijil.nom.br/canil caocia@globocom fone: (21) 2260 9427 >

bullet Dr. Ciro Pinheiro Mathias Franco Medico Veterinário atuante em medicina e odontologia eqüina. Cel. (11) 9814 6666 E mail ciromedvet@ig.com.br www.dentistadecavalo.com.br>

bullet M.V. Arthur César Ferreira Av. Brasil 1772, Jd. Chapadão Campinas/SP * ATENDIMENTO 24HRS * (ao Lado do posto Shell cruzamento com a Imperatriz Leopoldina x Francisco josé de Camargo Andrade) (19) 3212 2601 // (19) 9822 >



Cinema, Filmes e Seriados:

bulletA verdadeira história do gato de botas (la véritable histoire du chat botté / the true story of puss n boots)

bulletA vida dos peixes (la vida de los peces)

bulletSilver a lenda do cavalo prateado the silver brumby

bulletGatos, fios dentais e amassos (angus, thongs and perfect snogging)

bulletGatos numa roubada (tomcats)



Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletPequenos passaros

bulletO selo da agonia - livro dos cavalos

bulletO gato que falava com fantasmas

bulletLivro definitivo de dicas e sugestoes de jardinagem

bulletVira-lata? não! também sou cachorro

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos