Home Page > Dicas Veterinárias > Lipidose hepática em felinos

Lipidose hepática em felinos


ao ler o título deste artigo a maioria das pessoas pode pensar que se trata se algo estranho, diferent incomum, ainda mais em se tratando de gatose eledo engano antes do ponto final espero esclarecer os proprietários dos felinos e chamar a atenção para essa enfermidade de fácil ocorr?ncia


o gato pode ser acometido por algumas doenças próprias da espécie, como lipidose hepática idiopática é doença grave pode ser fatal caso o proprietário não perceba a tempo a enfermidade é caracterizada pelo acúmulo de gordura nas células do fígado, levando á disfunção do órg?o é bastante comum em gatos de diversas idades e não há diferença quanto á raça ou sexo os sintomas são progressivos o proprietário geralmente relata que o animal parou de comer (anorexia), tem vômitos, perda de peso e apatia o gato também pode estar ictérico (pel mucosas amareladas) a doença ocorre muitas vezes após situação de estresse , como a chegada de novo animal ou membro da família, mudança de casa, durante doença cr e ônica, após cirurgia e algumas vezes está associada com histórico de obesidade mas atenção! o termo idiopática sugere que não tem causa definida, ou seja, o animal simplesmente desenvolve a doença sem motivo aparente se seu gato parou de se alimentar, fique atento! gatos são muito sensíveis e seu abatimento é visível em 1 ou 2 dias sem comer neste caso, será preciso restabelecer o equilíbrio metabólico do animal através de alimentação forçada, pois se o gato não ingerir os nutrientes necessários, a doença pode se agravar e o animal desenvolver encefalopatia, coma e consequentemente vir a óbito! quanto mais cedo for diagnosticada a lipidose hepática maior a chance de cura o proprietário deve ficar alerta para alguns sinais: vômito + anorexia, já é mais que o suficiente para correr para uma clínica veterinária gato sem disposição para comer por um dia já é muito preocupante! o tratamento, além da medicação, consiste em assegurar que o gatinho se alimente a maioria dos gatos requer alimentação forçada feita pelo próprio proprietário em casa (orientado por médico veterinário) que pode ser através de seringas de 10 ml, ou por meio de tubos de alimentação, realizada pelo veterinário na clínica a dieta deve ser rica em proteínas com nutrientes e calorias apropriados, vitaminas e suplementos e realizada de 6 a 8 vezes ao dia a dieta deve ser líquida para melhor digest?o e absorção e facilitar a passagem pelo tubo ou seringa a terapia indicada pela veterinária deve ser seguida á risca as revis?es devem ser mantidas fielmente, para que o profissional possa fazer acompanhamento do peso corporal do animal, o grau de hidratação e de icterícia, além de refazer exames de sangue á medida que o animal demonstrar interesse pela dieta, a alimentação forçada deve ser diminuída quando o animal estiver ingerindo normalmente a quantidade necessária de nutrientes, a alimentação forçada deve ser interrompida o sucesso do tratamento vai depender muito do amor e dedicação do proprietário por seu bichano

Carla Diele CRMVRJ 6165

O conteúdo presente no texto acima é responsabilidade dos Autores citados

Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:

Letras de Música com temas Animais:

bulletPreciso me encontrar

bulletBoi da cara preta

bulletBicharada

bulletA cabritinha

bulletPassaros noturnos



Dicas Veterinárias:

bulletComo saber se meu cão é diabético?

bulletErosão da cartilagem articular em cães

bulletViajando com seu cão

bulletComo saber se seu animal de estimação tem problemas emocionais

bulletBaixa temperatura corporal em cães



Ver todas as Dicas Veterinárias



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores

bullet Sergio Lobato é Médico Veterinário, consultor e palestrante em Gest?o da Inovação e Marketing em Medicina Veterinária. CRMV 4476. www.sergiolobatopetmarketing.blogspot.com>

bullet Juliane Seixas Juliane Seixas Website.: www.facebook.com/veterinariadrajulianeseixas Graduada pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná, PUC/PR. Atua como plantonista na área clínica e cirurgica de animais de companhia CRMV: 11430 / PR Con>

bullet Giorgia Bach advocacia@praticaclinica.com.br>

bullet Jacqueline R. F. Cremoneze profissão: Médica Veteriária CRMVSP21312 Sou médica veterinária formada pela Faculdade de Jaguariúna em junho 2006, e minha dedicação com as aves começou no ano de 2003. Devido a isso, presto apoio a todos os interess>

bullet Manuelle Audino Rodrigues de Sá Médica veterinária CRMV 25073 fisiopet@yahoo.com.br>



Cinema, Filmes e Seriados:

bulletMoby dick

bullet

bulletCompramos um zoológico

bulletUm peixe fora d água (mr baseball)

bulletO gato de madame



Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletCachorro tem cada uma

bulletCama de gato

bulletA volta do gato preto

bulletSucesso na criação de pássaros canários e periquitos

bullet4 vidas de um cachorro

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos