Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]


Home Page > Dicas Veterinárias > A indiferença humana levando outras espécies ao sofrimento e a morte

Compartilhe em suas redes sociais:

A indiferença humana levando outras espécies ao sofrimento e a morte


Cadela que salvou um beb? humano jogado fora
foto: fátima borges e se tiverdes homens que ir?o excluir quaisquer das criaturas de deus do refúgio da compaix?o e piedade, tereis homens que ir?o lidar semelhante com seus seres humanos companheiros e - são francisco de assis , muito se tem discutido acerca da superpopulação dos abrigos de animais abandonados, muito se tem sugerido sobre os milhares que vagueiam pelas ruas da cidade, muito se tem opinado sobre o comércio indecente de vidas, mas nada, realmente nada de efetivo se tem feito até agora na realidade, as autoridades competentes, s é que as podemos chamar assim, são as grandes culpadas por todo o caos urbano penso que os grandes c e úmplices desse imenso martírio, estejam ainda por aí a maltratar,a engaiolar,a vender e abandonar nas sarjetas as centenas de caixinhas com filhotinhos indesejáveis amontoados uns sobre os outros como algo que deva ser descartado raios! se já se sabe que para combater esses atos insanos, é a esterilização de animais de rua (a parte crucial da questão), então por que não é feita? por que não coibir a venda de animais em petshops, feirinhas, esquinas, etc,( todos geradores de abandonos e crueldades)? por que até hoje não foram feitas campanhas educativas, para conscientização de massa? será que ainda se t?m a ilusão de que a população trata e retrata os animais de rua? pensam que os animais comunitários são respeitados pelas comunidades onde sobrevivem? pensam que o lugar dos animais é pelas ruas revirando latas de lixo, sendo escorraçados pelos moradores ,correndo riscos de atropelamentos ou de serem vítimas de crueldades? o que pensam nossas autoridades? pagamos impostos para que façam valer o que recebem existe coisa mais deprimente que ver animais em gaiolas minúsculas nas exposições , seja de que tipo for, incentivando á população a fabricar mais e mais animais para que sejam posteriormente jogados no lixo quando não mais houver interesse por eles? quem ainda não se deparou com filhotes carregados ou arrastados de um lado para outro sendo oferecidos como tomates, bananas, etc? quem ainda não se revoltou ao entrar numa loja e ver animais sem água e comida, apertadinhos , crescendo aprisionados como se fossem marginais perigosos? duvido que alguém ainda não tenha visto uma plaquinha, num port?o qualquer com os dizeres: e vendem-se filhotes e, nenhum, absolutamente nenhum ser para fazer uma fiscalização séria onde estão as autoridades responsáveis e competentes? possivelmente fazendo conjecturas sobre qualquer banalidade!
flagra de filhotes sendo oferecidos nas ruas os abrigos estão repletos de vidas carentes, tem animal de todo jeito, de todas as raças esperando por um pouco de amor e carinho, não engrossem a fila da insensibilidade, não incentivem um comércio deplorável onde só o lucro é importante, não interessando o rumo da vida que s é repassada por dinheiro milhares de animais estão, neste momento, passando por barbaridades por falta da generosidade de alguns humanos que não v?m mais que seus próprios umbigos a culpa do abandono não é só de quem vende, é de quem compra também, exatamente como no caso das drogas!
> flagra de filhotes sendo oferecidos nas ruas
foto: fátima borges seja o exemplo, seja humano, olhe a sua volta, certamente um par de olhos estará implorando por ajuda, pois não pode falar nossa língua não olhe para um animal abandonado como se ele tivesse culpa de estar ali, te olhando , pedindo amparo não faça com outro o que não quer para si próprio, quando um animal de rua não é assassinado, atropelado ou estuprado, vai para o ccz ( centro de controle de zoonoses) e, seu final é igualmente cruel se cada cidad?o ceder um espaço em sua consci?ncia, um pequenino espaço no quintal do seu coração e, se as autoridades fizerem um trabalho sério de conscientização esterilização, certamente, seremos considerados, pelo menos neste aspecto, um país de primeiro mundo, não é o que todos desejam? não é o sonho de todo brasileiro? e, então algumas pessoas já começaram, vamos nessa?

internet

O conteúdo presente no texto acima é responsabilidade dos Autores citados

Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:

Letras de Música com temas Animais:

bulletBurro De Carga / Carga De Burro

bulletAranha itamar assumpção

bulletCachorro amigo iridio e irineu

bulletPunk da periferia

bulletSe você fosse um peixinho



Dicas Veterinárias:

bulletO deslocamento do dente ou perda súbita em cães

bulletAgosto: mês do cachorro louco (ou vacinado, você escolhe)

bulletComo o profissional de adestramento pode ajudar o seu negócio

bulletDoença de pele devido a alergias alimentares em cães

bulletSucção de tecidos



Ver todas as Dicas Veterinárias



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores

bullet Janaína Biotto, médica veterinária e diretora do Vila Chico Pet Hotel www.vilachicopethotel.com.br.>

bullet Fernanda Aparecida de Gouvêa Oliveira Paro bióloga e crbio 43684/01 protetora animal independente educadora ambiental nanda_paro@yahoocombr>

bullet Rosmeire de O.S.Jacinavicius Médica Veterinária Acupunturista tel: (19)999971911 email: stuffzinha@gmail.com>

bullet nome, telefones, endereco, email, website, redes sociais>

bullet Nayara Zonta, parceria com a VetQuality 56811999>



Cinema, Filmes e Seriados:

bulletBenji - um amigo especial

bulletAmor pra cachorro (year of the dog)

bulletTarzan

bulletBud, o cão amigo - air bud

bulletA lenda do homem crocodilo (the legend of gator face)



Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletA princesa e o sapo

bulletCachorro magro

bulletO homem que amava os cachorros

bulletSucesso na criação de pássaros canários e periquitos

bulletO gato de botas

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos