Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]


Home Page > Dicas Veterinárias > 10 erros comuns cometidos na aquariofilia

10 erros comuns cometidos na aquariofilia


A aquariofilia é um passatempo extraordinário de muita responsabilidade que exige cuidar de seres vivos num ecossistema bastante reduzido. Para ser bem sucedido nessa árdua missão, é preciso que tudo funcione na perfeição para que as plantas e os peixes vivam em condições salutares e possam, inclusive, procriar. Nesse sentido, conheça os 10 erros mais comuns cometidos na aquariofilia e evite-os a todo o custo.

src=

HideCréditos Imagem

Licença: 

CC Attribution 2.0

Autor: 

jelene

1. Não aclimatizar os peixes

Um dos maiores erros cometidos na aquariofilia é a não aclimatização dos peixes quando estes são adquiridos e colocados, pela primeira vez, num aquário. Os peixes devem ser adaptados de forma progressiva ao novo ambiente e, como tal, devem ser inseridos no novo habitat conforme vêm da loja, isto é, dentro do saquinho com água. Ao fazê-lo, estará a equilibrar a temperatura dentro e fora do saco e isso é extremamente importante, pois um choque térmico pode matar o seu peixe numa questão de minutos.

2. Não fazer o ciclo do nitrogénio (azoto)

Ter plantas naturais no interior de um aquário ajuda a reduzir os níveis de nitratos da água. É preciso esperar que o aquário produza bactérias e que estas transformem os compostos tóxicos em nitratos. As plantas do aquário utilizam os nitratos como fertilizante. Verifique sempre se o nível dos nitratos se encontra abaixo das 8 ppm, caso contrário poderá ter que mudar o filtro biológico do aquário. Para controlar isso, mude parte da água do aquário, nunca a mude toda de uma vez só.

3. Utilizar água da torneira

A água da torneira é boa para os humanos, mas é má para os peixes. Nunca deverá despejar água da torneira diretamente no seu aquário, pois contém muito cloro - substâ;ncia prejudicial à saúde dos peixes. A água da torneira só deve ser usada depois do respetivo pH ter sido tratado e verificado. Atualmente, existem produtos específicos para neutralizar o cloro da água e os metais pesados. Deverá deixar a água a repousar durante pelo menos 12 horas antes de a colocar no aquário. Nesse processo, deverá ter o cuidado de retirar a mesma quantidade de água que vai inserir.

4. Colocar muitos peixes no interior do aquário de uma vez só

É verdade que toda a gente gosta de ver um aquário cheio de vida e com movimento, mas, muitas vezes, as pessoas tendem a exagerar. O facto de colocar muitos peixes no interior do aquário altera o seu equilíbrio químico, o que deteriora a saúde e o bem-estar dos peixes.

5. Sobrepopulação

Para tudo, é preciso um ponto de equilíbrio. Os iniciantes na aquariofilia tendem a colocar muitos peixes juntos e esquecem a regra de um litro de água por cada centímetro de peixe. Esta medida é a suficiente para manter o equilíbrio químico e a saúde dos peixes.

6. Não misturar corretamente os peixes

Os peixes, à semelhança, dos humanos, têm o seu próprio feitio e não se conseguem misturar com outras espécies de peixes. Por serem animais territoriais, envolvem-se em confrontos com outros peixes, o que os pode conduzir à morte. Para que tal não aconteça, é aconselhável que recolha informações sobre a compatibilidade dos peixes antes de partir para a compra de um.

Outro aspeto muito importante que deve ser tido em conta é que muitos peixes têm necessidade de níveis de pH diferentes e que a dureza da água pode interferir na sua saúde e sobrevivência.

7. Dar comida a mais

Os peixes não são mais felizes ou mais saudáveis quando têm muita comida. No dia em que os adquire, não os deverá alimentar e nos dias seguintes devem comer pouco. O excesso de alimentação é prejudicial para os peixes, mas também para o equilíbrio do próprio aquário.

Os peixes devem ser alimentados duas vezes ao dia - manhã e noite - para que os filtros possam eliminar o excesso de maneira otimizada.

8. Não implementar uma dieta variada

Não deve utilizar sempre o mesmo tipo de comida na alimentação dos seus peixes. Porém, deverá ter em conta as espécies que tem no interior do seu aquário para não lhes dar a comida errada. A artémia, uma espécie de camarões minúsculos, é adorada pelos peixes e pode ser incluída na sua refeição.

9. Não usar a iluminação mais apropriada

Este pequeno ecossistema precisa de luz em quantidade suficiente, mas só apenas durante 12 horas por dia. Há quem deixe a luz acesa todo o dia e isso faz com que alguns peixes morram ou que o aquário fique muito sujo (formação de algas). Ao montar um aquário natural, deve escolher lâ;mpadas de espectro total e deve ter a noção que a quantidade de luz deve ser equivalente a 1 watt por cada litro de água. Estas são as condições ideais para que animais e plantas vivam em boas condições.

10. Deixar acumular a sujidade

É fundamental que um aquário tenha um bom filtro ou até mesmo dois. Assim, diminuir-se-á a frequência da limpeza, que nunca deverá ser superior a 15 dias. As algas que se acumulam no vidro devem ser raspadas com cuidado. Isto acontece se a luz não for adequada ou demasiado intensa. Use um sifão para limpar o fundo. Com cuidado, drague o fundo do aquário para retirar os detritos e depois, claro, junte a quantidade de água tratada em substituição da que retirou. Tenha em atenção que a inclusão de peixes “limpa vidros”, não obsta a que esta limpeza seja feita.



https://aquariovirtual.com/artigo/10 erros comuns cometidos na aquariofilia

O conteúdo presente no texto acima é responsabilidade dos Autores citados

Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:

Letras de Música com temas Animais:

bulletComida de peixe

bulletO pescoço da girafa

bulletCavalo babão

bulletNo dia em que eu saí de casa

bulletTelevisão de cachorro pato fu



Dicas Veterinárias:

bulletRegurgitação em cães

bulletManqueira dos cavalos

bulletMicoses

bulletO que são corredores ecológicos

bulletPrimeiros socorros em cães



Ver todas as Dicas Veterinárias



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores

bullet Eduardo Lobo, 11 973119698, Rua Lomas Valentinas 358 saude SP, eduardolobo.vet@gmail.com, http://www.equilibriumcursos.com.br , http://www.Facebook.com/Equilibriumvet >

bullet Janaina Biotto Camargo http://www.vilachicopethotel.com.br/ Médica veterinária graduação (2003), residência e mestrado pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Unesp de Botucatu; Área de atuação em Anestesiologia, Acupuntura e Terapias complementares.>

bullet silvana em souza médica veterinária crmv-sp 9617 animalcamp rua d pedro i n? 663; guanabara - campinas/sp fone: (19) 32425370 www.animalcampcjbnet homeovete@yahoo.com.br >

bullet Adriana Morales Médica Veterinária CRMV: 6467 Membro do Colégio Brasileiro de Oftamologia Veterinária. Avenida 11 de Agosto, 1693. Valinhos/SP Tel.: 19 38492522>

bullet UniversoEquino.com.br
Médica Veterinaria Mariana Marcantonio Coneglian CRMV PR 07428>



Cinema, Filmes e Seriados:

bulletBatman (1966)

bulletO filho do ace ventura

bulletA morte anda a cavalo (da uomo a uomo / death rides a horse)

bulletAnimais unidos - jamais serão vencidos

bulletBatman (1989)



Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletLivro definitivo de dicas e sugestoes de jardinagem

bulletPassaros sao eternos, os

bulletSinopse do livro 97 maneiras de fazer seu cachorro sorrir

bulletMarley e eu

bulletO homem que amava os cachorros

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos