Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]


Home Page > Dicas Veterinárias > Anestesia você tem medo?

Compartilhe em suas redes sociais:

Anestesia você tem medo?



Monitoração, uso de equipamentos de alta qualidade, fármacos adequados e condução da prática por médico veterinário qualificado tornam o procedimento anestésico seguro


Anestesia: esta palavra lhe causa medo? Há muito tempo os donos de cães e gatos têm dificuldade para lidar com ela. Quando o animal é idoso ou sofre de alguma doença, como cardiopatia ou insuficiência renal, por exemplo, a situação fica ainda pior. A coluna Meu Pet desta semana desmistifica a anestesia veterinária e prova que ela oferece riscos, mas também é segura e muitas vezes necessária para determinados procedimentos. Leia:


Os principais pontos a serem observados são que a anestesia deve ser realizada por médico veterinário que tenha conhecimento na área, fazendo uso dos fármacos certos, nas doses exatas e com equipamento específico. Muitas vezes, apenas uma anestesia local com lidocaína é suficiente, como no caso de coleta de material para biópsia de pele, por exemplo. Alguns animais, por serem mais agitados ou não aceitarem a manipulação, precisam ser sedados para se tornarem mais permissivos, tendo redução da dor e do estresse. Procedimentos mais invasivos, de duração longa, ou cirurgias extensas normalmente exigem anestesia geral, que pode ser intravenosa, inalatória, uma associação de ambas ou mesmo acrescentando-se bloqueios com anestésico local.


E se o animal for velhinho? O fato de o pet ser idoso não veta a anestesia. Na maioria das vezes quando se opta por não fazer um determinado procedimento, como o odontológico ou uma cirurgia abdominal, por exemplo, o perigo é maior do que o risco anestésico. Para prevenir das ameaças, o veterinário certamente pedirá exames complementares para escolher o melhor protocolo anestésico para o seu pet.


Exames de sangue, como hemograma, função renal e hepática (do fígado), e dosagem de albumina têm grande valia para avaliar o risco da anestesia. É importante a realização de avaliação cardíaca para a escolha do protocolo. Alguns cardiopatas que estão compensados podem ser anestesiados se forem utilizadas as drogas adequadas que não prejudiquem tanto a força de contração e não causem arritmias. Mesmo as cirurgias mais simples ou eletivas, como a castração, por exemplo, necessitam de exames pré-anestésicos. A condição de saúde do pet, a idade e/ou doença pré-existente definirão quais exames serão necessários e qual o risco. Em cães e gatos acima de 07 anos de idade o ideal é que também seja realizado um eletrocardiograma prévio.


Foto cedida


src=


A utilização do monitor cardíaco para a realização de eletrocardiograma prévio aumenta a segurança da anestesia


Outro ponto importante é a questão da monitoração. A observação da pressão sanguínea pode ser feita por meio de aparelhos que determinam se o pet está hipotenso (pressão baixa), normotenso (normal) ou hipertenso (alta) durante a cirurgia. Isso assegura ao profissional o momento de intervir. Outro parâ;metro de alta importâ;ncia é a saturação de oxigênio pelo oxímetro de pulso. Esse equipamento é colocado normalmente na língua ou nos dedos do paciente e nos diz como estão as trocas gasosas – se está faltando ou não oxigênio para o animal. Devemos também nos preocupar com a temperatura corpórea do nosso amiguinho, pois os fármacos utilizados normalmente interferem na regulação da temperatura, deprimindo o sistema nervoso central, tornando o paciente hipotérmico. Portanto, são utilizados colchões térmicos, soro aquecido, aquecimento do ambiente e outros aparatos para conservar o calor do corpo do animal. Durante a anestesia são colocados sobre o pet alguns fios que permitem ao anestesista monitorar a frequência cardíaca e o acessar o eletrocardiograma do paciente durante o procedimento anestésico. Assim, arritmias podem ser identificadas e corrigidas com drogas quando necessário.


A famosa anestesia inalatória é controlada pelo “vaporizador”, responsável por transformar o anestésico líquido num vapor que será inalado pelo pet via sonda ou máscara. O equipamento calibrado é o mais seguro, pois com ele sabemos exatamente o quanto de anestésico volátil está sendo mandado para o animal, diferentemente do universal, cujo controle é feito “a olho” – em muitos lugares esse último não é mais utilizado.


A Medicina Veterinária avançou nos últimos anos em relação à utilização de novas drogas, bem como na questão da melhoria dos equipamentos para monitoração e das técnicas para promover melhor analgesia durante e depois do procedimento.


Foto cedida


src=


Vaporizador calibrado – maior controle do analgésico inalado


Monitoração, uso de equipamentos de alta qualidade, fármacos adequados e condução da anestesia por profissional qualificado tornam o procedimento anestésico seguro e uma ferramenta muito importante na Medicina Veterinária. Então, não tenha medo! Somente se informe e tome ciência sobre o tema… Vai dar tudo certo! Boa anestesia ao seu pet! :)



Contatos dos Autores:
nome, telefones, endereco, email, website, redes sociais



O conteúdo presente no texto acima é responsabilidade dos Autores citados

Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:



Dicas de Profissionais do ramo pet e agropecuário:


bulletMeus custos não param de subir!

bulletPraga em cães

bulletHidratação garante saúde para cavalos na zona rural

bulletDesordens mieloproliferativas em cães

bulletOs equipamentos utilizados na odontológia equina


Ver todas as Dicas de Profissionais



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores



bullet Vanessa Castro Pesquisador Científico Laboratório de Doenças Bacterianas da Reprodução castro@biologico.sp.gov.br

bullet Rafael Senos Médico Veterinário UFF Mestrando USP Técnico em Biotecnologia CEFETEQ RJ

bullet silvia c parisi médica veterinária crmvsp 5532

bullet Gustavo B. Mano

bullet Sérgio Alves, médico veterinário e gerente de vendas para pets da Alltech

Ver todas as Dicas dos Colunistas




Letras de Música com temas Animais:


bulletCasa no campo

bulletCachorro amigo iridio e irineu

bulletAnjo e serpente

bulletFeliz pra cachorro ..

bulletCavalo babão

Ver todas as Letras de Músicas




Cinema, Filmes e Seriados:


bulletOs pássaros feridos (the thorn birds)

bulletTubarao i

bulletCães de guerra

bulletUm hotel bom pra cachorro (hotel for dogs)

bulletAir bud: world pup


Ver todos os filmes e seriados




Livros Animais

bulletLivro dos passaros magicos, o

bulletO gato e a revolução

bulletPássaros amarelos

bulletCachorro tem cada uma

bulletAves-simbolos dos estados brasileiros, as

Ver todos os Livros



Dinheiro / Notas Animais



Garoupa
R$ 100


Beija flor
R$ 1


Garça branca grande
R$ 5


Arara vermelha
R$ 10


Mico leão-dourado
R$ 20


Onça pintada
R$ 50


Tartaruga-de-pente
R$ 2


Lobo Guará
R$ 200


Ver todas as Notas e Moedas



Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos