Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]


Home Page > Dicas Veterinárias > Stress em cães

Compartilhe em suas redes sociais:

Stress em cães


Saber realizar um bom exame físico é mais da metade do diagnóstico em medicina veterinária os dados da anamnes histórico nos dizem quais são as alterações observados pelos proprietários ma,s e o ponto de vista do cão, quem dá? eles não falam nossa língua, mas através das perguntas certas aos seus donos podemos descobrir o que há por trás de várias enfermidades caninas uma patologia crônica pode estar nos dizendo que algo não está bem na vida do cão, e não só com seu corpo com certeza uma causa mal diagnosticada nos consultórios é o estresse
alguns cães podem ser t?o afetados pelo estresse que acabam desenvolvendo distúrbios de comportamento permanentes o mais importante deles são os comportamentos compulsivos, muito difíceis de tratar uma vez estabelecidos existem várias fontes de estresse na vida dos cães normalmente tem a ver com o ambiente em que o cão vive com suas relações pessoais o efeito que cada acontecimento ou ambiente tem sobre os cães depende da variação individual, de fatores genéticos e das experi?ncias prévias de vida
cães mantidos na corrente por longos períodos de tempo, longe de lugares confortáveis e seguros e do convívio humano sofrem estresse confinamento prolongado que eleva a falta de exercício, principalmente para aqueles animais que não estão acostumados a isto, é muito angustiante cães são animais gregários que desenvolvem relações de dominância e depend?ncia com os seres humanos os cães são muito sensíveis a relacionamentos instáveis, mudanças no grupo social em alterações em sua própria posição social se um cão forma laços t?o fortes com seu dono ao ponto de se sentir inseguro longe dele, poderá desenvolver um distúrbio compulsivo ou ansiedade de separação se a vida do cão for sempre competir por alguma coisa com outros cães ou pessoas, como crianças na casa, seja comida ou atenção do dono, isso será extremamente stressante para ele
embora domesticados há cerca de 12 mil anos, cachorros são cachorros, e fazem coisas de cachorro a maneira como forçamos os animais a viverem como seres humanos causa estresse cães são acostumados a andar longas distâncias com sua matilha, caçam pequenos animais, cavam (é ruim, mas é normal), se roçam em lixo e restos de outros animais fedorentos, etc no dia a dia isso não acontece, eles não tem acesso a essas atitudes ?selvagens? ,pelo menos para a maioria dos cães para aliviar a tensão o ideal é proporcionar bastant exercício, e brincar com brinquedos diferentes, estimulando o ?busca e traz?
mas mesmo assim para alguns cães isso parece não ser suficiente se os donos trabalham fora o dia inteiro e deixam o cão sozinho, ele terá poucas oportunidades de xpressar seu comportamento canino normal muitas pessoas inibem até mesmo pequenas atitudes caninas normais, como cheirar uirna e fezes de outros animais durante os passeios, ou cheirar a cauda de outros cães nem chegar perto de outro cão parece uma boa idéia para os donos, que temem que haja uma briga então, é óbvio que não dá pra ser feliz nesse contexto
alguns cães ganem, latem ou fazem círculos enquanto esperam a preparação de sua refeição essa excitação pré-alimentação ocorre porque está estabelecido um conflito: o cão quer comer, mas não tem acesso a comida parece um comportamento normal, até fofinho, e muitas vezes estimulado pelo dono, mas, com o passar do tempo, podem se tornar sérias express?es de frustração em cães estressados
comandos errados na hora errada desencadeiam emoções erradas o melhor exemplo é o ?vem? o dono chama o cão para fazer carinho e brincar mas quando quer repreend?-lo usa o mesmo comando, chamando-o para tomar uma bronca se isso se repetir várias vezes o cão nunca sabe se o ?vem? daquele momento é bom ou ruim ele quer ir até seu dono, mas tem medo de ser castigado mais uma vez temos uma situação conflitante que causa ansiedade
na rotina da clínica alguns sinais podem ser identificados ao conversarmos com o proprietário os sintomas podem ser dos mais sutis aos mais escrachados os mais eleves podem ser recusar recompensas, como biscoitos, lamber os lábios ou bocejar os mais óbvios podem ser latidos, urina fora de lugar e agressividade esses últimos indicam mais claramente que a situação pela qual o cão está passando é aversiva a ele
o stress pode durar por períodos curtos, e uma vez removido, o cão volta a sua rotina normal se, por outro lado, a situação se prolongar, os danos podem ser irreversíveis os cães estressados podem ficar repetindo o mesmo comportamento várias horas por dia, sem parar, mesmo que a causa original do estresse não esteja mais presente pode chegar até ao que chamamos desordem compulsiva, conhecida em humanos como toc, ou transtorno obsessivo compulsivo, onde o cão realiza o comportamento enquanto estiver acordado, só parando ao adormecer pode ser lamber uma parte do corpo, andar em círculos, ou latir no mesmo tom e volume sem parar
o clínico deve perguntar sempre se o proprietário nota algo anormal, e, se possível investigar a rotina do cão muitas vezes um distúrbio compulsivo pode passar como uma gracinha que o cão faz para o dono um exemplo disso são cães que perseguem a luz da lanterna na parede depois de um tempo deixa de ser engraçado e passa a ser assustador o importante é identificar se o cão manifesta algum comportamento compatível com stress e tentar conversar com o proprietário sobre o assunto para tentarem eliminar a fonte do problema
infelizmente pode acontecer da raiz do problema ser o próprio dono, que cuida tanto do cão que acaba deixando-o estressado grande parte dos veterinários já deve ter atendido proprietários estressados que sempre acham que seu cão tem alguma coisa e sempre tem mesmo!!!!!!! isso ocorre porque os donos não d?o trégua para os pobres cães, que acabam vivendo uma situação de estresse da qual não tem por onde escapar existem mil histórias de cães com dermatites crônicas que fugiram de casa e foram achados algum tempo depois completamente curados vivendo em sítios por aí vivendo como cachorros, sabe? não seria o excesso de cuidado que acaba estressando cada vez mais os cães e fazendo com que desencadeiem doenças crônicas?
a maneira certa de ensinar os donos a prevenir o problema é melhorar o ambiente rotina do cão exercício é fundamental não incentivar comportamentos repetitivos ou fora de contexto se o cão lambe muito algum lugar do corpo, é necessário repreend?-lo com um sonoro ?não? e assim que ele parar recompensa-lo desviar sua atenção do comportamento também funciona bem, como jogar uma bolinha e pedir para que busque, por exemplo não estimule cuidados exagerados com os pacientes respeite a quarentena das vacinas, mas peça para levar em casa de parentes ou amigos que tenham cães vacinados e saudáveis para que o filhote seja socializado corretamente não deixe que o proprietário fique fóbico com pracinhas e chácaras ensine-o que existem produtos que previnem carrapatos e que são inofensivos para os cães, desde que indicados por médicos veterinários, não interessa que a vizinha tenha dito que o cachorro dela morreu depois de aplicar o produto leve a sério as dúvidas de seus clientes para que confiem em você e acreditem quando você lhes disser que realmente o cão não em nada o papel do médico veterinário hoje em dia não é só tratar doenças, mas cuidar do bem estar de seus pacientes então pergunte-se na próxima consulta: esse cachorro é feliz?????


Luelyn Jockyman CRMVSP 14.512 Clínica Animaletto (19) 32589280 Av. Mário Garneiro 438 (Estrada do San Conrado) Sousas

O conteúdo presente no texto acima é responsabilidade dos Autores citados

Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:

Letras de Música com temas Animais:

bulletQue nem jiló

bulletTartaruga ninja trem da alegria

bullet15 mil por mês

bulletCanção do exílio

bulletO menino da porteira



Dicas Veterinárias:

bulletOncologia

bulletComo se defender do ataque de um cachorro bravo?

bulletA odontologia equina

bullet10 dicas simples para decorar um aquário

bulletOs principais cuidados com a gestação da égua



Ver todas as Dicas Veterinárias



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores

bullet UniversoEquino.com.br
Médica Veterinaria Mariana Marcantonio Coneglian>

bullet monica gil www.monijil.nom.br/canil caocia@globocom fone: (21) 2260 9427 >

bullet Rui Miguel Adestrador comportamental telefone/whatsapp 31 994332943 BELO HORIZONTE-MG / CONTAGEM-MG>

bullet Priscila Thomazelli Atleta, Amazonas, Instrutora e Treinadora de Equitação Engenharia Civil, de Segurrança do Trabalho, Meio Ambiente e Qualidade (11) 9 9944-2168 www.dressagearteequestre.com>

bullet nome, telefones, endereco, email, website, redes sociais>



Cinema, Filmes e Seriados:

bulletComo cães e gatos (cats e dogs)

bulletErnest e célestine

bulletÁgua para elefantes

bulletBud, o cão amigo - air bud

bulletPiranhas



Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletNo meu peito não cabem pássaros

bulletEu não sou cachorro, não

bulletSucesso na criação de pássaros canários e periquitos

bulletFalando de passaros e gatos

bulletPassaros sao eternos, os

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos