Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]


Home Page > Dicas Veterinárias > Tártaro, o grande vil?o dos dentes dos cães

Compartilhe em suas redes sociais:

Tártaro, o grande vil?o dos dentes dos cães



Os proprietários de cachorros estão cada vez mais conscientes da importâ;ncia do cuidado bucal. O melhor amigo participa da vida humana e está dentro de casa. Para algumas pessoas, o cão é mais que um pet, torna-se um membro da família e recebe todos os cuidados para que viva por mais tempo. Além disso, os donos querem que o animal não tenha dificuldade para se alimentar e nem fique sem dentes na velhice.


Pensando nisso, a médica veterinária Yana Crestani, da Vital Clínica e Pet Shop, em Francisco Beltrão, destaca o tártaro como o problema mais recorrente nos dentes dos cães. "Dos nossos pacientes, além da procura dos proprietários para a retirada dos tártaros, durante o banho e tosa, nós temos o cuidado de observar como está a boca dos pacientes, sendo o mau hálito um fator que incomoda muito", afirma. 
O tártaro é um acúmulo de restos de alimento com bactérias, mas, com o passar do tempo, ele se mineraliza, criando uma placa dentária. Esta placa é responsável pelo aspecto amarelado do dente. Yana ressalta que, em decorrência do tártaro, a boca do animal pode ter outas doenças, como a periodontite e a gengivite. "A gengivite gera uma inflamação da gengiva e isso leva ao mau hálito, o que incomoda muito os donos. Como o tártaro fica muito em contato com a gengiva, além dele acometer o sistema de sustentação do dente, pode gerar a perda precoce do dente, devido à lesão", esclarece a especialista. 
A gengiva tem muita vascularização e Yana alerta que a bactéria está em contato direto, sendo levada para a corrente sanguínea. "Isso pode acabar gerando cardiopatia e afetando órgãos como rim e fígado. Por isso, o tártaro está relacionado a outras doenças." 


O médica veterinária Yana Crestani, da Vital Clínica e Pet Shop, em Beltrão.


Complicações 
Quando o animal tem tártaro, a gengiva se retrai e expõe a raiz do dente, gerando uma alta sensibilidade, assim como dor. Ao sentir esses sintomas, o animal pode ficar mais apático e passa a se alimentar pouco. Esse quadro também pode evoluir para uma infecção na raiz do dente. 


Cuidados em casa
A maior prevenção contra as placas dentárias é a escovação. A médica veterinária sugere que os cães tenham os dentes escovados um vez ao dia, por 15 minutos. "Como é difícil fazer com essa frequência, nós indicamos a escovação uma vez por semana, há pet shops que oferecem esse serviço, com pasta de dente adequada", acrescenta. 
O creme dental para humanos pode intoxicar o animal, portanto nunca deve ser utilizado em cães. Mas também há outros produtos que colaboram com a limpeza dos dentes, como linha de petiscos próprios para prevenção do tártaro e que colaboram para o PH da saliva, para que haja menor acúmulo de bactérias. 
Yana lembra que os cremes dentais para cachorros são comestíveis, assim o dono não precisa se preocupar com o enxágue, o que facilita o momento da escovação. "É importante o dono começar os cuidados com os dentes desde filhotes, para acostumá-los aos atos de escovação e para evitar que seja um momento estressante quando o animal for adulto." 


Dentes fortes na velhice
O cuidado com os dentes durante toda a vida do animal irá refletir na sua velhice. A médica veterinária esclarece que, quando idoso, o bicho precisa se alimentar bem para ter uma imunidade alta e ser saudável. "E sem dor, porque quem vai gostar de comer com dor?", reflete. 


Atenção ao dente canino
É comum que os dentes caninos de leite dos filhotes não caiam com o passar dos meses. A veterinária explica que esses dentes ficam muito próximos aos permanentes, praticamente grudados, e este é um local propício para o surgimento de grande quantidade de tártaro.
"Se até os nove meses esses dentes de leite não caíram, é preciso extraí-los, para que o tártaro não lesione o dente canino permanente, que é um dos principais dentes dos cães", orienta Yana. 


Os cremes dentais para cães são comestíveis e não exigem enxágue após o uso.


Quando fazer a limpeza do tártaro
O ideal é o proprietário levar o cão para fazer uma limpeza preventiva uma vez ao ano ou de acordo com a necessidade. Há cães que comem só comida caseira, sendo assim, estão mais propensos ao tártaro e podem precisar ir ao médico mais de uma vez. Yana comenta que a ração colabora com a limpeza bucal, aumentando o intervalo entre as limpezas. 
O proprietário, ao perceber a presença de tártaros no dente do animal, deve procurar um veterinário para fazer a remoção. A partir do momento que ele está formado, somente com cureta ou ultrassom específico para conseguir retirá-lo. "Pra fazer isso, é necessário anestesiar o cão, porque o procedimento exige o uso de materiais pontiagudos, assim evitando possíveis lesões na gengiva", completa a médica veterinária. 


Os petiscos são aliados na limpeza dos dentes e no PH da saliva do animal
 



Contatos dos Autores:
http://www.jornaldebeltrao.com.br/noticia/248935/tartaro o grande vilao dos dentes dos caes



O conteúdo presente no texto acima é responsabilidade dos Autores citados

Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:



Dicas de Profissionais do ramo pet e agropecuário:


bulletFobia de pessoas

bulletO que responder quando seu filho lhe diz: eu quero 1 bichinho de estimação

bulletComo diagnosticar ulcerativa linfangite em cavalos

bulletMeu animal sara mas volta a aprensentar fungos (dermatofitose)

bulletLeucemia felina


Ver todas as Dicas de Profissionais



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores



bullet Rafael Wisneski http://blog.meucaocompanheiro.com/

bullet Carlos Artur Lopes Leite é médicoveterinário graduado pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e especialista em Micologia Médica pela Carl von Ossietzky Universität (Alemanha). É também mestre em Medicina e Cirurgia Veterinárias pela UF

bullet silvia c parisi médica veterinária crmvsp 5532

bullet Roberto Delort A. Leite e Laura Celi de Souza Silva 

bullet RENAL VET SÃO PAULO: Endereço: Rua Heitor Penteado, 99 Sumaré, São Paulo/SP. Telefones: (11) 38752666 e (11) 38725138. Telefone para emergências: (11) 98985622. Site: www.renalvet.com.br Email: renalvet@br.inter.net RENAL VET RIO DE JA

Ver todas as Dicas dos Colunistas




Letras de Música com temas Animais:


bulletÚltimo pau de arara

bulletGato pensa? Adriana Calcanhotto

bulletRitmo quente

bulletQuem Saberia Perder

bulletCaranguejo

Ver todas as Letras de Músicas




Cinema, Filmes e Seriados:


bulletMadagascar iii

bulletNo olho do gato (dans l oeil du chat)

bulletNas montanhas dos gorilas

bulletMeu irmão virou um cachorro (mein bruder ist ein hund / my brother is a dog)

bulletBabe, o porquinho atrapalhado


Ver todos os filmes e seriados




Livros Animais

bulletAtlas colorido de anatomia veterinária do cão e gato

bulletA perigosa vida dos passarinhos pequenos

bulletEnfermidades dos cavalos

bulletCachorro tem cada uma

bulletCachorro magro

Ver todos os Livros



Dinheiro / Notas Animais



Garoupa
R$ 100


Beija flor
R$ 1


Garça branca grande
R$ 5


Arara vermelha
R$ 10


Mico leão-dourado
R$ 20


Onça pintada
R$ 50


Tartaruga-de-pente
R$ 2


Lobo Guará
R$ 200


Ver todas as Notas e Moedas



Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos