Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]


Home Page > Dicas Veterinárias > Saiba mais sobre ferrageamento em equinos

Compartilhe em suas redes sociais:

Saiba mais sobre ferrageamento em equinos



O ferrageamento equino é um dos cuidados necessários e indispensáveis aos equinos, evitando assim, problemas que podem acometer os cascos e influenciar diretamente na saúde e desenvolvimento dos animais.


 


Ferrageamento significa ferragear ou ferrar, consiste em pregar as ferraduras com o uso de cravos específicos. É muito antiga a prática de ferrar os equinos.


 


A utilização de ferraduras evita a inutilização temporária dos equinos, em consequência do desgaste do casco. Um cavalo desferrado, em um dia de trabalho, terá que descansar por no mínimo, dois dias, dependendo das condições do solo, para compensar o desgaste de seus cascos.


 


Os equinos precisam ser avaliados por um profissional de seis em seis semanas, observando os cascos e fazendo a limpeza, ou seja, aparar o casco, mesmo que o animal não seja ferrado, pois a limpeza evita o aparecimento de futuros problemas.


 


Antes de ferrar, o ferrador deve verificar o estado dos pés, seu comprimento e seu aprumo, como também a forma de gasto da ferradura velha, a fim de poder atender às indicações que esse exame fornece, no que diz respeito à aparagem do casco, à escolha, ao ajustamento e à aplicação da nova ferradura.


 


Antes de qualquer avaliação, devemos fazer uma boa limpeza no casco, retirando restos de fezes, cama ou qualquer outro tipo de sujeira. Aliás, essa limpeza deverá ser feita sempre que o animal venha de fora para as baias. A sujeira acumulada pode ocasionar podridão do casco com necrose de ranilha. Quando o cavalo tem seus cascos aparados e ferrageados, de tal forma que o â;ngulo da escápula e o alinhamento dos ossos digitais, ou seja, dos pés, sejam iguais, ele apresenta o melhor de sua performance.


 


Para se ferrar um equino, é necessário que ele seja contido. Em primeiro lugar, é necessário que o ferrador nunca use a violência, pois, além do perigo de machucar o animal, só serve para irritá-lo, ainda mais, podendo provocar reações de consequências imprevisíveis.


 


O cavalo não deve ser amarrado a um palanque. Só em situações especiais. Existem vários meios de contenção. Os mais comuns são o processo à inglesa, onde o ferrador trabalha sozinho, e o processo à francesa, onde ele tem um ajudante. Da mesma forma, temos o pé de amigo e a mão de amigo, que são os mais utilizados quando o animal é mais agitado.


 


O  ferrageamento é realizado por métodos distintos, podem ser a quente ou a frio :


 


Ferrageamento a quente


 


.Vantagens:


 


- A ferradura é melhor preparada e pode, com mais facilidade, dar a forma exata do casco;


- A união da ferradura com a muralha do casco é melhor;


- A ação do calor endurece a muralha do casco fazendo com que ele absorva menos água.


 


.Desvantagens:


 


- Expõe o animal a queimaduras da sola;


- A ação do calor pode endurecer muito a muralha do casco, tornando-a quebradiça;


- Gasta combustível como gás ou carvão;


- No uso do carvão há calor e fumaça e barulho, o que não é um bom ambiente para ao animais;


- Não pode ser utilizado por ferradores que fazem o seu trabalho em vários lugares.


 


Ferrageamento a frio


 


.Vantagens:


 


- Utilizando a bigorna portátil, não tem calor nem barulho, o que facilita o ferrador ajustar a ferradura ao lado do animal;


- O aparelho pesa apenas 8 quilos, o que facilita ser levado de cá para lá;


- Não é necessário nenhum combustível, o que barateia o processo;


- É fácil de ser manuseada, não necessitando de muita força do ferrador.


 


.Desvantagem:


 


- O uso da bigorna portátil é mais apropriado para ferraduras de aço e alumínio, pois, sendo utilizada


em ferraduras de ferro, não mostrou ser muito resistente, quebrando com o uso.


 



Contatos dos Autores:
http://www.shopveterinario.com.br/artigos/saiba mais sobre ferrageamento em equinos/



O conteúdo presente no texto acima é responsabilidade dos Autores citados

Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:



Dicas de Profissionais do ramo pet e agropecuário:


bulletHomeopatia na medicina veterinária

bulletLevar gatinhos em viagem que dúvida

bulletGato não gosta de carinho

bulletPlasticidade fenotípica

bulletParalisia dos membros posteriores


Ver todas as Dicas de Profissionais



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores



bullet André Barreto www.andrebarreto.com 1150936244 / 25037333

bullet Yara L. Schinzel Côrtes vetschinzel.blogspot.com.br

bullet Policlnica Veterinria de Cotia Av. Ralf Boli, 25 Granja Carolina, Cotia SP Tel.: 11 46162677

bullet Rui Miguel Adestrador comportamental telefone/whatsapp 31 994332943 BELO HORIZONTE-MG / CONTAGEM-MG

bullet Tatiana Grillo
Eu atendo em domicílio em Sorocaba SP
(15) 3019 2101

Ver todas as Dicas dos Colunistas

Letras de Música com temas Animais:


bulletO hipopótamo

bulletTenente bezerra

bulletCachorro amigo iridio e irineu

bulletPreciso me encontrar

bulletFaca de combate

Ver todas as Letras de Músicas

Cinema, Filmes e Seriados:


bulletA verdadeira história do gato de botas (la véritable histoire du chat botté / the true story of puss n boots)

bulletAnimais unidos - jamais serão vencidos

bulletUm gato em paris (une vie de chat)

bulletBenji - o filme

bulletQualquer gato vira-lata


Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletPequenos passaros

bulletPassaro-camaleao, o

bulletMarley e eu

bulletGato viriato

bulletCrianca, cachorro que fala!

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos