Home Page > Dicas Veterinárias > Ultrassonografia na reprodução equina, essencial para uma reprodução de qualidade

Ultrassonografia na reprodução equina, essencial para uma reprodução de qualidade


O dia a dia do Profissional de Reprodução Equina é ocupado, na maioria de seu tempo, com o controle folicular e acompanhamento uterino das éguas. Tanto num programa de prenhezes de matrizes, quanto num de Transferência de Embriões, a palpação transretal e ultrassonografia são fundamentais para que o objetivo, o sucesso esperado seja alcançado. A ultrassonografia, possibilita a visualização das estruturas, e também tem diversas vantagens sobre a palpação
transretal isolada. Aplicada ao trato reprodutivo das éguas, de formar direta, ela permite detectar alterações anatômicas e morfológicas, patológicas ou normais, dos tecidos moles ou órgãos explorados, associadas a eventos fisiológicos.


 As vantagens observadas com a utilização da ultrassonografia na reprodução equina são: não é uma técnica invasiva; é simples e segura, tanto para o animal quanto para o aplicador; também pode ser utilizada a campo; e fornece diagnósticos imediatos na maioria dos casos avaliados.


 O conhecimento dos sistemas de ultrassonografia e das propriedades dos órgãos e tecidos a serem examinados são pré-requisitos para um exame bem realizado. É importante saber como e porque a imagem é formada e influenciada para poder explorar ao máximo o potencial da técnica. Antes do inicio do exame ultrassonográfico, é necessário a realização da palpação transretal dos órgãos, com a objetivo de localização e orientação espacial iniciais. Logo após, o transdutor é introduzido no reto e movimentado de um lado a outro, sobre a genitália interna (ovários e útero), produzindo cortes transversais dos cornos uterinos ou imagens longitudinais do corpo do útero.


Logo, de acordo com as características de absorção e reflexão das ondas sonoras pelos tecidos, estes são identificados na imagem ultrassonográfica dentro de uma escala cinza; então, na tela os líquidos aparecerão na cor preta (anecóicos), por não refletirem as ondas sonoras, e os tecidos densos surgirão na cor branca (hiperecóicos), pois apresentam alta reflexão das ondas sonoras. Já os tecidos de densidade intermediária serão representados na tela nos diversos tons de cinza.


A resolução das imagens geradas por equipamentos de 3,5 MHz, apesar de apresentarem imagens em torno de 12 a 15 cm de profundidade só permitem a visualização de estruturas de 6 a 8 mm, logo, a qualidade das imagens geradas é inadequada para a visualização de estruturas menores que 6 mm. Já o equipamento de 5 MHz é suficiente para a identificação de estruturas de 3 a 5 mm a uma profundidade de 8 a 10 cm, fazendo com que torne ideais para os exames de rotina do trato genital dos grandes animais e em gestações de inicio. Entretanto, para aumentar a qualidade das imagens podem ser utilizados transdutores de 7,5 MHz, com a profundidade ficando restrita à apenas 4 a 5 cm, mas de ótimo uso para a avaliação de estruturas próximas ao transdutor.


Sobre o posicionamento da imagem, salvaguardando regulagens especiais dos diferentes aparelhos, a estrutura mais perto da probe aparecerá na porção superior da imagem. Outra maneira de localização da estrutura na palpação transretal é quando aprofundamos o braço na cavidade abdominal ou o contrário. O ideal é localizar a estrutura a ser observada e fazer com que ela sempre se mantenha no centro da imagem do ultrassom, ou seja, em contato com o meio da cabeça da probe. o que torna mais fácil de manter a estrutura em destaque. É essencial lembrar que os movimentos dentro da cavidade abdominal devem ser lentos e, com adquirir da experiência, padronizados.



http://www.shopveterinario.com.br/artigos/ultrassonografia na reproducao equina essencial para uma reproducao de qualidade/

O conteúdo presente no texto acima é responsabilidade dos Autores citados

Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:

Letras de Música com temas Animais:

bulletBurro P k ralho

bulletPassaro Ferido

bulletCodinome Beija Flor

bulletNegro gato - roberto carlos

bulletOlímpico por natureza todo mundo se encontra no rio



Dicas Veterinárias:

bulletOs equipamentos utilizados na odontológia equina

bulletHérnia perineal em cães

bulletEncontrei um animal! o que fazer?

bulletAdestramento de hamsters

bulletDegeneração da coluna vertebral em cães



Ver todas as Dicas Veterinárias



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores

bullet Paola Christina Ferreira Carneiro Médica Veterinária CRMVSP 8145 Dermatologia e Terapeuta Floral MASTERVET Clínica Veterinária Av. Ângelo Sim?es,1135, Jd. Leonor , Campinas , SP Fone: (19) 32345363 ou 33843323 >

bullet Karine Kleine www.grupokleine.com.br>

bullet Dr. Ciro Pinheiro Mathias Franco Medico Veterinário atuante em odontologia eqüina. Cel. (11) 9814 6666 E mail: ciromedvet@ig.com.br>

bullet Roberta Basile. Médica Veterinária CRMV/SP 31852 http://www.equinocare.com.br>

bullet carlos alexandre pessoa
médico veterinário (11) 99112330 www.animalexotico.com.br>



Cinema, Filmes e Seriados:

bulletO gato e o violino (the cat and the fiddle)

bulletFlipper (1996)

bulletO pássaro das plumas de cristal (l uccello dalle piume di cristallo)

bulletMinha vida de cachorro (mitt liv som hund)

bulletMato sem cachorro



Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletUm gato aprende a morrer

bulletGato viriato

bulletMarley e eu

bullet97 maneiras de fazer seu cachorro sorrir

bulletO cachorro e o lobo

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos