Home Page > Dicas Veterinárias > Animais em apartamento

Animais em apartamento


Animais em apartamento: direito garantido o desenfreado crescimento da população e o ?xodo rural fizeram surgir as megalópolis, os grandes edifícios e o condomínio horizontal isto em muito aumentou as obrigações de vizinhança e os litígios e discórdias entre vizinhos os direitos e deveres dos condôminos dos edifícios de apartamentos est?o regulamentados no código civil (nos capítulos dos direitos de vizinhança) e pela lei n9 4591, de 16 de dezembro de 1964 a presença de animais em apartamentos tem sido, de um lado, um grande alívio para o stress e a solid?o do cidad?o do século xxi de outro, tem sido o alvo da implicância e intolerância de pessoas egoístas e individualistas o exame do tema recomenda que se façam, preliminarmente, algumas distinções: i -se a convenção de condomínio é omissa a respeito ou se proíbe apenas a perman?ncia de animais que causem incômodos aos demais condôminos, o direito de perman?ncia do animal é líquido e certo, desde que não viole as disposições constantes dos ar1s 10,iii e 19 da lei de condomínio vejamos:
art 10: é defeso a qualquer condômino:
iii -destinar a unidade a utilização diversa de finalidade do prédio, ou usá-la de forma nociva ou perigosa ao sossego dos demais condôminos
e art 19: "cada condômino tem o direito de usar e fruir, com exclusividade, de sua unidade autônoma, segundo suas conveni?ncias e interesses, condicionados, umas e outros ?s normas de boa vizinhança, e poderá usar as partes e coisas comuns, de maneira a não causar dano ou incômodo aos demais condôminos ou moradores, nem obstáculo ou embaraço ao bom uso das mesmas por todos" ou seja, se a presença do animal não fere os direitos de vizinhança, o morador possuidor de animal está exercendo o seu mais elegítimo direito de propriedade os litígios que surgirem ser?o resolvidos em função da prova produzida, testemunhais e as demais permitidas em direito
2 se a convenção contém proibição expressa da perman?ncia de animais, embora esta tenha um caráter normativo e força contratual, neste caso, não se pode ater ao formalismo ao dispor de forma genérica, a convenção, forçosamente os condôminos v?o se deparar com situações que não se poderiam taxar de ilícitas, como a perman?ncia no edifício de pequenos cães inofensivos, peixes, tartarugas, aves ou gatos, que são animais de índole contemplativa e silenciosa indiscutivelmente, esses animais não perturbam a segurança, o sossego e a saúde" dos demais habitantes do prédio, conforme xig?ncia do código civil, não se podendo, pois, falar em conduta ilegal é por isso que o tribunal da justiça de são paulo já proclamou:
"não se v?m raz?es que possam influir, senão o regulamento, para a retirada do animal do apartamento entretanto, o regulamento, por si, não deve prevalecer, quando é certo e intuitivo que outra foi sua finalidade, ou seja, permitir a perman?ncia no edifício de animal visivelmente prejudicial ao sossego e ? saúde dos condôminos
dispondo de uma forma geral, naturalmente não estabeleceu exceções e, nesse caso, estariam igualmente incluídos no dispositivo regulamentar pequenos animais, como peixes e tartarugas possivelmente ignorados dos condôminos, mas igualmente abrangidos pela disposição regulamentar a norma, seja jurídica ou regulamentar, tem que ser interpretada inteligentemente, em consonância com a sua finalidade, e não de forma arbitrária, que não condiz com o interesse comum, que procura ressalvar" (ac da 3? câm: civil na apelação 174731, relferraz sampaio)
já em 1975, um juiz deu ganho de causa ao proprietário do animal veja o recurso julgado pelo tribunal:
"condomínio-cachorro em apartamento - proibição pela convenção - cláusula interpretada com observância da lei 4591/64 e art 554 do código civil embora haja na convenção condominial cláusula proibindo animal em apartamento, tolera-se ali a perman?ncia de cachorro quando desse fato não resulta prejuízo ao sossego, ? salubridade e ? segurança dos condôminos (2? ta-civil, 1? câmara, ap sumaríssimo, n? 29 200- santos, rel juiz menezes gomes j 16/6/75,vu)"
de todo exposto conclui-se que, ainda que a convenção proíba a perman?ncia de animais em prédio, se na hipótese não há violação do código civil e dos arts 10,111 e 19 da lei de condomínio, o animal pode ser, mantido mesmo sob protestos do síndico"

www.westie.com.br

O conteúdo presente no texto acima é responsabilidade dos Autores citados

Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:

Letras de Música com temas Animais:

bulletVoa voa

bulletPosição da aranha

bulletGalo garnizé luiz gonzaga

bulletTartaruga trem da alegria

bulletTelevisão de cachorro



Dicas Veterinárias:

bulletTumor de mama em animais

bulletNariz e câncer de seio (carcinoma de células escamosas) em cães

bulletPosso dar osso ao meu cachorro?

bulletLuxaçao/sub luxaçao interfalangica distal

bulletEnvenenamento em cães



Ver todas as Dicas Veterinárias



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores

bullet Karine Kleine www.grupokleine.com.br>

bullet LUIZA CERVENKA DE ASSIS http://emais.estadao.com.br/blogs/comportamento animal/morte e luto o que fazer quando o cachorrogato morre/>

bullet Mariana LageMarques Médica Veterinária graduada pela Universidade Paulista em 2002. Mestre em Cirurgia pela FMVZUSP em 2008. Sócia Fundadora ABOV (Associação Brasileira de Odontologia Veterinária), 2002. Faço atendimento odontológico móvel. >

bullet Equipe Agiliteiros>

bullet Marco Antonio Gioso FMVZ USP>



Cinema, Filmes e Seriados:

bulletBud, o cão amigo - air bud

bulletSeefood um peixe fora d agua (seefood)

bulletO gato mais rico do mundo (the richest cat in the world)

bulletJurassic park ii

bulletBatman e robin (1997)



Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletEnfermidades dos cavalos

bulletVida de cão

bulletMais que um leao por dia

bulletAtlas colorido de anatomia veterinária do cão e gato

bulletUm gato indiscreto e outros contos

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos