Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]


Home Page > Dicas Veterinárias > Tristeza parasitária bovina

Compartilhe em suas redes sociais:

Tristeza parasitária bovina



A Tristeza Parasitária Bovina (TPB) é uma doença infecciosa parasitária, tendo como agente etiológico dois parasitas: uma riquetsia do gênero Anaplasma (Anaplasmose) e um protozoário do gênero Babesia (Babesiose). O vetor mais comum destes parasitas é o carrapato Boophilus microplus. No entanto a transmissão pode também ser feita pela mosca hematófaga Stomoxys calcitrans, por tabanídeos e culicídios.


No Brasil, as espécies dos principais agentes etiológicos desta enfermidade são: Anaplasma marginale, Babesia bovis e Babesia bigemina. O impacto econômico desta doença está relacionado com a redução da produção de carne e leite, o custo do tratamento, gastos com medidas preventivas, quando há a introdução de animais de áreas livres em áreas endêmicas, por causar infertilidade temporária do rebanho bovino, mas principalmente devido à mortalidade dos animais.


Existem trabalhos que dizem que o Brasil é um país que se encontra em estabilidade enzoótica para esta doença, pois os bovinos se encontram naturalmente imunizados contra a Babesia. É mais comum sua presença em bezerros, pois estes ainda estão sendo expostos à infecção (primoinfecção), adquirindo imunidade a estes parasitas com o tempo. Deste modo, este infecção se mantém assintomática nos animais mais velhos, pois são constantemente reinfectados em conseqüência da manutenção da população de B. microplus no rebanho.


Para que seja evitado o surgimento de animais doentes em uma área quando há uma grande infestação de carrapato nos animais (conseqüentemente doses infectantes maiores), é recomendado que o rebanho receba de 10 a 20 larvas de carrapato/animal/dia, mantendo assim, a estabilidade enzoótica em um rebanho.


Existem fatores que tornam os animais mais susceptíveis as hemoparasitoses, como: animais Bos taurus, pois são mais sensíveis aos carrapatos, consequentemente, às hemoparositoses; bovinos jovens são mais resistentes do que os adultos, devido aos anticorpos colostrais, rápida resposta imunitária celular, maior produção de eritrócitos pela medula óssea e presença de hemoglobina fetal nos eritrócitos.


Os sinais clínicos apresentados pelos animais afetados pela TPB, começa com um quadro de intensa apatia e prostração; as mucosas oculares apresentam-se intensamente pálidas ou amareladas, indicando anemia ou icterícia, respectivamente; febre alta (acima de 40°C); pêlos arrepiados e ásperos; urina com cor de chocolate (hemoglobinúria). Nos casos de babesia causada pela B. bovis, os animais irão apresentar sinais neurológicos, especialmente relacionados à locomoção, como andar cambaleante, incoordenação, principalmente dos membros posteriores; tremores musculares; agressividade e quedas com movimentos de pedalagem, evoluindo para óbito dentro de 3 dias.


O diagnóstico pode se feito baseado no histórico dos animais (como infestação de carrapatos), através do exame clínico, em achados de necropsia (macro e microscópicos), e para um diagnóstico conclusivo, podem ser realizado exame de sangue, utilizando a técnica de esfregaço sanguíneo e observando este material em microscopia em busca do parasita.


O tratamento da TPB é feito com medicamentos que possuem ação direta sobre a Babesia spp., à base de diaminazina, e o Anaplasma spp. À base de oxitetraciclinas. Quando a infecção for mista, ou seja, Babesia spp. juntamente com Anaplasma spp., recomenda-se a administração do Imidocarb. É necessário o uso de suplementos, como tônicos fortificantes, minerais, vitaminas, aminoácidos e antitóxicos, auxiliando na recuperação do animal.


Medidas de controle e prevenção devem ser tomadas, como: dar atenção especial aos animais que estão sob risco de adquirir a doença, como os bezerros; atenção especial também aos animais provenientes de áreas livres desta doença, quando entram em áreas endêmicas. A principal medida que deve ser tomada no controle desta enfermidade é a adoção de medidas integradas, visando à redução da infecção nos animais e a infestação das pastagens e dos animais, através do controle de carrapatos nestes e também na propriedade. No entanto, devem ser mantidas durante o ano todo, baixas infestações destes artrópodes no rebanho para que haja a imunidade de presença. Esta medida é conhecida como controle estratégico.



Contatos dos Autores:
http://www.infoescola.com/doencas/tristeza parasitaria bovina/



O conteúdo presente no texto acima é responsabilidade dos Autores citados

Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:



Dicas de Profissionais do ramo pet e agropecuário:


bulletParasite infecção (leishmaniose) em cães

bulletO que falta para você ter o seu gato ?

bulletQual quantidade de água que o cão deve ingerir por dia?

bulletCrianças e bichos não combinam com cigarros

bulletCrianças e pets: benefícios para todos os lados


Ver todas as Dicas de Profissionais



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores



bullet Policlnica Veterinria de Cotia Av. Ralf Boli, 25 Granja Carolina, Cotia SP Tel.: 11 46162677

bullet Débora Carvalho Meldau

bullet Beatriz Duarte Treinadora Especialista em Comportamento Canino Lord Cão Treinamento de Cães Ltda beatriz@lordcao.com.br

bullet M.V Helena Monkevic Casarin 19 993353793 Clinica Juliu´s 32134539

bullet Patricia Oliveira

Ver todas as Dicas dos Colunistas

Letras de Música com temas Animais:


bulletCobras essiele

bulletPedaço de chão

bulletGalo de rinha jayme caetano braun

bulletPeixe Vivo Temas Diversos

bulletAnunciação

Ver todas as Letras de Músicas

Cinema, Filmes e Seriados:


bulletThe wolf of wall street

bulletA quinta execução

bulletFlipper (1996)

bullet

bulletJurassic park iii


Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletMarley e eu

bullet97 maneiras de fazer seu cachorro sorrir

bulletNosso planeta verde - 100 ótimas propostas para trabalhar na educação infantil

bulletGato viriato

bulletMais que um leao por dia

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos