Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]


Home Page > Dicas Veterinárias > Tristeza parasitária bovina

Compartilhe em suas redes sociais:

Tristeza parasitária bovina



A Tristeza Parasitária Bovina (TPB) é uma doença infecciosa parasitária, tendo como agente etiológico dois parasitas: uma riquetsia do gênero Anaplasma (Anaplasmose) e um protozoário do gênero Babesia (Babesiose). O vetor mais comum destes parasitas é o carrapato Boophilus microplus. No entanto a transmissão pode também ser feita pela mosca hematófaga Stomoxys calcitrans, por tabanídeos e culicídios.


No Brasil, as espécies dos principais agentes etiológicos desta enfermidade são: Anaplasma marginale, Babesia bovis e Babesia bigemina. O impacto econômico desta doença está relacionado com a redução da produção de carne e leite, o custo do tratamento, gastos com medidas preventivas, quando há a introdução de animais de áreas livres em áreas endêmicas, por causar infertilidade temporária do rebanho bovino, mas principalmente devido à mortalidade dos animais.


Existem trabalhos que dizem que o Brasil é um país que se encontra em estabilidade enzoótica para esta doença, pois os bovinos se encontram naturalmente imunizados contra a Babesia. É mais comum sua presença em bezerros, pois estes ainda estão sendo expostos à infecção (primoinfecção), adquirindo imunidade a estes parasitas com o tempo. Deste modo, este infecção se mantém assintomática nos animais mais velhos, pois são constantemente reinfectados em conseqüência da manutenção da população de B. microplus no rebanho.


Para que seja evitado o surgimento de animais doentes em uma área quando há uma grande infestação de carrapato nos animais (conseqüentemente doses infectantes maiores), é recomendado que o rebanho receba de 10 a 20 larvas de carrapato/animal/dia, mantendo assim, a estabilidade enzoótica em um rebanho.


Existem fatores que tornam os animais mais susceptíveis as hemoparasitoses, como: animais Bos taurus, pois são mais sensíveis aos carrapatos, consequentemente, às hemoparositoses; bovinos jovens são mais resistentes do que os adultos, devido aos anticorpos colostrais, rápida resposta imunitária celular, maior produção de eritrócitos pela medula óssea e presença de hemoglobina fetal nos eritrócitos.


Os sinais clínicos apresentados pelos animais afetados pela TPB, começa com um quadro de intensa apatia e prostração; as mucosas oculares apresentam-se intensamente pálidas ou amareladas, indicando anemia ou icterícia, respectivamente; febre alta (acima de 40°C); pêlos arrepiados e ásperos; urina com cor de chocolate (hemoglobinúria). Nos casos de babesia causada pela B. bovis, os animais irão apresentar sinais neurológicos, especialmente relacionados à locomoção, como andar cambaleante, incoordenação, principalmente dos membros posteriores; tremores musculares; agressividade e quedas com movimentos de pedalagem, evoluindo para óbito dentro de 3 dias.


O diagnóstico pode se feito baseado no histórico dos animais (como infestação de carrapatos), através do exame clínico, em achados de necropsia (macro e microscópicos), e para um diagnóstico conclusivo, podem ser realizado exame de sangue, utilizando a técnica de esfregaço sanguíneo e observando este material em microscopia em busca do parasita.


O tratamento da TPB é feito com medicamentos que possuem ação direta sobre a Babesia spp., à base de diaminazina, e o Anaplasma spp. À base de oxitetraciclinas. Quando a infecção for mista, ou seja, Babesia spp. juntamente com Anaplasma spp., recomenda-se a administração do Imidocarb. É necessário o uso de suplementos, como tônicos fortificantes, minerais, vitaminas, aminoácidos e antitóxicos, auxiliando na recuperação do animal.


Medidas de controle e prevenção devem ser tomadas, como: dar atenção especial aos animais que estão sob risco de adquirir a doença, como os bezerros; atenção especial também aos animais provenientes de áreas livres desta doença, quando entram em áreas endêmicas. A principal medida que deve ser tomada no controle desta enfermidade é a adoção de medidas integradas, visando à redução da infecção nos animais e a infestação das pastagens e dos animais, através do controle de carrapatos nestes e também na propriedade. No entanto, devem ser mantidas durante o ano todo, baixas infestações destes artrópodes no rebanho para que haja a imunidade de presença. Esta medida é conhecida como controle estratégico.



Contatos dos Autores:
http://www.infoescola.com/doencas/tristeza parasitaria bovina/



O conteúdo presente no texto acima é responsabilidade dos Autores citados

Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:



Dicas de Profissionais do ramo pet e agropecuário:


bulletComo saber se seu animal de estimação tem problemas emocionais

bulletAlimentos proibidos para cães

bulletCrueldade

bulletModalidade equestre rodeio

bulletPrincípios de equitação


Ver todas as Dicas de Profissionais



Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores



bullet Desirée Schiffer Mariotti, Médica Veterinária, Pósgraduanda em Diagnóstico por Imagem, Indaiatuba/SP desiree.veterinaria@hotmail.com tel 19 98633617

bullet Juliane Seixas Juliane Seixas Website.: www.facebook.com/veterinariadrajulianeseixas Graduada pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná, PUC/PR. Atua como plantonista na área clínica e cirurgica de animais de companhia CRMV: 11430 / PR Cont

bullet Archivaldo Reche, professor de veterinária da USP.

bullet Bruno Evaristo

bullet Ricardo Assunção

Ver todas as Dicas dos Colunistas

Letras de Música com temas Animais:


bullet

bulletMais de mil palhaços no salão

bulletCodinome Beija Flor

bulletMetamorfose ambulante

bulletOlímpico por natureza todo mundo se encontra no rio

Ver todas as Letras de Músicas

Cinema, Filmes e Seriados:


bulletGato e rato (yu mao san xi jin mao shu)

bulletAnimais unidos - jamais serão vencidos

bulletUm gato em paris (une vie de chat)

bulletUma cilada para roger rabbit

bulletO cavalo amarelo (marple: the pale horse)


Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bulletA perigosa vida dos passarinhos pequenos

bulletUm gato entre os pombos

bulletNo meu peito não cabem pássaros

bulletSinopse do livro 97 maneiras de fazer seu cachorro sorrir

bulletCrianca, cachorro que fala!

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br - Todos os direitos reservados - Créditos