Digite aqui a palavra-chave.






Redes Sociais
pinterest


Instagram

Home Page > Raças & Espécies > Tartarugas > Testudo graeca

pinterest



Testudo graeca

 testudograeca

origem: wikipédia, a enciclopédia livre
como ler uma caixa taxonómicatestudo graeca
testudo graeca
testudo graeca
estado de conservação
status iucn31 vu ptsvg
vulnerável
classificação científica
reino: animalia
filo: chordata
classe: reptilia
ordem: testudinata
família: testudinidae
género: testudo
espécie: t graeca
nome binomial
testudo graeca
(linnaeus, 1758)
distribuição geográfica
areale t graeca3jpg
a tartaruga grega (testudo graeca, linnaeus - 1758) é um réptil que pertence à ordem testudinata possui diversas subespécies que habitam a europa meridional, leste da europa, norte da áfrica e ásia a t graeca apresenta um grande dimorfismo sexual
índice
[esconder]
1 habitat da espécie
2 taxonomia
3 morfologia
4 subespécie
41 revisão da subespécie
5 dimorfismo sexual
6 sentidos
7 eco-etologia
71 atividades
72 hibernação
73 acasalamento
74 reprodução
8 ver também
9 referências
10 bibliografia
habitat da espécie
espécie paleárctica ocidental, na europa encontra-se em itália, grécia oriental, espanha, turquia europeia, e em algumas ilhas do mar mediterrâneo e ao longo das costas búlgaras e romenas do mar negro na ásia é muito comum na turquia (único país onde é fácil de encontrar e onde não está em risco), ásia menor, e do irão, até à fronteira com o paquistão no norte da áfrica há zonas de habitat na argélia, marrocos, tunísia e líbia
taxonomia
tuberculos
morfologia
facilmente confundidas com a muito semelhantet hermanni, a t graeca é reconhecível pela presença de tubérculos nos lados das coxas, geralmente ausentes nas outras testudo outro elemento que distingue é um único escudo sobrecaudae (duas na t hermanni), apesar de se terem documentado numerosos exemplos com o escudo bipartido entre as várias subespécies e também entre os modelos pertencentes à mesma subespécie, existe uma ampla gama de variação no tamanho e de carapaça que muitas vezes tornam difícil identificar algumas subespécies na t graca ibera, a subespécie mais difundida na europa, a dimensão média dos adultos são de 25 cm nas fêmeas e 16 cm nos machos, embora na europa oriental foram vistos exemplares de 35 cm de comprimento, ecom o peso de 5 kg (beshkov 1997) na itália há uma fêmea mantida em cativeiro com cerca de 20 anos e com 6 kg de peso[1] em média, na t graeca nabeulensis da sardenha as fêmeas atingem 18 centímetros e 15 cm machos
subespécie
t graeca da sardenha
são propostas várias subespécies:
testudo graeca ssp anamurensis (weissinger, 1987) , turquia
testudo graeca ssp antakyensis (perälä, 1996) , turquia
testudo graeca ssp armeniaca (chkhikvadze e bakradze, 1991), armênia
testudo graeca ssp cyrenicae (pieh e perälä, 2002), líbia
testudo graeca ssp flavominimaralis (highfield e martin, 1989), líbia
testudo graeca ssp graeca (linnaeus,1758), norte da áfrica, espanha meridionale, sardenha (introduzida)
testudo graeca ssp ibera (pallas, 1814) sintestudo graeca ssp buxtoni [2] (boulenger, 1920), bulgária, grécia, macedônia, romênia, turquia, itália (introduzida)
testudo graeca ssp lamberti (pieh e perälä, 2004), marrocos
testudo graeca ssp marokkensis (pieh e perälä, 2004), marrocos
testudo graeca ssp nabeulensis sin furculachelys nabeulensis (highfield, 1990), tunísia, líbia, sardenha (introduzida)[3]
testudo graeca ssp nikolskii (chkhikvadze e tunijev, 1986), cáucaso
testudo graeca ssp pallasi (chkhikvadze e bakradze, 2002), daguestão
testudo graeca ssp perses (perälä, 2002), zagros
testudo graeca ssp soussensis, (pieh, 2000), marrocos
testudo graeca ssp terrestris (forskål , 1775), sin testudo graeca sspfloweri [4] (bodenheimer, 1935) , israel, líbano, síria, turquia
testudo graeca ssp whitei (bennett, 1836), algéria sin furculachelys whitei (highfield e martín,1989)
testudo graeca ssp zarudnyi (nikolski, 1896), birjand (irão)
jovens exemplares de t g ibera (turquia, esquerda) e tg graeca (norte da tunísia, direita)

revisão da subespécie
atualmente, à luz dos estudos comparativos de genética, existe um profundo processo de revisão[5][6] da classificação das diferentes subespécies

dimorfismo sexual
dimorfismo sexual, fêmea (esquerda) e macho (direita)
o reconhecimento das relações sexuais ocorre através da identificação de características sexuais secundárias os machos têm uma cauda longa, grande e robusta na base o sexo feminino tem um rabo pequeno e curto a distância de cloacais a partir da base da cauda é maior no sexo masculino o macho adulto com uma concavidade parafacilitar a subida sobre a carapaça do sexo feminino, a barriga das fêmeas e dos exemplares jovens é plana, o ângulo formado pelo escudo da placa anal é muito mais elevada no sexo masculino; a altura do escudo, porém, é maior no sexo feminino o escudo sobrecaudal do sexo masculino é curvo para baixo, na fêmea é alinhado com o resto da carapaça
sentidos
as tartarugas têm uma excelente visão: podem distinguir formas, cores e até mesmo reconhecer as pessoas elas têm um sentido de direção muito claro: se mudadas a poucas centenas de metros do território delas, regressam em pouco tempo são muito sensíveis a vibrações do terreno, mesmo que não tenham uma audição desenvolvida o olfato é bem desenvolvido e tem um papel importante no reconhecimento da alimentação e sexo
eco-etologia
atividades
as tartarugas gregas são animais ectotermos e nas primeiras horas do dia tomam sol para elevar a temperatura corporal e de activar o as funções metabólicas a exposição aos raios do sol permite que receba raios uvb que agem para a síntese da vitamina d depois de atingirem a temperatura corporal necessária para a ativação de enzimas de digestão, as tartarugas se dedicam à busca de comida em condições atmosféricas com temperaturas acima de 27 °c tornam-se apáticas e procuram refrescar-se cavando pequenos orifícios sob a cobertura vegetal quando a temperatura volta ao normal voltam as atividades
hibernação
cada subespécie de testudo graeca tem diferentes maneiras de letargia e, em alguns casos, eles vão para a hibernação em clima quente as subespécies da europa, quando as temperaturas caem elas param de se alimentar, por até mais de 20 dias, a fim de esvaziar completamente o intestino de restos alimentares tornam-se cada vez mais apáticas e, em torno de novembro ou dezembro, dependendo da latitude, começam a enterrar-se ou se abrigam em lugares protegidos e cair em letargia na natureza os espécimes se enterram de até 10-20 cm
a temperatura ideal para o letargia, calculado no local de sepultamento é de 5 °c, temperaturas abaixo de 2 °c causam danos cerebrais ou morte, acima de 10 °c ficam em um estado de sono perigoso para a exaustão das reservas de gordura necessária para passar o inverno a letargia é uma etapa metabólica absolutamente necessária para esta espécie, devem ser evitados em caso de enfermidade ou debilitação
a principal causa de morte, que pode ser obrigada a passar o inverno em moradias improvisadas pelos agricultores é a temperatura, que é demasiado alta para permitir que a letargia e muito baixa para continuar a se alimentar
nestas situações, se quiser mantê-la ativa, o exemplar será colocado num terrário aquecido a cerca de 28 °c e um local fresco, sombreado a 18 °c, com um substrato de 5 cm composta por 40% de turfa de sphagnum, 40% do solo natural desprovido de adubos e agrotóxicos e 20% areia de rio essencial é uma lâmpada uvb específico répteis necessária para a síntese de vitamina d necessária para fixar o cálcio se optar por uma letargia controlada, a tartaruga será colocada em um recipiente protegido de roedores com uma tela metálica, com o mesmo substrato terrário o recipiente será colocado em uma sala escura, com temperaturas entre 4 °c e 8 °c e umidade/humidade suficiente, 70% rh o despertar é geralmente em março e está ligada ao aumento das temperaturas diurnas
acasalamento
acasalamento
com o ressurgimento começa o namoro com o macho por um ritual que prevê perseguição, mordidas e golpes de carapaça na fêmea o macho de t graeca é muito agressivo e se recomenda a separação dos sexos feminino e masculino fora do acasalamento o macho monta na parte de trás do sexo feminino para a cópula e acontece a saída do pênis/pénis de dentro da cauda e nesta ocasião são audíveis os únicos sons destes répteis as fêmeas podem atingir até 4 anos de anfigonia atrasada, mantendo os espermatozóides em um órgão específico, o spermateca dentro do oviduto
reprodução
animais de vida longa, há relatos de espécimes centenários, atingem a maturidade sexual em torno dos 10 anos as testudo são ovíparas, depositam os ovos em buracos escavados pelas fêmeas no chão com as patas traseiras as fêmeas de t graeca colocam os ovos em até três vezes entre maio e julho, um número variável de ovos, geralmente em proporção ao tamanho do casal e da subespécie específica o tempo de incubação é de 2 ou 3 meses, e o sexo estão relacionadas com a temperatura incubação com temperatura abaixo de 30,5 °c, tem uma preponderância de espécimes do sexo masculino, com temperaturas acima de 30,5 °c na maioria do sexo feminino na hora da incubação, muitas vezes facilitada por um dia de chuva, para romper o ovo o filhote de tartaruga faz uso dos chamados "dente de ovo", um tubérculo córneo entre as narinas e do maxilar superior é destinado a desaparecer em alguns dias a saída do ovo dura até 48 horas e este momento é totalmente absorvido o saco


Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:



Deixe seu comentários :






Profissionais Colunistas


bullet  Luelyn Jockyman CRMVSP 14.512 Clínica Animaletto (19) 32589280 Av. Mário Garneiro 438 (Estrada do San Conrado) Sousas

bullet  Carlos Almeida carlos henrique l n almeida
consultor da cobrap - confederação brasileira de criadores de pássaros
www.carduelis.bio.br
carduelis@carduelisbiobr

bullet  por Priscila Pinheiro - Pet Sitter

 

Bicho Feliz Pet Sitter

Site: https://sites.google.com/site/bichofelizpetsittercotiasp/

Whatsapp e celular: (11) 98586-9212

Twitter: @bichofelizps

bullet  https://br.noticias.yahoo.com/o que fazer quando o animal morre 113100959.html

bullet  https://dicaspeludas.blogspot.com.br/2012/11/sincope e o termo medico sinonimo para.html

Confira todos os Colunistas

Sugestão de nomes para filhotes:



bullet  Orca bullet  Terremotobullet  Yamancabullet  Milkbullet  Marco
Confira todas as sugestões de nomes



Perguntas mais frequentes


bullet  Como incluir notícias de seus clientes ?

bullet  As informações no ConteudoAnimal.com.br substituiem consulta veterinária?

bullet  Quais as formar de anunciar no Conteudo Animal?

bullet  Como ajudar o ConteudoAnimal.com.br ?

bullet  Eu posso hospedar meu site no portal Conteudo Animal ?

Ver todas perguntas mais frequentes

Dicas Veterinárias:


bullet  As causas e as conseqüências do raquitismo

bullet  Hérnia de disco e espasmos musculares em cães

bullet  Droopy olho em cães

bullet  Câncer de bexiga (rabdomiossarcoma) em cães

bullet  Exenteração

Ver todas as Dicas Veterinárias

Letras de Música:


bullet  Dança do bicho

bullet  Ritmo quente

bullet  Cobra Sucuri

bullet   Burro Picaço

bullet  Gato fujão cantora sol

Ver todas as Músicas

Cinema, Filmes e Seriados:


bullet  Seefood um peixe fora d agua (seefood)

bullet  Loup - uma amizade para sempre

bullet  Batman returns (1992)

bullet  O gato mais rico do mundo (the richest cat in the world)

bullet  Um peixe chamado wanda (a fish called wanda)

Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bullet  O gato que falava com fantasmas

bullet  Pequenos passaros

bullet  Nosso planeta verde - 100 ótimas propostas para trabalhar na educação infantil

bullet  A arca de noé

bullet  Um gato entre os pombos

Ver todos os Livros

Declaração Universal dos Direitos dos Animais



Curiosidades do dia a dia :

bullet  Golfinho --> Estilo de Natação

bullet  Tartarugas --> Usadas para delimitar faixas de rodagem em ruas e rodovias

bullet  Cão Maior e Cão Menor --> Constelações Austrais

bullet  Fazer Bichas --> praticar travessuras

bullet  gateza --> Agilidade

Confira todas as curiosidade do cotidiano



Encurtador de URL:

URL:

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br & - Todos os direitos reservados - Créditos