Digite aqui a palavra-chave.





Home Page > Raças & Espécies > Pássaros > Arara-azul-pequena

pinterest



Arara-azul-pequena

 araraazulpequena
Como ler uma caixa taxonómica arara-azul-pequena
ilustração de bourjot saint-hilaire, 1837-1838
ilustração de bourjot saint-hilaire, 1837-1838
estado de conservação
status none pesvg
em perigo crítico, possivelmente extinta
classificação científica
reino: animalia
filo: chordata
classe: aves
ordem: psittaciformes
família: psittacidae
género: anodorhynchus
espécie: a glaucus
nome binomial
anodorhynchus glaucus
(vieillot, 1816)
a arara-azul-pequena (anodorhynchus glaucus) é uma arara encontrada na baixa bacia dos rios paraná e uruguai, na argentina, paraguai, uruguai e sul do brasilé parente da arara-azul-grande e da arara-azul-de-leartambém é conhecida pelos nomes de arara-azul-claro, arara-celeste, arara-preta, araraúna e araúna é considerada extinta por muitos pesquisadores por não ser avistada na natureza há mais de 80 anos, sendo que não existem exemplares em cativeiro
arara azul pequena, espécie hoje extinta: não há um registro desta arara na parte brasileira do rio paraná contudo uma comunicação de f sellow (ex stresemann, 1948) diz que em dezembro/janeiro de 1823-1824 uma arara azul pequena nidificou (ação de alguma espécie de aves em construir seu ninho) em paredes perto de caçapava (rs) não existem exemplares da arara azul pequena em cativeiro a arara azul pequena vivia nas baixadas com palmeiras (tucum, mucujá), margem de rio, escavava seus ninhos nos barrancos do rio paraguai, construindo seu ninho também em ocos de árvore no começo do século passado era comum ao longo do rio paraná, perto dos corrientes, argentina; região sul do brasil ao longo do rio paraná no nordeste da argentina, já no final do século passado era considerada muito rara
a arara-azul-pequena é uma espécie de pequeno porte, com cerca de 68 cm de comprimento, plumagem azul-esverdeada clara, garganta anegrada, bico muito grande e grosso com barbela amarelo-enxofre clara é considerada extinta por muitos pesquisadores por não ser avistada na natureza há mais de 80 anos, sendo que não existem exemplares em cativeiroe os exemplares taxidermizados (empalhamento científico) conhecidos pertencem a coleçes de museus no exterior com população muito pequena e rara antes ou no início do século xix, a arara-azul-pequena desapareceu antes de ser bem conhecida as hipóteses sobre a extinção da arara-azul-pequena, são caça e captura como animal de estimação, catástrofe natural, redução de variabilidade genética ou descaracterização do ambiente natural com a assentamento humano ao longo dos rios

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br & - Todos os direitos reservados - Créditos