Digite aqui a palavra-chave.





Home Page > Raças & Espécies > Cães > Terrier tibetano

pinterest



Terrier tibetano

 TERRIERTIBETANO

País de origem: Tibet
País Patrono: Grã-Bretanha
Nome no país de origem: Tibetan Terrier
Utilização: Companhia
Sem prova de trabalho
RESUMO HISTÓRICO: apesar do nome, o Terrier Tibetano não é um terrier,
mas, um cão pastor, atuando igualmente como um guardião para os comerciantes
que viajavam indo e vindo para a China. Ele foi bem sucedido em seu trabalho,
não tanto pelo seu tamanho, mas sim pelo respeito que ele conquistou. Acreditase
que este cão seria o original Cão Sagrado do Tibet. Diz-se ser ainda mais
animado do que as demais raças Tibetanas do Grupo 9; a sua energia e
entusiasmo equilibram a sua habilidade como cão de guarda miniatura ao
longo das linhas de um pequeno Old English Sheepdog.
APARÊNCIA GERAL: resistente, de tamanho médio, pelagem longa, silhueta
geralmente quadrada.
PROPORÇÕES IMPORTANTES: o comprimento da ponta do ombro à raiz
da cauda é igual à altura na cernelha.
COMPORTAMENTO / TEMPERAMENTO: alegre, de boa natureza. Cão de
companhia, leal, com maneiras muitas cativantes. Extrovertido, alerta, inteligente e
brincalhão. Nem violento, nem briguento. Sem muita afeição por estranhos.
CABEÇA: bem recoberta por pelos longos, caindo à frente, mas não sobre os
olhos e não afetando a habilidade de enxergar do cão. Maxilar inferior portando
uma pequena, mas não exagerada, quantidade de barba. Em tudo dando uma
expressão resoluta.
REGIÃO CRANIANA
Crânio: de comprimento médio, nem largo nem grosseiro, estreitando ligeiramente
da orelha para os olhos; nem abobadado nem absolutamente achatado entre as orelhas.
Stop: marcado em frente aos olhos, mas não exagerado.
4
REGIÃO FACIAL
Trufa: preta
Focinho: forte. O comprimento dos olhos à ponta da trufa é igual ao comprimento
dos olhos ao occipital.
Maxilares / Dentes: mandíbula bem desenvolvida. Incisivos inseridos em ligeira
curva, igualmente espaçados e perpendicularmente inseridos à mandíbula. Mordedura
em tesoura (isto é, os dentes superiores recobrem os dentes inferiores e são inseridos
ortogonalmente aos maxilares) ou em tesoura invertida.
Bochechas: arcos zigomáticos arqueados, mas não super desenvolvidos formando
uma protuberância.
Olhos: grandes, redondos; nem profundos nem proeminentes. Inseridos razoavelmente
separados, de cor marrom escuro. Bordas das pálpebras pretas.
Orelhas: pendentes, portadas não tão próximas à cabeça; em forma de “V”, não
muito grandes, inseridas bastante altas nas laterais do crânio, bem cobertas por
pelos.
PESCOÇO: forte, musculoso, de comprimento médio, permitindo que a cabeça
seja portada acima do nível do dorso e dando uma aparência geral equilibrada.
Fluindo para ombros bem posicionados.
TRONCO: bem musculoso, compacto e poderoso.
Dorso: nivelado.
Lombo: curto, ligeiramente arqueado.
Garupa: nivelada.
Peito: costelas bastante arqueadas, com a profundidade do peito até os cotovelos.
Costelas: bem voltadas para trás.
CAUDA: de comprimento médio, inserida razoavelmente alta; portada com uma
curva alegre sobre o dorso. Muito bem coberta por pelos. Um pequeno nó perto da
ponta é permitido e frequentemente ocorre.
5
MEMBROS
Anteriores
Aparência geral: abundantemente guarnecidos por pelos.
Ombros: bem inclinados e com bom comprimento.
Braços: de bom comprimento e inclinação.
Antebraços: pernas retas e paralelas.
Metacarpos: ligeiramente inclinados.
Patas: grandes, redondas, com bastante pelos entre os dedos e almofadas. Bem
sustentadas sobre os coxins; dedos não arqueados.
Posteriores
Aparência geral: abundantemente guarnecidos por pelos, bem musculosos.
Joelhos bem angulados e jarretes inseridos baixos, conferindo propulsão e uma
linha superior nivelada.
Joelhos: bem angulados.
Jarretes: curtos.
Patas: grandes, redondas, com bastante pelos entre os dedos e almofadas. Bem
sustentadas sobre os coxins; sem arco nas patas.
MOVIMENTAÇÃO: suave; impulso sem esforço e com bom alcance; poderosa
propulsão. Quando em trote ou caminhando, tanto as pernas dianteiras como as
traseiras não viram nem para dentro nem para fora.
PELAGEM
Pelo: duplo. Subpelo fino e lanoso. Pelagem externa profusa, fina, mas não lanosa
nem sedosa; longa, pode ser reta ou ondulada, mas não encaracolada.
COR: branca, dourada, creme, cinza ou fumaça, preta, particolor ou tricolor; na
realidade, qualquer cor é permitida, exceto o chocolate ou fígado.
6
TAMANHO
Altura na cernelha: machos: 36 - 41 cm
fêmeas: ligeiramente menores
FALTAS: qualquer desvio dos termos deste padrão deve ser considerado como
falta e penalizado na exata proporção de sua gravidade e seu efeito na saúde e bem
estar do cão.
FALTAS DESQUALIFICANTES
• agressividade ou timidez excessiva.
• todo cão que apresentar qualquer sinal de anomalia física ou de comportamento
deve ser desqualificado.
NOTA:
• os machos devem apresentar os dois testículos, de aparência normal, bem descidos
e acomodados na bolsa escrotal.

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br & - Todos os direitos reservados - Créditos