Digite aqui a palavra-chave.





Home Page > Raças & Espécies > Cães > Sealyham terrier

pinterest



Sealyham terrier

 SEALYHAMTERRIER

País de origem: Grã-Bretanha
Nome no país de origem: Sealyham Terrier
Utilização: Caça
Sem prova de trabalho
APARÊNCIA GERAL: movimentação livre, ativa, balanceada. Muito substancioso
dentro de um pequeno volume. Contorno geral longo, sem ser quadrado.
COMPORTAMENTO / TEMPERAMENTO: forte, caçador e habilidoso. Alerta
e corajoso, mas, naturalmente amistoso.
CABEÇA
REGIÃO CRANIANA
Crânio: ligeiramente abobadado, largo entre as orelhas.
REGIÃO FACIAL
Trufa: preta.
Focinho: com maxilares quadrados, poderoso e longo.
Maxilares / Dentes: dentes alinhados e fortes com os caninos bem inseridos entre si e
longos para o tamanho do cão. Maxilares fortes, com uma regular mordedura em tesoura.
Bochechas: ossos das bochechas não protuberantes.
Olhos: escuros, bem inseridos, redondos e de tamanho médio. Bordas dos olhos,
preferencialmente pigmentadas e escuras, mas, as despigmentadas são toleradas.
Orelhas: de tamanho médio, ligeiramente arredondadas nas pontas e portadas nas
laterais das bochechas.
PESCOÇO: razoavelmente longo, espesso e musculoso; bem inserido nos ombros.
TRONCO: de comprimento médio, flexível.
Dorso: nivelado.
Peito: largo e profundo, bem descido entre as pernas anteriores.
Costelas: bem arqueadas.
5
CAUDA: anteriormente era costume ter a cauda cortada.
Cortada: comprimento médio. Grossa, com a ponta arredondada. Implantada ao
nível da linha do dorso e portada ereta. As nádegas devm ser proeminentes além da
inserção da cauda.
Não cortada: de comprimento médio, promovendo equilíbrio ao cão. Grossa em
sua raiz e afilando em direção à ponta. Idealmente, é portada ereta, mas, não
excessivamente voltada para as costas e sem curvas ou torções. As nádegas devem
ser proeminentes além da inserção da cauda.
MEMBROS
Anteriores: curtos, fortes e tão retos quanto possível, consistentes, com um peito
bem descido.
Ombros: a ponta do ombro em linha com a ponta do cotovelo.
Cotovelos: bem próximos do peito.
Posteriores: nitidamente poderosos para o tamanho do cão.
Coxas: profundas e musculosas.
Joelhos: bem angulados.
Jarretes: fortes, bem angulados e paralelos entre si.
PATAS: redondas, “patas de gato”, com almofadas espessas. As patas são
direcionadas para a frente.
MOVIMENTAÇÃO: rápida e vigorosa, com muita propulsão.
PELAGEM
Pelo: longo, áspero e de arame. Subpelo resistente às intempéries.
COR: todo branco ou branco com manchas limão, marrom, azul ou cor do texugo na
cabeça e nas orelhas. Muito preto ou mosqueado intenso são indesejáveis.
6
TAMANHO / PESO
O tamanho não deve exceder 31 cm nos ombros.
Peso ideal: machos aproximadamente: 9 kg.
fêmeas aproximadamente: 8,2 kg.
Conformação geral, equilíbrio, tipo e substância são os critérios principais.
FALTAS: qualquer desvio dos termos deste padrão deve ser considerado como
falta e penalizado na exata proporção de sua gravidade e seus efeitos na saúde e bem
estar do cão.
NOTAS:
• os machos devem apresentar os dois testículos, de aparência normal, bem descidos
e acomodados na bolsa escrotal.
• todo cão que apresentar qualquer sinal de anomalia física ou de comportamento
deve ser desqualificado.




Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:



Letras de Música com temas Animais:

bullet  Passarinho

bullet  Peixe Vivo Palavra Cantada

bullet  Cruz de tecido

bullet  Galo garniz luiz gonzaga

bullet  As andorinhas

Ver todas as Músicas

Dicas Veterinárias:

bullet  Qual a forrageira utilizar?

bullet  Algumas dicas e mitos sobre o adestramento de obediencia e proteção

bullet  Festas juninas e roj?es ? como ajudar meu pet

bullet  Por que é importante visitar o veterinário?

bullet  Adenocarcinoma da próstata em cães

Ver todas as Dicas Veterinárias

Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores

bullet  Tatiane Tancredo, estudante de Medicina Veterinria ANIMAL SHOP AGROPECUARIA E PET SHOP R. DOMINGOS TORDIN, 194 JARDIM MONTE VERDE, VALINHOS

bullet  Gustavo B. Mano

bullet  https://dicaspeludas.blogspot.com.br/2012/11/sincope e o termo medico sinonimo para.html

bullet  Dra Renata Avancini Mdica veterinria, formada pela Universidade de Santo Amaro em 2007. Mestre e Doutora em Ci?ncias pela Faculdade de Medicina Veterinria e Zootecnia (FMVZ) da Universidade de S?o Paulo (USP), em 2009 e 2012 respectivamente. Graduada em 2014 no Curso de Especializao em Produo e Sanidade de Animais de Biotrio pela FMVZ USP. Experi?ncia em clnica geral, medicina regenerativa, biotecnologia com concentrao em clulas tronco e experi?ncia em doc?ncia na disciplina de Anatomia dos Animais Domsticos. Professora de Anatomia Veterinria da Faculdade das Metropolitanas Unidas (FMU) e na Universidade Paulista (UNIP). Mdica veterinria na CURAVET. Contato: contato@curavet.com.br

bullet  Jo?o Kleinerdr jo?o alfredo kleiner dvm, msc especialista em oftalmologia e clnica cirrgica geral acvo ophthalmology course wisconsin, madison ? 1998 e-mail: docjak@vetweb.com.br

Confira todos os Colunistas



Cinema, Filmes e Seriados:

bullet  Um peixe chamado wanda (a fish called wanda)

bullet  Rio

bullet  Quigley - um cachorro pra l de humano (quigley)

bullet  Madagascar i

bullet  Um homem chamado cavalo (a man called horse)

Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bullet  Pequenos passaros

bullet  97 maneiras de fazer seu cachorro sorrir

bullet  O gato que tocava brahms

bullet  Explicao dos pssaros

bullet  Sinopse do livro 97 maneiras de fazer seu cachorro sorrir

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br & - Todos os direitos reservados - Créditos