Digite aqui a palavra-chave.





Home Page > Raças & Espécies > Cães > Retriever da nova escócia duck tolling

pinterest



Retriever da nova escócia duck tolling

 RETRIEVERDANOVAESCOCIADUCKTOLLING

País de origem: Canadá
Nome no país de origem: Nova Scotia Duck Tolling Retriever
Utilização: Os cães Retrievers da Nova Escócia Duck Tolling
correm, pulam e brincam ao longo da costa litorânea
com plena visão de bandos de patos, desaparecendo
ocasionalmente da sua mira e reaparecendo
rapidamente, assistidos pelo caçador que, escondido,
arremessa pequenos paus ou uma bola para o cão. O
seu comportamento alegre desperta a curiosidade dos
patos que, nadando rumo à orla, são atraídos ao
alcance da linha de disparo das armas de fogo do
caçador. O cão é subsequentemente enviado para trazer
as aves mortas ou feridas.
Sujeito à prova de trabalho para Campeonato Internacional.
RESUMO HISTÓRICO: o Retriever da Nova Escócia Duck Tolling foi desenvolvido
na Nova Escócia, no início do século XIX, para sinalizar, atrair e trazer as aves
aquáticas abatidas.
APARÊNCIA GERAL: é um cão de porte médio, poderoso, compacto, balanceado
e bem musculoso. Possuem ossatura medianamente pesada à poderosa, com alto
grau de agilidade, vivacidade e determinação. Muitos cães desta raça possuem uma
expressão um pouco triste até iniciarem o trabalho, quando o seu aspecto muda para
intensa concentração e entusiasmo. Durante o trabalho, move-se com rapidez e
atividade, com a cabeça portada quase ao nível do dorso e com um movimento
constante da cauda, densamente coberta por tufos de pelos.
COMPORTAMENTO / TEMPERAMENTO: é um cão muito inteligente, fácil
de treinar e com grande resist;ncia. É um forte e hábil nadador, um retriever tenaz por
natureza, tanto na terra quanto na água, estruturado para mover-se rapidamente no
momento em que uma pequena indicação é dada pelo caçador e o seu trabalho
requerido. Seu grande entusiasmo e caráter brincalhão são qualidades essenciais e
que deve possuir para distrair e pegar a caça.
CABECA: é bem definida, com uma ligeira forma de cunha.
REGIÃO CRANIANA
Crânio: é largo e ligeiramente arredondado, com occipital não muito proeminente e
bochechas planas. As medidas ideais para um macho adulto de tamanho médio seriam
de 14 cm entre as orelhas, diminuindo para 3,8 cm na cana nasal. O comprimento da
cabeça é de aproximadamente 23 cm, da trufa ao occipital, mas o seu tamanho deve
estar em proporção com o tamanho do corpo.
Stop: moderado.
4
REGIÃO FACIAL
Trufa: afila desde a base até a sua ponta, com narinas bem abertas. A cor deve ser
preta ou harmonizar com a coloração da pelagem.
Focinho: afunila em uma linha bem definida desde o stop até o a trufa, com o maxilar
inferior forte, mas não muito proeminente. A linha inferior do focinho é quase reta
desde a comissura labial até o ângulo da maxila. A profundidade do focinho, ao nível
do stop, é um pouco maior que na região da trufa. O pelo do focinho é curto e fino.
Lábios: bastante apertados, formando, de perfil, uma suave curva, sem serem muito
pendentes.
Maxilares / Dentes: os maxilares são suficientemente fortes para carregar uma ave
de tamanho considerável, sendo essencial uma boca suave. A mordedura correta é
em forma de tesoura apertada, sendo requerida dentição completa.
Olhos: bem separados, de forma amendoada e de tamanho médio. A cor pode variar
do âmbar ao marrom, com expressão alerta, amigável e inteligente. A pele das pálpebras
deve ser da mesma coloração dos lábios.
Orelhas: triangulares, de tamanho médio e implantadas altas, bem voltadas para a
parte posterior do crânio, com as bases ligeiramente eretas. A parte posterior das
dobras é bem guarnecida de pelos; já na sua ponta, que é arredondada, o pelo é mais
curto.
PESCOÇO: fortemente musculoso e bem inserido, de comprimento médio, sem
apresentar barbelas.
TRONCO
Linha superior: nivelada.
Dorso: curto e reto.
Lombo: forte e musculoso.
Peito: profundo, descendo até os cotovelos. Costelas bem arqueadas, nem em forma
de barril, nem planas.
Ventre: moderadamente retraído.
5
CAUDA: segue a ligeira inclinação natural da garupa, sendo grossa na sua base, com
uma abundante e exuberante pelagem e com a sua ponta chegando pelo menos na
altura dos jarretes. A cauda deve ser portada no nível da linha superior, exceto quando
o cão está em alerta, quando a sua curvatura pode estar acentuada, mas nunca tocando
o dorso.
MEMBROS
ANTERIORES: devem parecer colunas paralelas; retos e com ossos fortes.
Ombros: musculosos, com escápulas bem aderidas ao corpo e voltadas para trás,
permitindo uma boa inclinação da cernelha até a região do dorso, que é curto. A
escápula e o antebraço (úmero) possuem aproximadamente o mesmo comprimento.
Cotovelos: devem estar aderidos ao corpo, não virados nem para dentro nem para
fora e com movimentos livres e uniformes.
Metacarpos: fortes e ligeiramente inclinados.
Patas: de tamanho médio e com fortes membranas interdigitais. Dedos juntos e
arqueados, com almofadas plantares grossas. Os ergôs devem ser removidos.
POSTERIORES: são musculosos, amplos e de apar;ncia quadrada. As angulações
anteriores e posteriores devem ser balanceadas. As porções superiores e inferiores
(coxa e perna) devem apresentar aproximadamente o mesmo comprimento.
Coxas: muito musculosas.
Joelhos: bem angulados.
Jarretes: bem colocados, sem se desviarem para dentro ou para fora. Ergôs não
devem estar presentes.
Patas: como as anteriores.
MOVIMENTAÇÃO: combina uma impressão ao mesmo tempo forte, elástica e
vivaz, com bom alcance dos anteriores e posteriores com grande propulsão. As
patas não podem virar nem para dentro nem para fora e os membros devem se mover
em linha reta. À medida que aumenta a velocidade, as patas tendem a se aproximar de
uma linha central quando tocam o solo, formando uma pisada única (single-track),
com a linha do dorso permanecendo nivelada.
6
PELAGEM
Pelo: uma vez que a raça foi criada para capturar a caça em águas geladas, deve
possuir uma pelagem dupla, resistente à água, com pelo de comprimento e suavidade
moderados e subpelo mais suave e denso. O pelo pode ser ligeiramente ondulado na
parte posterior, sendo liso no restante do corpo. No inverno, pode formar uma
ondulação mais longa e solta na garganta. Os tufos de pelo são suaves na garganta,
atrás das orelhas e das coxas, sendo moderadamente desenvolvidos nos membros
anteriores.
COR: se apresenta em vários tons de vermelho ou laranja, com os tufos de pelo e a
parte inferior da cauda um pouco mais claros. Usualmente, devem apresentar pelo
menos uma das seguintes marcações brancas: na ponta da cauda, nas patas (não
ultrapassando os metacarpos ou metatarsos), no peito e uma listra na testa do animal.
Por outro lado, um cão com grandes qualidades não deve ser penalizado por não
apresentar marcações brancas. A pigmentação da trufa, dos lábios e bordas palpebrais
deve ser cor de carne, harmonizando com a pelagem, ou preta.
TAMANHO / PESO
Altura ideal: para machos com mais de 18 meses é de 48 a 51 cm;
para f;meas com mais de 18 meses é de 45 a 48 cm
Permite-se 2,5 cm acima ou abaixo do tamanho ideal.
Peso: deve ser proporcional à altura do cão e à sua estrutura óssea.
Aconselhável: 20-23 kg para machos adultos;
17-20 kg para f;meas adultas.
FALTAS: qualquer desvio dos termos deste padrão será considerado como falta e
penalizado na exata proporção de sua gravidade e seus efeitos na saúde e bem estar
do cão.
• eixo crânio-focinho convergentes ou divergentes;
• stop acentuado;
• trufa de coloração claramente rosa;
• trufa, pálpebras e olhos com cores diferentes das descritas;
• prognatismo superior;
• olhos grandes, redondos;
• dorso selado ou carpeado;
7
• lombo flácido;
• cauda portada abaixo da linha superior com o cão em movimento; cauda muito
curta, enroscada ou que toca o dorso;
• metacarpos muito cedidos;
• patas abertas, com almofadas delgadas;
• pelagem aberta (não muito espessa);
• falta de substância em cães adultos;
• cães com mais que 2,5 cm acima ou abaixo da altura ideal.
FALTAS ELIMINATÓRIAS
• qualquer sinal de timidez ou agressividade em cães adultos;
• trufa parcialmente despigmentada;
• prognatismo superior com mais de 3 mm;
• prognatismo inferior; torção de mandíbula;
• aus;ncia de membrana interdigital;
• marcação branca nos ombros, ao redor das orelhas, atrás do pescoço, no dorso
ou flancos;
• pelagem prateada, cinza ou com áreas pretas;
• qualquer outra cor diferente dos tons vermelhos e laranjas.
NOTAS:
• os machos devem apresentar os dois testículos, de apar;ncia normal, bem
desenvolvidos e acomodados na bolsa escrotal.
• todo cão que apresentar qualquer sinal de anomalia física ou de comportamento
deve ser desqualificado.




Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:



Letras de Música com temas Animais:

bullet  Olmpico por natureza todo mundo se encontra no rio

bullet  A balada do cachorro louco lenine

bullet  Conversa pra boi dormir

bullet  Porco Aranha

bullet  Diamond dogs

Ver todas as Músicas

Dicas Veterinárias:

bullet  Seu co agressivo com outros ces

bullet  Escovas para escovao

bullet  Erosivo, imune mediada por poliartrite em ces

bullet  Viajando com seu co

bullet  Infeco urinria em gatos sintomas, tratamento e preveno

Ver todas as Dicas Veterinárias

Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores

bullet   Marco Antonio Gioso FMVZ USP

bullet  https://upacfortaleza.wordpress.com/artigos/por que alguns caes odeiam ficar sozinhos/

bullet  Vicente Moreno Mdico Veterinrio CRMVSP 6613 Clnica Veterinria Vicente Moreno Av. Independ?ncia, 1062 Valinhos SP Fone: (19) 38491274

bullet  Dr. Ciro Pinheiro Mathias Franco Medico Veterinrio atuante em medicina e odontologia eqina. Cel. (11) 9814 6666 E mail ciromedvet@ig.com.br www.dentistadecavalo.com.br

bullet  Pet Anjo https://petanjo.com/blog/voce deixa seu cachorro cheirar tudo em volta/

Confira todos os Colunistas



Cinema, Filmes e Seriados:

bullet  Condorman - o homem pssaro (condorman)

bullet  Madagascar iii

bullet  Peixe grande e suas histrias maravilhosas (big fish)

bullet  O gato e o violino (the cat and the fiddle)

bullet  Vinte mil lguas submarinas

Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bullet  O gato e a revoluo

bullet  Cachorro magro

bullet  Urologia e nefrologia do co e do gato

bullet  Passaro-camaleao, o

bullet  Pequenos passaros

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br & - Todos os direitos reservados - Créditos