Digite aqui a palavra-chave.






Redes Sociais


Instagram

Home Page > Raças & Espécies > Cães > Retriever da nova escócia duck tolling




Retriever da nova escócia duck tolling

 RETRIEVERDANOVAESCOCIADUCKTOLLING

País de origem: Canadá
Nome no país de origem: Nova Scotia Duck Tolling Retriever
Utilização: Os cães Retrievers da Nova Escócia Duck Tolling
correm, pulam e brincam ao longo da costa litorânea
com plena visão de bandos de patos, desaparecendo
ocasionalmente da sua mira e reaparecendo
rapidamente, assistidos pelo caçador que, escondido,
arremessa pequenos paus ou uma bola para o cão. O
seu comportamento alegre desperta a curiosidade dos
patos que, nadando rumo à orla, são atraídos ao
alcance da linha de disparo das armas de fogo do
caçador. O cão é subsequentemente enviado para trazer
as aves mortas ou feridas.
Sujeito à prova de trabalho para Campeonato Internacional.
RESUMO HISTÓRICO: o Retriever da Nova Escócia Duck Tolling foi desenvolvido
na Nova Escócia, no início do século XIX, para sinalizar, atrair e trazer as aves
aquáticas abatidas.
APARÊNCIA GERAL: é um cão de porte médio, poderoso, compacto, balanceado
e bem musculoso. Possuem ossatura medianamente pesada à poderosa, com alto
grau de agilidade, vivacidade e determinação. Muitos cães desta raça possuem uma
expressão um pouco triste até iniciarem o trabalho, quando o seu aspecto muda para
intensa concentração e entusiasmo. Durante o trabalho, move-se com rapidez e
atividade, com a cabeça portada quase ao nível do dorso e com um movimento
constante da cauda, densamente coberta por tufos de pelos.
COMPORTAMENTO / TEMPERAMENTO: é um cão muito inteligente, fácil
de treinar e com grande resistência. É um forte e hábil nadador, um retriever tenaz por
natureza, tanto na terra quanto na água, estruturado para mover-se rapidamente no
momento em que uma pequena indicação é dada pelo caçador e o seu trabalho
requerido. Seu grande entusiasmo e caráter brincalhão são qualidades essenciais e
que deve possuir para distrair e pegar a caça.
CABECA: é bem definida, com uma ligeira forma de cunha.
REGIÃO CRANIANA
Crânio: é largo e ligeiramente arredondado, com occipital não muito proeminente e
bochechas planas. As medidas ideais para um macho adulto de tamanho médio seriam
de 14 cm entre as orelhas, diminuindo para 3,8 cm na cana nasal. O comprimento da
cabeça é de aproximadamente 23 cm, da trufa ao occipital, mas o seu tamanho deve
estar em proporção com o tamanho do corpo.
Stop: moderado.
4
REGIÃO FACIAL
Trufa: afila desde a base até a sua ponta, com narinas bem abertas. A cor deve ser
preta ou harmonizar com a coloração da pelagem.
Focinho: afunila em uma linha bem definida desde o stop até o a trufa, com o maxilar
inferior forte, mas não muito proeminente. A linha inferior do focinho é quase reta
desde a comissura labial até o ângulo da maxila. A profundidade do focinho, ao nível
do stop, é um pouco maior que na região da trufa. O pelo do focinho é curto e fino.
Lábios: bastante apertados, formando, de perfil, uma suave curva, sem serem muito
pendentes.
Maxilares / Dentes: os maxilares são suficientemente fortes para carregar uma ave
de tamanho considerável, sendo essencial uma boca suave. A mordedura correta é
em forma de tesoura apertada, sendo requerida dentição completa.
Olhos: bem separados, de forma amendoada e de tamanho médio. A cor pode variar
do âmbar ao marrom, com expressão alerta, amigável e inteligente. A pele das pálpebras
deve ser da mesma coloração dos lábios.
Orelhas: triangulares, de tamanho médio e implantadas altas, bem voltadas para a
parte posterior do crânio, com as bases ligeiramente eretas. A parte posterior das
dobras é bem guarnecida de pelos; já na sua ponta, que é arredondada, o pelo é mais
curto.
PESCOÇO: fortemente musculoso e bem inserido, de comprimento médio, sem
apresentar barbelas.
TRONCO
Linha superior: nivelada.
Dorso: curto e reto.
Lombo: forte e musculoso.
Peito: profundo, descendo até os cotovelos. Costelas bem arqueadas, nem em forma
de barril, nem planas.
Ventre: moderadamente retraído.
5
CAUDA: segue a ligeira inclinação natural da garupa, sendo grossa na sua base, com
uma abundante e exuberante pelagem e com a sua ponta chegando pelo menos na
altura dos jarretes. A cauda deve ser portada no nível da linha superior, exceto quando
o cão está em alerta, quando a sua curvatura pode estar acentuada, mas nunca tocando
o dorso.
MEMBROS
ANTERIORES: devem parecer colunas paralelas; retos e com ossos fortes.
Ombros: musculosos, com escápulas bem aderidas ao corpo e voltadas para trás,
permitindo uma boa inclinação da cernelha até a região do dorso, que é curto. A
escápula e o antebraço (úmero) possuem aproximadamente o mesmo comprimento.
Cotovelos: devem estar aderidos ao corpo, não virados nem para dentro nem para
fora e com movimentos livres e uniformes.
Metacarpos: fortes e ligeiramente inclinados.
Patas: de tamanho médio e com fortes membranas interdigitais. Dedos juntos e
arqueados, com almofadas plantares grossas. Os ergôs devem ser removidos.
POSTERIORES: são musculosos, amplos e de aparência quadrada. As angulações
anteriores e posteriores devem ser balanceadas. As porções superiores e inferiores
(coxa e perna) devem apresentar aproximadamente o mesmo comprimento.
Coxas: muito musculosas.
Joelhos: bem angulados.
Jarretes: bem colocados, sem se desviarem para dentro ou para fora. Ergôs não
devem estar presentes.
Patas: como as anteriores.
MOVIMENTAÇÃO: combina uma impressão ao mesmo tempo forte, elástica e
vivaz, com bom alcance dos anteriores e posteriores com grande propulsão. As
patas não podem virar nem para dentro nem para fora e os membros devem se mover
em linha reta. À medida que aumenta a velocidade, as patas tendem a se aproximar de
uma linha central quando tocam o solo, formando uma pisada única (single-track),
com a linha do dorso permanecendo nivelada.
6
PELAGEM
Pelo: uma vez que a raça foi criada para capturar a caça em águas geladas, deve
possuir uma pelagem dupla, resistente à água, com pelo de comprimento e suavidade
moderados e subpelo mais suave e denso. O pelo pode ser ligeiramente ondulado na
parte posterior, sendo liso no restante do corpo. No inverno, pode formar uma
ondulação mais longa e solta na garganta. Os tufos de pelo são suaves na garganta,
atrás das orelhas e das coxas, sendo moderadamente desenvolvidos nos membros
anteriores.
COR: se apresenta em vários tons de vermelho ou laranja, com os tufos de pelo e a
parte inferior da cauda um pouco mais claros. Usualmente, devem apresentar pelo
menos uma das seguintes marcações brancas: na ponta da cauda, nas patas (não
ultrapassando os metacarpos ou metatarsos), no peito e uma listra na testa do animal.
Por outro lado, um cão com grandes qualidades não deve ser penalizado por não
apresentar marcações brancas. A pigmentação da trufa, dos lábios e bordas palpebrais
deve ser cor de carne, harmonizando com a pelagem, ou preta.
TAMANHO / PESO
Altura ideal: para machos com mais de 18 meses é de 48 a 51 cm;
para fêmeas com mais de 18 meses é de 45 a 48 cm
Permite-se 2,5 cm acima ou abaixo do tamanho ideal.
Peso: deve ser proporcional à altura do cão e à sua estrutura óssea.
Aconselhável: 20-23 kg para machos adultos;
17-20 kg para fêmeas adultas.
FALTAS: qualquer desvio dos termos deste padrão será considerado como falta e
penalizado na exata proporção de sua gravidade e seus efeitos na saúde e bem estar
do cão.
• eixo crânio-focinho convergentes ou divergentes;
• stop acentuado;
• trufa de coloração claramente rosa;
• trufa, pálpebras e olhos com cores diferentes das descritas;
• prognatismo superior;
• olhos grandes, redondos;
• dorso selado ou carpeado;
7
• lombo flácido;
• cauda portada abaixo da linha superior com o cão em movimento; cauda muito
curta, enroscada ou que toca o dorso;
• metacarpos muito cedidos;
• patas abertas, com almofadas delgadas;
• pelagem aberta (não muito espessa);
• falta de substância em cães adultos;
• cães com mais que 2,5 cm acima ou abaixo da altura ideal.
FALTAS ELIMINATÓRIAS
• qualquer sinal de timidez ou agressividade em cães adultos;
• trufa parcialmente despigmentada;
• prognatismo superior com mais de 3 mm;
• prognatismo inferior; torção de mandíbula;
• ausência de membrana interdigital;
• marcação branca nos ombros, ao redor das orelhas, atrás do pescoço, no dorso
ou flancos;
• pelagem prateada, cinza ou com áreas pretas;
• qualquer outra cor diferente dos tons vermelhos e laranjas.
NOTAS:
• os machos devem apresentar os dois testículos, de aparência normal, bem
desenvolvidos e acomodados na bolsa escrotal.
• todo cão que apresentar qualquer sinal de anomalia física ou de comportamento
deve ser desqualificado.



Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:



Deixe seu comentários :






Profissionais Colunistas


bullet  https://upacfortaleza.wordpress.com/artigos/por que alguns caes odeiam ficar sozinhos/

bullet  Pedro Lauane Barbosa Campioni VET HOME clinica veterinária e banho e tosa vinhedosp (19) 38865677

bullet  Israel M. BleichDiretor Técnico do Laboratório CEPAV Tecnologia em Saúde AnimalR. Tanabí, 185 São Paulo SP BRASILCEP05002010 Fone/Fax (011) 38729553email: info@cepav.com.br

bullet  Centro de Pesquisas Hospital Evandro Chagas Departamento de Doenças Infecciosas Serviço de Zoonoses Serviço de Dermatologia Infecciosa
http://www.inpa.com.br

bullet  M.V Helena Monkevic Casarin 19 993353793 Clinica Juliu´s 32134539

Confira todos os Colunistas

Sugestão de nomes para filhotes:



bullet  Mara bullet  Kellybullet  Imperbullet  Wallybullet  Quila
Confira todas as sugestões de nomes



Perguntas mais frequentes


bullet  Eu sou vet ou profissional do ramo e quero incluir dicas veterinárias

bullet  As informações no ConteudoAnimal.com.br substituiem consulta veterinária?

bullet  Vocês vendem animais ?

bullet  Quantas pessoas acessam o conteudoanimal.com.br, diariamente, mensalmente, anualmente ?

bullet  Quantos leitores acessam ConteudoAnimal.com.br ?

Ver todas perguntas mais frequentes

Dicas Veterinárias:


bullet  Lágrima parede atrial em cães

bullet  Paralisia devido à lesão da medula espinhal em cães

bullet  Por que ter um aquário?

bullet  Vermifugação

bullet  cascão : aquele cachorro que morre de medo de banho

Ver todas as Dicas Veterinárias

Letras de Música:


bullet  Clara crocodilo arrigo barnabé

bullet  O galo cantou clara nunes

bullet  A dança da tartaruga asa de águia

bullet  Pára de peixe

bullet  Cavalos Do Cão

Ver todas as Músicas

Cinema, Filmes e Seriados:


bullet  As nove vidas de fritz - o gato (the nine lives of fritz the cat)

bullet  O zelador animal

bullet  Bud 2 - o atleta de ouro - air bud: golden receiver

bullet  O cavalo amarelo (marple: the pale horse)

bullet  K9 - um policial bom pra cachorro

Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bullet  A volta do gato preto

bullet  Crianca, cachorro que fala!

bullet  Urologia e nefrologia do cão e do gato

bullet  Um gato aprende a morrer

bullet  Falando de passaros e gatos

Ver todos os Livros

Declaração Universal dos Direitos dos Animais



Curiosidades do dia a dia :

bullet  Galo --> Tipo de machucado quando se bate a cabeça (da Madrugada) Bloco de Carnaval

bullet  jacaré --> Aparelho, nas farmácias, se abertam rolhas tipo de Colher de Pedreiro peça fixa para desvio de trilhos ferroviários Terminal elétrico para ligações de fios de forma rápida e não permantes tipo de candeeiro de Querosene

bullet  gatafunchar --> rabiscar

bullet  Gata --> Mulher Mastro de Ré de navios de 3 mastros

bullet  Gatuno --> Ladrão

Confira todas as curiosidade do cotidiano



Encurtador de URL:

URL:

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br & - Todos os direitos reservados - Créditos