Digite aqui a palavra-chave.






Redes Sociais


Instagram

Home Page > Raças & Espécies > Cães > Rafeiro do alentejo




Rafeiro do alentejo

 RAFEIRODOALENTEJO

País de origem: Portugal
Nome no país de origem: Rafeiro do Alentejo
Utilização: Cão de guarda para fazendas e gados.
Sem prova de trabalho
RESUMO HISTÓRIO: acredita-se que descenda de Molossos provenientes da
região do Oriente Médio. Em função da sua corpulência e coragem, foram utilizados
por tribos cuja subsistência dependia do seu pastoreio do gado, desempenhando um
papel fundamental neste tipo de comunidade.
Com o início da “transumância”, que implica no deslocamento temporário de grandes
rebanhos, verificou-se que estes encontravam-se expostos a vários perigos durante
as grandes caminhadas. No trajeto que efetuavam no verão para as montanhas, e no
inverno para as planícies, os rebanhos eram sempre acompanhados por cães de
grande corpulência, o que teria dado origem à sua disseminação ao longo do percurso
de região para região. Assim se explica o surgimento deste poderoso cão na planície
do Alentejo o qual, a partir de finais do século XIX, passou a ser designado por
Rafeiro do Alentejo.
APARÊNCIA GERAL: cão de tamanho grande, poderoso, rústico, sóbrio e calmo.
Perfil ligeiramente convexo; a estrutura geral é mais longa do que alta (sub-longilíneo).
PROPORÇÕES IMPORTANTES: retangular (sub-longilíneo), com altura na
cernelha levemente menor que o comprimento do corpo. Largura do crânio e
comprimento da cabeça deve ter uma relação de 1/2. A proporção focinho-crânio
deve ser de 2/3. A profundidade de peito deve ser um pouco menor que a altura da
cernelha.
COMPORTAMENTO / TEMPERAMENTO: excelente cão para vigiar fazendas
e propriedades, é também muito utilizado como guardador de rebanhos, mais vigilante
à noite, sendo pouco tolerante como guardião do território ou de qualquer outro bem
confiado a ele. Tem uma expressão calma e segura, nem agressivo nem tímido.
CABEÇA: volumosa, tendendo para o maciço, proporcional ao tamanho do cão;
larga na extremidade posterior do crânio, menos larga e menos abaulada na anterior;
eixos longitudinais superiores crânio-faciais moderadamente divergentes.
REGIÃO CRANIANA
Crânio: largo, arredondado nos eixos longitudinal e transversal; arcadas superciliares
não protuberantes; sulco frontal pouco pronunciado entre e acima dos olhos;
protuberância occipital não muito pronunciada; faces laterais do crânio bem
musculosas.
4
Stop: não pronunciado.
REGIÃO FACIAL
Trufa: oval, com a extremidade ligeiramente truncada de cima para baixo e da frente
para trás; narinas bem abertas, de cor preta.
Focinho: cana nasal reta; arqueada transversalmente; de base larga e alta, diminuindo
moderadamente em direção à trufa e mais curto que o crânio.
Lábios: pretos, ligeiramente arredondados na frente, sobrepostos, bem rasgados; de
espessura média; mostrando ligeira curva no perfil inferior.
Maxilares / Dentes: fortes e bem desenvolvidos; mordedura em tesoura; a mordedura
em torquês é tolerada.
Bochechas: ligeiramente evidentes com as áreas dos masséteres proeminentes.
Olhos: pequenos; elípticos; inseridos quase à superfície da face; marrons
(preferencialmente escuros); pálpebras pigmentadas de preto, firmes e aderidas ao
globo ocular. Com uma expressão calma.
Orelhas: de inserção média; pouco móveis; dobradas e pendentes. Pequenas, de
base estreita, e comprimento igual ou ligeiramente superior à sua largura. Triangulares
e arredondadas nas pontas. Quando o cão está em atenção, mantêm-se dobradas,
erguem a base e pregueiam verticalmente.
PESCOÇO: bem inserido nos ombros; reto, curto, forte, com barbela longitudinal
simples, proporcional ao tamanho do cão.
TRONCO: forte, bem musculoso, de comprimento ligeiramente superior à altura na
cernelha; volumoso.
Linha superior: reta, quase em nível; uma ligeira inclinação descendente é tolerada.
Cernelha: não proeminente; bem conectada ao pescoço.
Dorso: moderadamente inclinado, tendendo à horizontal.
Lombo: comprimento médio, reto e largo; bem musculoso.
5
Garupa: ligeiramente inclinada; comprimento médio; larga e musculosa em relação à
substância.
Peito: largo; bem descido até os cotovelos ou ligeiramente abaixo.
Antepeito: largo, mas não muito marcado.
Costelas: bem arqueadas; levemente inclinadas para trás.
Linha inferior / Ventre: esterno quase horizontal; linha inferior não esgalgada;
seguindo a linha do esterno.
CAUDA: inserida em uma altura média, seguindo a garupa; grossa na base, podendo
ser ligeiramente curvada ou voltada para cima na ponta, mas nunca quebrada; longa;
em repouso cai entre e abaixo dos jarretes, preferencialmente ultrapassando-os. Quando
em ação, pode levantar e enrolar, sem tocar a linha superior.
MEMBROS
ANTERIORES: fortes, afastados; bem aprumados quando vistos pela frente ou de
perfil.
Ombros: fortes; de comprimento médio; bem desenvolvidos e musculosos, a
angulação escápulo-umeral é de aproximadamente 105º.
Antebraços: fortes; de comprimento médio; inclinados e musculosos.
Cotovelos: encostados ao tórax; não virando nem para dentro nem para fora; angulação
úmero-radial entre 130º e 135º.
Antebraços: verticais; longos, fortes e bem musculosos.
Carpos: grossos, com boas articulações.
Metacarpos: comprimento médio, grossos, ligeiramente inclinados.
Patas: dedos grossos, bem unidos (não espalmados) e ligeiramente arqueados
(arredondados); unhas fortes, com a cor variando de acordo com a cor da pelagem.
Almofadas grossas e resistentes.
6
POSTERIORES: fortes; bem afastados; bem aprumados quando vistos por trás
ou de perfil.
Coxas: longas, largas, bem musculosas, mas, não exageradas; ângulo coxo-femoral
de aproximadamente 105º.
Joelhos: com articulações fortes, alinhados com o corpo, sem desvios para fora;
angulação fêmur-tibial entre 125º e 130º.
Pernas: fortes; moderadamente inclinadas; de comprimento médio e bem musculosas.
Jarretes: fortes; esbeltos, de altura média; angulação tíbio-társica de aproximadamente
140º.
Metatarsos: grossos; de comprimento médio, colocados à altura média; levemente
inclinados; podem ter ergôs simples ou duplos.
Patas: dedos grossos, bem unidos (não espalmados) e ligeiramente arqueados; unhas
fortes, com a cor variando de acordo com a cor da pelagem. Almofadas grossas e
resistentes.
MOVIMENTAÇÃO: pesada, movimento lento; bamboleante, mas sem exageros.
PELE: grossa; aderente; mucosas internas totalmente ou parcialmente pigmentadas
com preto; membranas externas totalmente pigmentadas.
PELAGEM
Pelo: curto ou, de preferência, de comprimento médio; grosso, reto e denso,
regularmente distribuído inclusive nos espaços interdigitais.
COR: preto, cinza lobo, fulvo ou amarelo, com ou sem tigrado, sempre com manchas
brancas; ou branco com manchas dessas cores.
TAMANHO / PESO
Altura na cernelha: machos: 66 a 74cm
fêmeas: 64 a 70 cm
7
Peso: machos: 45 a 60 kg
fêmeas: 35 a 50 kg
FALTAS: qualquer desvio dos termos deste padrão deve ser considerado como
falta e penalizado na exata proporção de sua gravidade.
• comportamento: timidez.
• aparência: mau aspecto geral, magreza ou obesidade.
• focinho: longo, estreito, levemente curvado no perfil, com a trufa truncada
verticalmente.
• linha superior: carpeada ou selada.
• garupa: longa, muito caída, estreita.
• cauda: inserida alta ou baixa.
• membros: jarretes de vaca ou anteriores muito afastados; angulações incorretas e
maus aprumos.
• patas: desproporcionais ao tamanho do corpo, espalmados ou pés de lebre.
• pelagem: em má condição; pelo longo, duro ou ondulado.
FALTAS GRAVES
• aparência geral: constituição leve ou linfática (apática).
• cabeça: desproporcional ao tamanho, pouco volume, stop pronunciado, crânio
leve e estreito, eixos crânio-faciais superiores longitudinais paralelos.
• olhos: claros, não elípticos, oblíquos, pálpebras não muito aderentes ao globo
ocular.
• orelhas: grandes, arredondadas, não dobradas, não pendentes, parcialmente
amputadas.
• pescoço: ausência de barbela; barbela muito pregueada ou dupla.
• peito: estreito e com costelas planas.
• cauda: enrolada quando em repouso; ponta em anzol; curta. Amputada.
• mucosas: despigmentação externa parcial da boca, pálpebras, lábios e trufa.
• altura: machos: menores que 66cm ou mais que 75cm; fêmeas: menores que
64cm ou mais que 71cm.
FALTAS ELIMINATÓRIAS
• comportamento: agressividade ou timidez excessiva.
• tipo: atípico.
8
• aparência geral: de constituição extremamente leve ou linfática (apática).
• cabeça: muito longa e estreita.
• focinho: muito longo; perfil convexo.
• maxilares: prognatismo superior ou inferior.
• olhos: muito claros, de diferentes tamanhos e cores.
• orelhas: inserção muito ruim; excessivamente grandes e arredondadas.
• cauda: anurismo (sem cauda).
• mucosas: despigmentação total (albinismo) da boca, lábios e trufa.
• pelo: muito curto.
• todo cão que apresentar qualquer sinal de anomalia física ou de comportamento
deve ser desqualificado.
NOTA:
• os machos devem apresentar os dois testículos, de aparência normal, bem
desenvolvidos e acomodados na bolsa escrotal.



Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:



Deixe seu comentários :






Profissionais Colunistas


bullet  Fernanda Aparecida de Gouvêa Oliveira Paro bióloga e crbio 43684/01 protetora animal independente educadora ambiental nanda_paro@yahoocombr

bullet  https://animais.umcomo.com.br/artigo/como evitar a queda de pelo de cachorro 6278.html

bullet  marcelo f franco
médico veterinário
crmv-sp
clínica veterinária taquaral
av barão de itapura 2968- campinas/sp
fone: (19) 32553899
www.vettaquaral.com.br

bullet  UNESCO em Bruxelas, no dia 27 de janeiro de 1978

bullet  SKS Promoções Silvia Milani sksprom@uol.com.br

Confira todos os Colunistas

Sugestão de nomes para filhotes:



bullet  Pikachu bullet  Twingobullet  Whobullet  Imanbullet  Shampoo
Confira todas as sugestões de nomes



Perguntas mais frequentes


bullet  Eu posso hospedar meu site no portal Conteudo Animal ?

bullet  Como anunciar no ConteudoAnimal.com.br ?

bullet  Eu não encontrei material sobre meu pet ?

bullet  Quem escreve para o ConteudoAnimal.com.br ?

bullet  Quantos leitores acessam ConteudoAnimal.com.br ?

Ver todas perguntas mais frequentes

Dicas Veterinárias:


bullet  Escovar dente de cães e gatos é frescura ?

bullet  Nervo / músculo doença em cães

bullet  Ceratite ulcerativa

bullet  Escovação

bullet  Piodermite

Ver todas as Dicas Veterinárias

Letras de Música:


bullet  Eu te devoro

bullet  Reprocissão

bullet  A Barata Pato Fu

bullet  Polícia, bandido, cachorro, dentista sérgio sampaio

bullet  Caminheiro

Ver todas as Músicas

Cinema, Filmes e Seriados:


bullet  Piranhas

bullet  Batman begins (2005)

bullet  Como cães e gatos (cats e dogs)

bullet  Gatos, fios dentais e amassos (angus, thongs and perfect snogging)

bullet  Feito cães e gatos (the truth about cats and dogs)

Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bullet  Cachorro magro

bullet  Passo, trote, galope - uma familia e seus cavalos

bullet  Um gato indiscreto e outros contos

bullet  O homem que amava os cachorros

bullet  Cama de gato

Ver todos os Livros

Declaração Universal dos Direitos dos Animais



Curiosidades do dia a dia :

bullet  gato pingado --> quando comparece pouco público para um evento.

bullet  Pato --> (pé de) instrumento de natação para natação e mergulho

bullet  lagarto --> tipo de carne bovina

bullet  Bico --> Monge budista que vive de esmolas Fazer Trabalho temporário

bullet  comer/compar gato por lebre --> ser enganado

Confira todas as curiosidade do cotidiano



Encurtador de URL:

URL:

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br & - Todos os direitos reservados - Créditos