Digite aqui a palavra-chave.






Redes Sociais


Instagram

Home Page > Raças & Espécies > Cães > Podengo ibicenco




Podengo ibicenco

 PODENGOIBICENCO

País de origem: Espanha ( Ilhas Baleares – Ibiza )
Nome no país de origem: Podenco Ibicenco
Utilização: É principalmente usado para a caça de coelhos sem
armas de fogo, tanto durante o dia quanto à noite. Particularmente pela sua habilidade
de farejar, que associado à audição acurada, que ele usa mais do que a visão, ele
fareja e caça os coelhos com facilidade, mesmo em matas mais densas. Ágil e
brilhante, ele captura sua presa rapidamente, especialmente se estiver caçando com
outros cães. Quando um dos cães indica a caça, ele é circundado pelos outros, que
mantêm uma certa distância e se mantêm em estado de espera. Eles latem apenas
quando vêm ou escutam a caça, momento em que eles a cercam. Tanto apontando
quanto cercando a caça, eles balançam a cauda rapidamente, mas facilmente deixam
esta atitude de espera e partem para a apreensão. Também é usado na caça de lebres
ou de caças maiores. É considerado um bom “retriever”. Com algumas exceções,
apenas as fêmeas são usadas para a formação da matilha de caça, ou, quando muito,
apenas um macho é usado na parelha, porque eles não costumam trabalhar juntos,
ou são algo brigões. Quando uma parelha já caçou muitos animais, pode acontecer
de alguns cães “se recusarem” a continuar a caça até que tenham descansado bastante.
Em Espanhol, a expressão “enconillarse” ( ir para o descanso ), se refere a esta
peculiaridade.
Sem prova de trabalho
RESUMO HISTÓRICO: esta raça se origina nas Ilhas Baleares de Maiorca, Ibiza,
Minorca, e Formentera, onde ela é conhecida pelo nome original de “Ca Eivissec”.
Ela também é largamente encontrada na Cataluña, nos arredores de Valencia, no
Roussillon e em Provence, onde é conhecida com os nomes de Mallorquí, Xarnelo,
Mayorquais, Charnegue, Charnegui e Cão Balear. Provavelmente estes cães foram
levados para as ilhas pelos Fenícios, Cartagineses e eventualmente pelos Romanos.
Este cão é um representante primitivo típico e robusto de uma das mais velhas raças
existentes. Ilustrações destes cães são encontradas nas tumbas dos Faraós e em objetos
de museus, mostrando que a existência da raça pode ser atribuída ao ano de 3.400 AC.
PROPORÇÕES IMPORTANTES: a distância da ponta da trufa até os olhos é igual
àquela que vai dos olhos ao occipital.
CABEÇA: vista como um todo, a cabeça fina e delicada tem a aparência de um cone
cortado próximo à sua base; completamente seca, algo pequena em relação ao tamanho
do corpo.
REGIÃO CRANIANA
Crânio: longo e plano (dolicocéfalo). Occipital protuberante. Face delicada e plana.
Stop: muito pouco pronunciado.
REGIÃO FACIAL
Trufa: cor de carne, com narinas bem abertas. Cana nasal discretamente arqueada.
Focinho: cana nasal e trufa se projetam acima do maxilar inferior; delicado, longo e,
de acordo com a cor da pelagem, cor de carne.
Lábios: finos, aderentes e cor de carne.
Dentes: dentição perfeita, com mordedura em tesoura, brancos e regulares.
Olhos: oblíquos, pequenos, de cor âmbar claro, lembrando a cor caramelo. A cor
âmbar pode ser mais ou menos intensa, de acordo com a cor do cão. Sem parecer
muito nobre, a expressão mostra inteligência,mas também medo e desconfiança.
4
Orelhas: sempre esticadas e muito móveis. Apontando para a frente ou para o lado em
um plano horizontal ou mantidas para trás. Eretas quando o cão está animado. O
centro da linha de implantação da orelha fica no nível dos olhos. A forma é de um
rombóide ( paralelogramo – figura geométrica quadrilátera, de ângulos não retos,
com lados opostos iguais e lados contíguos diferentes ), alongado, que foi cortado
em 1/3 de sua diagonal mais longa. Elas são finas, sem pelos no seu interior, de
tamanho médio, não exagerado.
PESCOÇO: bastante seco, tanto na sua parte superior quanto inferior. Seu comprimento
é correspondente a ¼ do comprimento do corpo do animal, discretamente arqueado e
musculoso. A pele é lisa e sem barbelas. Normalmente a pelagem é um pouco mais
longa e densa na região de sua inserção no corpo, especialmente na variedade pelo
curto.
TRONCO: visto como um todo, o corpo é simétrico, levemente convexo de proporções
medianas e alinhadas, compacto e levemente mais longo que a altura, sem as diferenças
exatamente bem estabelecidas.
Cernelha: bem definida, alta, seca e longa.
Dorso: longa, reta e maleável. Musculatura forte, ainda que plana, sem relevos.
Lombo: arqueado, de largura mediana, forte e firme.
Garupa: bastante inclinada com a estrutura óssea visível; ela mostra musculatura muito
forte e rígida.
Peito: profundo, estreito e longo, mas não alcançando os cotovelos. Antepeito
pontudo e fortemente protruso. Costelas planas.
Abdômen: esgalgado, mas não muito.
CAUDA: de inserção baixa; devem existir alguns pelos mais longos e mais grossos,
levemente eriçados (como os desenhos e retículos das fibras de uma madeira cortada),
em direção à ponta; longo. Quando a cauda é colocada entre as pernas, ela deve tocar
a coluna vertebral.Discretamente mais grosso na sua inserção, afilando em direção à
ponta. Em repouso, é colocado baixo e pendurado; em movimento é portada em forma
de foice como uma curva acentuada. Preferencialmente, não portada muito encaracolada
ou acima do dorso.
5
MEMBROS
Anteriores: verticais e simétricos. Vistos de frente a posição das pernas é bem fechada;
absolutamente fortes e vigorosos, com membros longos que dão a impressão de um
animal delgado, rápido e forte.
Ombros: escápulas inclinadas, fortes e bastante móveis.
Braços: bem longos, retos, fortes e bastante próximos na sua posição.
Cotovelos: largos, bem separados do corpo, paralelos a um plano mediano do corpo,
mas nuca soltos.
Antebraços: alargando em direção aos metacarpos.
Metacarpos: fortes, firmes, largos e verticais.
Posteriores: verticais, com músculos fortes, longos e sem relevos aparentes.
Jarretes: bem angulados, largos, bem descidos, verticais, sem virar nem para dentro
nem para fora.
PATAS: quase como patas de lebre. Dedos longos e juntos. Pelos em profusão nos
espaços interdigitais; unhas muito fortes e, normalmente, brancas, mas ocasionalmente,
de acordo com a cor do animal. Almofadas muito duras.
MOVIMENTAÇÃO: a movimentação preferida é o trote em suspensão. O galope é
muito rápido e dá a impressão de grande agilidade.
PELE: esticada e aderente ao corpo; Avermelhada, mas pode ser de cor diferente nas
partes do corpo onde haja diferença de cor.
PELAGEM
Pelo: pelo curto, duro ou longo.
• o pelo curto não deve ser sedoso, mas forte e brilhante.
• o pelo duro deve ser muito denso e de algum modo, mais curto na cabeça e
orelhas e mais longo no posterior das coxas e na parte inferior da cauda. Uma
barba é altamente valorizada.
• o pelo longo é mais macio e deve ter no mínimo, comprimento de 5cm. A cabeça
é densamente coberta de pelos.
6
COR: preferencialmente, são vermelhos e brancos ou inteiramente vermelhos ou
brancos. Dourados são permitidos desde que seja um animal excepcionalmente bom.
Em cães de pelo curto, esta cor não é permitida.
TAMANHO
machos: 66 a 72 cm
fêmeas: 60 a 67cm
Sem restrições, cães que estejam próximos das medidas requeridas, podem ser aceitos
desde que sejam bem proporcionados e estéticos.
FALTAS: qualquer desvio dos termos deste padrão deve ser considerada como falta e
penalizado na exata proporção de sua gravidade.
FALTAS GRAVES
• cabeça curta e larga.
• stop muito marcado.
• ausência de um pré-molar.
• orelhas caídas.
• costelas em barril.
• cotovelos para fora.
• jarretes de vaca.
• patas viradas para fora.
• movimentação cruzando a frente e os jarretes.
FALTAS DESQUALIFICANTES
• crânio em forma de degrau (linha do crânio muito alta em relação à cana nasal).
• pigmentação marrom ou marcas negras na pele da trufa.
• qualquer forma de prognatismo.
• borda palpebral e lábios marrom avermelhados.
• evidência de cruzamento com galgos ou outra forma de Hounds.
• orelhas dobradas.
• olhos escuros.
• garupa larga.
• antepeito pouco definido.
• dianteiros separados (frente larga).
• coxas redondas e largas, com veias visíveis.
7
NOTAS:
• os machos devem apresentar os dois testículos, de aparência normal, bem descidos
e acomodados na bolsa escrotal.
• todo cão que apresentar qualquer sinal de anomalia física ou de comportamento
deve ser desqualificado.



Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:



Deixe seu comentários :






Profissionais Colunistas


bullet  Dr. Ciro Pinheiro Mathias Franco Medico Veterinário atuante em odontologia eqüina. Cel. (11) 9814 6666 E mail: ciromedvet@ig.com.br

bullet  https://upacfortaleza.wordpress.com/artigos/por que alguns caes odeiam ficar sozinhos/

bullet  Prof. Fabiano Gregolin professorfg@uol.com.br

bullet  Bruno Tausz(Etólogo)

bullet  Samantha Brasil
antropóloga criadora de labrador e yorkshire
www.canilalfakitnet canilalfa@globocom
(21) 3367 - 3247 / 3366 - 3900 / 8808 - 3001
ilha do governador - rio de janeiro

Confira todos os Colunistas

Sugestão de nomes para filhotes:



bullet  First bullet  Gasparzinhobullet  Rockefellerbullet  Filetebullet  Versus
Confira todas as sugestões de nomes



Perguntas mais frequentes


bullet  Eu sou vet ou profissional do ramo e quero incluir dicas veterinárias

bullet  Quais as formar de anunciar no Conteudo Animal?

bullet  Conteudo Animal são gratuítos aos leitores ?

bullet  Como incluir notícias de seus clientes ?

bullet  Eu não encontrei material sobre meu pet ?

Ver todas perguntas mais frequentes

Dicas Veterinárias:


bullet  Apresentando cães e gatos para que sejam grandes amigos

bullet  Como escolher um veterinario

bullet  O que devemos avaliar na comprar um caozinho

bullet  Olhos vermelhos (episclerite) em cães

bullet  Choque devido a insuficiência cardíaca em cães

Ver todas as Dicas Veterinárias

Letras de Música:


bullet  Tô bem

bullet  Jardim da fantasia

bullet  Eu nasci há dez mil anos atrás

bullet  Borbulhas de amor

bullet  Um filho e um cachorro zeca baleiro

Ver todas as Músicas

Cinema, Filmes e Seriados:


bullet  Água para elefantes

bullet  Meu irmão virou um cachorro (mein bruder ist ein hund / my brother is a dog)

bullet  Compramos um zoológico

bullet  A quinta execução

bullet  O filho do ace ventura

Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bullet  Cama de gato

bullet  Mais que um leao por dia

bullet  Crianca, cachorro que fala!

bullet  Vira-lata? não! também sou cachorro

bullet  Marley e eu

Ver todos os Livros

Declaração Universal dos Direitos dos Animais



Curiosidades do dia a dia :

bullet  Cavaloar --> Fazer traquinagem

bullet  vender o peixe --> tratar de assuntos de sua especialidade e interesse

bullet  Cachorro Quente --> Tipo de Sanduíche

bullet  Não ser nem peixe nem carne --> Não ter opinião

bullet  Pato --> (pé de) instrumento de natação para natação e mergulho

Confira todas as curiosidade do cotidiano



Encurtador de URL:

URL:

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br & - Todos os direitos reservados - Créditos