Digite aqui a palavra-chave.





Home Page > Raças & Espécies > Cães > Petit basset griffon vendéen

pinterest



Petit basset griffon vendéen

 PETITBASSETGRIFFONVENDEEN

País de origem: França
Nome no país de origem: Petit Basset Griffon Vendéen
Utilização: “Diabo” no campo, “anjo” em casa, esse é o nosso
Basset. É um caçador apaixonado, que deve
aprender
o mais cedo possível a obedecer. Auxiliar
perfeito para
o caçador a tiro em terrenos de superfície
mediana; especialista na caça ao coelho
e não deixa escapar
nenhuma outra presa.
Sujeito à prova de trabalho para campeonato internacional.
RESUMO HISTÓRICO: durante muito tempo, o Petit Basset Griffon Vendéen
teve o mesmo padrão que o Grand Basset, porém, o tamanho era diferente (de 34 a
38 cm). O resultado dessa utilização não foi muito brilhante, porque esses cães eram
semitortos
(ou curvados) e tão pesados quanto o Grande Basset. Foi então que o Sr.
Abel Dezamy criou um padrão separado para eles. Para defi nir esse pequeno cão,
lembramos o que Paul Daubigné escreveu: “Não se trata de um pequeno Vendéen por
simples redução de tamanho, mas de um pequeno Basset reduzido harmoniosamente
em suas proporções e seu volume, e naturalmente provido de todas as qualidades
morais que pressupõe a paixão pela caça”. Um grupo de pequenos Bassets ganhou a
primeira Copa da França de caça ao coelho.
APARÊNCIA GERAL: pequeno, ativo e vigoroso, com um corpo ligeiramente longo.
Cauda portada orgulhosamente. Pêlo duro e longo, sem exagero. Cabeça expressiva;
orelhas bem voltadas para dentro, guarnecidas com pêlos longos e inseridas abaixo
da linha dos olhos, mas não muito longas.
COMPORTAMENTO / TEMPERAMENTO
compor tamento: apaixonado pela caça, corajoso, gosta de mato cerrado e arbustos
emaranhados.
temper amento: dócil, mas teimoso e apaixonado.
CABEÇA
REGIÃO CRANIANA
Crânio: ligeiramente arredondado, nem muito alongado, nem muito largo; bem
cinzelado debaixo dos olhos; a protuberância occipital é bastante desenvolvida.
Stop: bem marcado.
REGIÃO FACIAL
Tr ufa: proeminente, bem desenvolvida; narinas abertas; preta, exceto para os cães
de pelagem branca e laranja, onde a trufa marrom é tolerada.
Focinho: muito mais curto do que o dos Grandes Bassets, todavia muito ligeiramente
alongado e reto. Focinho quadrado na sua extremidade.
Lábios: cobertos por fartos bigodes.
Maxilares / Dentes: mordedura em tesoura.
Olhos: bastante grandes e de expressão inteligente, sem a conjuntiva visível (branco
dos olhos). Os pêlos acima das sobrancelhas, que caem para a frente, não devem
cobrir os olhos. Os olhos devem ser de cor escura.
Orelhas: fl exíveis, estreitas e fi nas, cobertas de longos pêlos, terminando em forma
ligeiramente ovalada, voltadas para dentro e sem atingir completamente a extremidade
do focinho. Bem inseridas abaixo da linha dos olhos.
PESCOÇO: longo, robusto e bem musculoso; de inserção forte; sem barbela. Cabeça
de porte altivo.
TRONCO
Dorso: reto, linha superior bem nivelada.
Lombo: musculoso.
Garupa: musculosa e bastante larga.
Peito: não muito largo. Bastante profundo, alcançando o nível dos cotovelos.
Costelas: moderadamente arredondadas.
CAUDA: inserida alta, bastante grossa na raiz, afi landose
gradativamente até a sua
extremidade; de preferência curta, portada em forma de sabre.
MEMBROS: Ossatura bastante forte, porém proporcionada ao seu tamanho.
Anter iores
Ombros: secos, oblíquos, bem ligados ao corpo.
Antebr aços: bem desenvolvidos.
Carpos: muito ligeiramente marcados.
Posteriores
6
Coxas: musculosas e levemente arredondadas.
J arretes: bastante largos, ligeiramente angulados, jamais completamente retos.
Patas: não muito fortes, almofadas duras, dedos bem fechados, unhas sólidas. Boa
pigmentação das almofadas é desejada.
MOVIMENTAÇÃO: muito fl uente e fácil.
PELE: bastante espessa, marmorizada nos exemplares tricolores. Ausência de
barbelas.
PELAGEM
Pêlo: duro, mas não muito longo. Jamais sedoso, nem lanoso.
COR: preta com manchas brancas (branco e preto). Preto com manchas castanhas
(preto e castanho). Preto com manchas areia. Fulvo com manchas brancas (branco
e laranja). Fulvo com manto preto e manchas brancas (tricolor). Fulvo carvoado.
Areia carvoada com manchas brancas. Areia encarvoada. Nomes tradicionais: pêlo
de lebre, pêlo de lobo, pêlo de texugo ou pêlo de javali.
TAMANHO
altura na cernelha: 34 a 38 cm, com tolerância de 1cm a mais ou a menos.
FALTAS: Qualquer desvio dos termos deste padrão deve ser considerado como falta
e penalizado na exata proporção de sua gravidade.
Cabeça
· muito curta;
· crânio plano;
· despigmentação da trufa, lábios e pálpebras;
· focinho curto;
· mordedura em torquês;
· olhos claros;
· orelhas inseridas altas, longas, insufi cientemente voltadas para dentro, com falta
de pêlos.
Tronco
· muito longo ou muito curto, falta de harmonia;
· linha superior insufi cientemente fi rme;
· garupa pendente.
Cauda
· cauda desviada.
Membros
· ossatura fraca;
· falta de angulação;
· patas frouxas.
Pelagem
· insufi cientemente densa; pêlo fi no.
Comportamento
· tímido.
FALTAS ELIMINATÓRIAS
· falta de tipicidade;
· prognatismo superior ou inferior;
· olhos de cores diferentes;
· região do esterno estreita: costelas muito estreitas na parte inferior;
· cauda enroscada;
· membros tortos ou semitortos;
· pêlo lanoso;
· cães inteiramente negros ou brancos;
· despigmentação importante;
· tamanho diferente do estipulado pelo padrão;
· visível incapacidade; máformação
anatômica;
· animal medroso ou agressivo.
NOTAS:
· os machos devem apresentar os dois testículos, de aparência normal, bem descidos
e acomodados na bolsa escrotal.

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br & - Todos os direitos reservados - Créditos