Digite aqui a palavra-chave.





Home Page > Raças & Espécies > Cães > Grande azul da gasconha

pinterest



Grande azul da gasconha

 GRANDEAZULDAGASCONHA

País de origem: França
Nome no país de origem: Grand Bleu de Gascogne
Utilização: Para caça a tiro e às vezes para caçar
grandes animais mas também lebres, geralmente em
matilhas ou individualmente como cão de faro.
Sujeito à prova de trabalho para campeonato internacional.
Sergio Meira Lopes de Castro
Presidente da CBKC
Domingos Josué Cruz Setta
Presidente do Conselho Cinotécnico
Tradução: Suzanne Blum
Impresso em: 10 de setembro de 2004.
GRANDE AZUL DA GASCONHA
RESUMO HISTÓRICO: é um cão muito antigo, contemporâneo do cão de Saint
Hubert; formava, no século 14, as matilhas de Gaston Phebus, Conde de Foix, que o
utilizava para caçar lobos, ursos e javalis. Muito difundido no sul e no sudoeste da
França, em particular, na Gasconha, de onde derivou seu nome. Ele está na origem
de todas as raças de cães de faro, chamados “Cães do Sul”.
APARÊNCIA GERAL: cão de raça antiga, de tipo eminentemente francês, quanto
à cabeça, pelagem e expressão. Imponente, dando uma impressão de força tranqüila
e de grande nobreza.
COMPORTAMENTO / TEMPERAMENTO: muito bom de faro; dotado de uma
voz uivante sonora com tons graves. É muito aplicado na caça. Se une instintivamente
à matilha. Temperamento calmo; obedece facilmente.
CABEÇA
REGIÃO CRANIANA
Crânio: visto de frente, ligeiramente abobado e não muito largo; a protuberância
occipital é marcada. Visto por cima, a parte posterior do crânio é de forma ogival. A
testa é cheia.
Stop: pouco acentuado.
REGIÃO FACIAL
Tr ufa: preta, bem desenvolvida; narinas bem abertas.
Focinho: de comprimento igual ao do crânio; forte; cana nasal ligeiramente arqueada.
Lábios: bastante caídos, cobrindo bem a mandíbula e dando à extremidade do focinho
um perfi l quadrado. A comissura é bem marcada, sem ser frouxa.
4
Maxilares / Dentes: mordedura em tesoura. Incisivos inseridos perpendicularmente
à mandíbula.
Bochechas: secas. A pele tem uma ou duas rugas.
Olhos: de forma oval; parecem inseridos debaixo de espessas pálpebras; marrons. A
pálpebra inferior mostra, as vezes, uma certa frouxidão. Expressão doce e um pouco
triste.
Orelhas: característica do “cão azul”: são fi nas, enroladas para dentro, acabam em
ponta e devem ultrapassar a extremidade da trufa. A orelha é estreita na inserção que
está situada bem abaixo da linha dos olhos.
PESCOÇO: moderadamente longo; ligeiramente arqueado; barbelas desenvolvidas.
TRONCO
Dorso: muito longo, porém fi rme.
Lombo: bem unido.
Garupa: ligeiramente obliqua, ressaltando os quadris.
Peito: longo, largo; desce ao nível dos cotovelos. Antepeito aberto. Costelas
moderadamente arredondadas e longas.
Flancos: planos e bem descidos.
CAUDA: bastante grossa, às vezes, pode haver pêlos mais longos e grosseiros, que
sobressaem ligeiramente, até a ponta; atingindo a ponta do jarrete; forte em sua raiz;
portada em forma de sabre.
MEMBROS
Anter iores
Vista geral: anteriores poderosos.
Ombros: longos e musculosos, bem inclinados.
Cotovelos: próximos ao corpo.
Antebr aços: estrutura óssea forte; tendões proeminentes.
Posteriores
Vista geral: solidamente construídos.
Coxas: longas e musculosas.
J arretes: largos, ligeiramente inclinados, bem descidos.
PATAS: ovais, um pouco alongadas; dedos secos e fechados. Almofadas e unhas
pretas.
MOVIMENTAÇÃO: regular e fácil.
PELE: bastante espessa e elástica. Preta ou fortemente mosqueada de manchas pretas,
jamais inteiramente branca. Mucosas (zonas sem pêlos) pretas.
PELAGEM
Pêlo: curto, bastante grosso; muito denso.
COR: inteiramente mosqueado (preto e branco) dando um efeito azul ardósia; com
ou sem manchas pretas mais ou menos extensas. Duas manchas pretas são geralmente
situadas de cada lado da cabeça, cobrindo as orelhas, ao redor dos olhos e terminando
nas bochechas. Elas não se juntam no topo do crânio; deixam um intervalo branco
no meio, no qual, freqüentemente, existe uma pequena mancha preta, de forma oval,
típica da raça. Duas manchas fogo mais ou menos vivas estão situadas acima da
arcada superciliar, dão ao cão a impressão de ter “quatro olhos”. Existem também,
traços de fogo nas bochechas, nos lábios, na face interna das orelhas, nos membros
e debaixo da cauda.
TAMANHO
altura na cernelha: Machos: 65 a 72 cm.
Fêmeas: 62 a 68 cm.
6
FALTAS: qualquer desvio dos termos deste padrão deve ser considerado como falta
e penalizado na exata proporção de sua gravidade.
Cabeça:
· curta demais.
· crânio muito plano ou muito estreito.
· orelhas inseridas altas, curtas, insufi cientemente enroladas para dentro.
Tronco:
· falta de substância.
· dorso selado.
· garupa caída.
Cauda:
· desviada.
Membros:
· estrutura óssea insufi cientemente desenvolvida.
· ombro reto.
· patas espalmadas.
· jarretes de vaca, quando vistos por trás.
Pêlo:
· muito fi no ou curto.
Comportamento:
· tímido.
FALTAS ELIMINATÓRIAS
· falta de tipicidade.
· visível defeito de invalidez.
· grave deformação anatômica.
· prognatismo superior ou inferior.
· olhos claros.
· qualquer outra pelagem que seja a descrita pelo padrão.
· cão medroso ou agressivo.
NOTAS:
· os machos devem apresentar os dois testículos, de aparência normal, bem
desenvolvidos e acomodados na bolsa escrotal.
· todo cão que apresentar qualquer sinal de anomalia física ou de comportamento
deve ser desqualifi cado.




Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:



Letras de Música com temas Animais:

bullet  A pera do malandro

bullet  Eu te devoro

bullet  Papagaio falador

bullet  Linha do horizonte

bullet  Posio da aranha

Ver todas as Músicas

Dicas Veterinárias:

bullet  Mordida de cachorro: o que fazer? como tratar?

bullet  Tumor relacionadas ? vacinao em ces

bullet  Vacinao em equinos

bullet  Muitos em ces

bullet  Voc sabia que o uso do ultrassom facilita e agiliza na obteno de informaes sobre o seu animal?

Ver todas as Dicas Veterinárias

Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores

bullet  tatiana lermontov - fr? 8331- rj fonoaudiloga, psicomotricista, eerapeuta al 24 de outubro 78 icara - niteri - rj (21) 2611-5626 / 9691-6646 centro de eqerapia pratique

bullet  https://caninablog.wordpress.com/2010/06/08/meu cao foi atacado por outro cachorro o que devo fazer/

bullet  Janaina Biotto Camargo http://www.vilachicopethotel.com.br/ Mdica veterinria graduao (2003), residncia e mestrado pela Faculdade de Medicina Veterinria e Zootecnia da Unesp de Botucatu; rea de atuao em Anestesiologia, Acupuntura e Terapias complementares.

bullet  Eng Agrnomo Andr Fabbrocini Gonalves, atua na rea de manejo de pastagem, segurana dos animais, nutrio, desenvolvimento de projetos http://www.andrefabbrocini.com.br/ (11) 93829722 e (11) 77435504 e nextel 96*40594

bullet  Rafael Senos Mdico Veterinrio UFF Mestrando USP Tcnico em Biotecnologia CEFETEQ RJ

Confira todos os Colunistas



Cinema, Filmes e Seriados:

bullet  As crnicas de nrnia - o leo, a feiticeira e o guarda-roupa

bullet  Pssaros livres (plumferos - aventuras voladoras)

bullet  Uma cilada para roger rabbit

bullet  Quanto pesa o cavalo de tria? (ile wazy kon trojanski?)

bullet  As nove vidas de fritz - o gato (the nine lives of fritz the cat)

Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bullet  Gato que gostava de cenoura

bullet  Os segredos dos gatos tudo para entender e ensinar o seu companheiro

bullet  O gato e a revoluo

bullet  Amazonas aguas, passaros, seres e milagres

bullet  O gato que falava com fantasmas

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br & - Todos os direitos reservados - Créditos