Digite aqui a palavra-chave.





Home Page > Raças & Espécies > Cães > Chihuahua

pinterest



Chihuahua

 CHIHUAHUA

País de origem: México
Nome no país de origem: Chihuahua
Utilização: Companhia
Sem prova de trabalho
RESUMO HISTÓRICO: o Chihuahua é considerado o menor cão de raça do
mundo e seu nome vem da maior província da República Mexicana (Chihuahua).
Alguns dizem que este cão viveu de forma selvagem, na época da civilização “Tolteca”,
onde foi capturado e domesticado por seus habitantes. Ilustrações de um cão miniatura
(toy), chamado “Techichi”, que vivia em Tula, foram usadas como decoração em
suas arquiteturas. Estas pequenas estatuetas são muito similares aos Chihuahuas de
hoje.
APARÊNCIA GERAL: tem a forma de um cão compacto. É de grande importância,
o fato de seu crânio ter a forma de uma maçã e que sua cauda é moderadamente
longa, muito alta, curvada ou formando um semicírculo com a ponta direcionada
para a região lombar.
PROPORÇÕES IMPORTANTES: comprimento do corpo é ligeiramente mais
longo do que a altura na cernelha. Deseja-se, porém, um corpo quase quadrado,
especialmente nos machos. Nas f;meas, por causa da gravidez, um corpo ligeiramente
mais longo é permitido.
COMPORTAMENTO / TEMPERAMENTO: rápido, alerta, cheio de vida e muito
corajoso.
CABEÇA
REGIÃO CRANIANA
Crânio: bem arredondado, em forma de maçã (uma característica da raça).
Stop: muito marcado, profundo e largo, já que a testa é alta em relação ao focinho.
REGIÃO FACIAL
Trufa: moderadamente curta e apontando ligeiramente para cima; qualquer cor é
permitida.
Focinho: curto; visto de perfil, mantém uma linha reta, sendo mais largo em sua
inserção e afinando para a ponta.
Lábios: secos e aderentes.
Bochechas: pouco desenvolvidas, muito secas.
5
Maxilares / Dentes: mordedura em tesoura ou em torqu;s (em forma de pinça).
Prognatismo superior ou inferior, assim como qualquer anomalia na posição maxilar
ou mandibular deve ser severamente penalizada.
Olhos: grandes e redondos, muito expressivos, nunca proeminentes e completamente
escuros. Olhos claros são permitidos, mas não desejados.
Orelhas: grandes, eretas, sem dobras e bastante abertas; largas na inserção, afinando
gradualmente em direção às suas pontas ligeiramente arredondadas. Em repouso,
inclinadas lateralmente formando um ângulo de 45º.
PESCOÇO
Perfil superior: ligeiramente arqueado.
Comprimento: médio.
Forma: mais grosso nos machos que nas f;meas.
Pele: sem barbelas. Na variedade de pelo longo, a presença de uma juba de pelos
mais longos é altamente desejada.
TRONCO: compacto e bem construído.
Linha superior: reta.
Cernelha: pouco marcada.
Dorso: curto e firme.
Lombo: fortemente musculoso.
Garupa: larga e forte; quase plana ou ligeiramente inclinada.
Peito: caixa torácica larga e profunda, costelas bem arqueadas. Visto de frente, amplo,
mas sem exagero; visto de perfil, alcançando os cotovelos. Nunca em forma de
barril.
Linha inferior: formada por uma retração ventral, a qual deve ser bem delineada. O
ventre frouxo é permitido, mas não desejado.
6
CAUDA: moderadamente comprida, inserida alta, larga na raiz, afinando gradualmente
para a ponta; é plana em sua apar;ncia. O porte da cauda é uma característica
importante da raça; em movimento, ela é portada alta, em curva ou em semicírculo,
com a ponta direcionada para o lombo, dando equilíbrio ao corpo; nunca portada
entre as pernas ou encaracolada abaixo da linha do dorso. O pelo da cauda deve
estar em harmonia com o do corpo, de acordo com a variedade. Na variedade de
pelo longo, a pelagem forma uma pluma; em repouso, a cauda é pendente e forma um
ligeiro gancho.
MEMBROS
Anteriores
Apar;ncia geral: vistos de frente, aparecem em uma linha reta com os cotovelos;
vistos de perfil, são bem aprumados.
Ombros: secos, moderadamente musculosos.
Braços: com uma boa angulação na articulação escápulo-umeral.
Cotovelos: firmes e aderentes ao corpo, permitindo liberdade de movimentos.
Antebraços: fortes e de bom comprimento.
Metacarpos: ligeiramente oblíquos, fortes e flexíveis.
Patas: muito pequenas e ovais, com dedos bem separados, mas não abertas
(nem pés de lebre, nem pés de gato); as unhas são particularmente curvas e
moderadamente longas. Almofadas bem desenvolvidas e muito elásticas. Os
ergôs são indesejáveis.
Posteriores
Apar;ncia geral: bem musculosos com ossos longos, bem aprumados e paralelos
entre si com boa angulação entre as articulações coxofemorais, de joelhos e de jarretes,
em harmonia com as angulações dos anteriores.
Metatarsos: jarretes curtos, com tendões bem desenvolvidos. Vistos por trás, estão
separados, retos e verticais.
Patas: muito pequenas e ovais, com dedos bem separados, mas não abertas (nem
pés de lebre, nem pés de gato); as unhas são particularmente curvas e moderadamente
longas. Almofadas bem desenvolvidas e muito elásticas. Os ergôs são indesejáveis.
7
MOVIMENTAÇÃO: apresenta um passo longo e flexível, firme e ativo, com bom
alcance e propulsão. Vistos por trás, os posteriores devem manter-se quase paralelos
entre si, colocando as patas dos membros posteriores nas pegadas dos anteriores.
Com o aumento da velocidade, os membros tendem a convergir em direção a uma
linha central de gravidade. Mostram grande elasticidade e liberdade, sem nenhum
esforço, com a cabeça sempre erguida e o dorso firme.
PELE: lisa e elástica sobre toda a superfície corporal.
PELAGEM
Pelos: existem duas variedades de pelos nesta raça:
• Pelo Curto: curto e bem assentado sobre todo o corpo; ligeiramente mais
longo quando apresenta subpelo; pelos escassos na garganta e no abdômen são
permitidos; ligeiramente mais longos no pescoço e na cauda, curtos na cabeça e
nas orelhas. A pelagem é brilhante e sua textura é macia. Não são aceitos os
exemplares sem pelo.
• Pelo Longo: o pelo deve ser fino e sedoso, liso ou ligeiramente ondulado. O
subpelo não deve ser muito denso. A pelagem é mais longa, formando franjas
nas orelhas, pescoço, parte traseira dos membros anteriores e posteriores, nas
patas e na cauda. Não são aceitos os exemplares com pelo longo e ondulado.
COR: todas as cores, em todas as suas tonalidades e combinações são aceitas,
exceto o merle.
TAMANHO / PESO: a altura não deve ser levada em consideração nesta raça,
somente o peso.
Peso: ideal: entre 1,5 e 3 kg.
São tolerados os cães entre 500g e 1,5kg.
Serão desqualificados os exemplares com menos de 500g e acima de 3 kg .
NOTAS:
• os machos devem apresentar os dois testículos, de apar;ncia normal, bem
desenvolvidos e acomodados na bolsa escrotal.




Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:



Letras de Música com temas Animais:

bullet  gua da minha sede

bullet  Que papo de jacare chander e flavinho

bullet  Verdade

bullet  Planeta Sonho

bullet  Cachorro amigo iridio e irineu

Ver todas as Músicas

Dicas Veterinárias:

bullet  A importncia da recompensa

bullet  Por que alguns ces odeiam ficarsozinhos

bullet  Tratando as doenas oculares dos ces

bullet  Ces e gatos podem viver juntos, sim!

bullet  Insuficincia renal ? ces e gatos

Ver todas as Dicas Veterinárias

Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores

bullet  Keila Regina de Godoy

bullet  Pedro Lauane Barbosa Campioni VET HOME clinica veterinria e banho e tosa vinhedosp (19) 38865677

bullet  Jeronimo Ribeiro http://www.showdebicho.com

bullet  Alexandre Cury Instrutor de Hipismo
centro hpico mirassol
(19) 32460423 ? 91322162
e-mail: mrpccury@uol.com.br

bullet  Alexandre Domingues

Confira todos os Colunistas



Cinema, Filmes e Seriados:

bullet  K-9 - um policial bom pra cachorro (k-9)

bullet  Batman (1989)

bullet  Meu cachorro skip (my dog skip)

bullet  A lenda do homem crocodilo (the legend of gator face)

bullet  Benji - um amigo especial

Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bullet  A princesa e o sapo

bullet  Gato que gostava de cenoura

bullet  Explicao dos pssaros

bullet  Urologia e nefrologia do co e do gato

bullet  Um gato entre os pombos

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br & - Todos os direitos reservados - Créditos