Digite aqui a palavra-chave.






Redes Sociais


Instagram

Home Page > Raças & Espécies > Cães > Australian shepherd




Australian shepherd

 AUSTRALIANSHEPHERD

País de origem: Estados Unidos da América
Nome no país de origem: Australian Shepherd
Utilização: Pastoreiro de fazendas e ranchos
Sem prova de trabalho
Sergio Meira Lopes de Castro
Presidente da CBKC
Roberto Cláudio Frota Bezerra
Presidente do Conselho Cinotécnico
Tradução: Suzanne Blum
Revisão: Claudio Nazaretian Rossi
Impresso em: 16 de outubro de 2012.
3
AUSTRALIAN SHEPHERD
RESUMO HISTÓRICO: embora existam muitas teorias a respeito da origem do
Australian Shepherd, a raça como nós a conhecemos hoje, foi desenvolvida
exclusivamente nos Estados Unidos. O Australian Shepherd foi assim chamado por
causa da sua associação com os Pastores Bascos, provindos da Austrália para os
Estados Unidos nos anos de 1800.
A popularidade do Australian Shepherd cresceu consistentemente com a
“popularização” do “western horseback riding”, após a Segunda Guerra Mundial,
que ficou conhecido pelo público em geral por meio de rodeios, exposições eqüinas,
filmes e shows de televisão. Sua inerente versatilidade e sua personalidade facilmente
adaptável ao treinamento tornaram-no valioso para as fazendas e ranchos americanos.
Os fazendeiros americanos continuaram o desenvolvimento da raça, mantendo sua
versatilidade, inteligência aguda, forte instinto de pastoreio e sua agradável aparência
que, desde o início, ganhou admiração. Embora cada exemplar seja único em cores
e marcações, todos os Australian Shepherds despertaram uma insuperável devoção
por seus familiares. Seus numerosos atributos têm garantido uma contínua
popularidade para a raça.
APARÊNCIA GERAL: é bem balanceado, ligeiramente mais longo do que alto, de
tamanho e ossatura médios, com colorações que oferecem variedade e individualidade.
É atencioso e animado, flexível e ágil, sólido e musculoso, sem ser pesado. Tem
pelagem de comprimento moderado e textura moderadamente rude. Sua cauda é
cortada ou naturalmente curta.
PROPORÇÕES IMPORTANTES: medindo da ponta do esterno à parte traseira
da coxa, e da cernelha ao solo, o Australian Shepherd é ligeiramente mais longo do
que alto. Solidamente construído, com ossatura média. A estrutura do macho denota
masculinidade, sem ser grosseiro. As cadelas são femininas, sem serem leves de
ossatura.
COMPORTAMENTO / TEMPERAMENTO: o Australian Shepherd é um cão de
trabalho, inteligente, com um forte instinto de pastoreio e guarda. Companheiro leal e
com garra para trabalhar o dia inteiro. Com uma disposição equilibrada, ele é
naturalmente bom e raramente briguento. Pode ser um pouco reservado num encontro
inicial. Qualquer sinal de timidez, medo ou agressividade deve ser severamente
penalizado.
4
CABEÇA: é bem definida, forte e seca. Em seu todo, o tamanho deve ser proporcional
ao corpo.
REGIÃO CRANIANA
Crânio: plano a ligeiramente abobadado. Pode mostrar uma ligeira protuberância
occipital. Comprimento e largura são iguais.
Stop: moderado, bem definido.
REGIÃO FACIAL
Trufa: os azuis merles e pretos têm pigmentação preta na trufa (e lábios). Vermelhos
merles e vermelhos têm pigmentação fígado (marrom) na trufa (e lábios). Nos merles,
são permitidas pequenas manchas rosa, mas que não devem exceder 25% da trufa
em cães acima de 1 ano, o que é considerado uma falta séria.
Focinho: de igual comprimento ou ligeiramente mais curto que o crânio. Visto de
perfil, as linhas superiores do crânio e do focinho formam planos paralelos, divididos
por um stop moderadamente bem definido. O focinho afila pouco na base da trufa e
é arredondado na ponta.
Maxilares / Dentes: um conjunto completo de dentes fortes e brancos. Mordedura
em tesoura ou em torquês.
Olhos: de cor marrom, azul, âmbar ou em qualquer variação ou combinação, incluindo
manchas e imitação de mármore. Formas amendoadas, nem muito profundos, nem
muito salientes. Os azuis merles e os pretos têm pigmentação preta nas bordas dos
olhos. Os vermelhos merles têm pigmentação fígado (marrom) nas bordas dos olhos.
Expressão: mostrando atenção e inteligência, o cão é alerta e vivaz. O olhar deve ser
atento, mas amigável.
Orelhas: triangulares, de tamanho moderado, inseridas altas na cabeça. Em atenção,
elas quebram para frente e para cima, ou para os lados, como uma orelha em rosa.
Orelhas eretas ou pendentes são faltas graves.
PESCOÇO: forte, de comprimento moderado, ligeiramente arqueado na nuca,
ajustando-se bem nos ombros.
5
TRONCO
Linha superior: dorso reto e forte, nivelado e firme da cernelha à articulação
coxofemoral.
Garupa: moderadamente inclinada.
Peito: não largo, mas profundo, com a parte mais baixa alcançando o cotovelo.
Costelas: bem arqueadas e longas, nem em barril, nem achatadas.
Linha inferior e ventre: mostram um moderado esgalgamento.
CAUDA: reta, naturalmente longa ou naturalmente curta. Quando cortada (em países
onde esta prática não é proibida),ou naturalmente curta, não pode ultrapassar 10 cm.
MEMBROS
ANTERIORES
Ombros: escápulas longas, planas, razoavelmente aderentes à cernelha e bem
colocadas para trás. O braço, que deve ter aproximadamente o mesmo comprimento
da escápula, é ligado à linha do ombro aproximadamente em um ângulo reto. As
patas dianteiras descem retas e perpendiculares ao solo.
Pernas: retas e fortes. Ossos fortes, mais ovais do que arredondados.
Metacarpos: de comprimento médio e ligeiramente inclinados. Ergôs frontais podem
ser removidos.
Patas: ovais, compactas, com dedos fechados e bem arqueados. Almofadas espessas
e elásticas.
POSTERIORES
Aparência geral: a largura dos posteriores é igual à dos anteriores, medida nos
ombros. A angulação da pélvis e coxa corresponde à angulação do ombro e braço,
formando um ângulo aproximadamente reto.
Joelhos: claramente definidos.
6
Articulação dos jarretes: moderadamente angulados.
Jarretes: curtos, perpendiculares ao solo e paralelos entre si quando vistos por trás.
Ergôs ausentes nos posteriores.
Patas: ovais, compactas, com dedos fechados e bem arqueados. Almofadas espessas
e elásticas.
MOVIMENTAÇÃO: tem uma movimentação suave, livre e fácil. Exibe grande
agilidade de movimentos com passadas bem balanceadas cobrindo bem o terreno.
Anteriores e posteriores movimentam-se retos e paralelos com a linha central do
corpo. Aumentando a velocidade, as patas (da frente e de trás) convergem em direção
à linha de gravidade do cão, enquanto o dorso permanece firme e plano. O Australian
Shepherd deve ser ágil e capaz de mudar de direção ou modificar o passo
instantaneamente.
PELAGEM
Pelo: de textura média, retos ou ondulados, resistentes a intempéries e de comprimento
médio. O subpelo varia em quantidade de acordo com as variações do climáticas. O
pelo é curto e macio na cabeça, orelhas, frente das pernas, anteriores e abaixo dos
jarretes. A parte traseira dos posteriores e os culotes são moderadamente franjados.
Os machos têm uma juba moderada e franjas mais pronunciadas do que as fêmeas.
Pelagem não típica é uma falta séria.
COR: azul merle, preto, vermelho merle, vermelho com ou sem manchas brancas e/
ou marcas castanhas, sem ordem de preferência. A linha de pelos de um colar branco
não deve exceder o ponto da cernelha. Branco é aceito no pescoço (ou em parte ou
como um colar completo), peito, pernas, parte inferior do focinho, faixa na cabeça e
extensão branca da parte inferior do corpo para cima até 10 cm, medida de uma linha
horizontal nos cotovelos. Branco na cabeça não deve ser predominante e os olhos
devem ser cercados por cores e pigmentados. Os merles, caracteristicamente, ficam
mais escuros com a idade.
TAMANHO: machos: 51 a 58 cm.
fêmeas : 46 a 53 cm.
A qualidade não deve ser sacrificada em favor do tamanho.
7
FALTAS: qualquer desvio dos termos deste padrão deve ser considerado como
falta e penalizado na exata proporção de sua gravidade e seus efeitos na saúde e
bem estar do cão.
FALTAS GRAVES
• orelhas eretas ou pendentes.
• pelagem não típica.
FALTAS DESQUALIFICANTES
• agressividade ou timidez excessiva.
• prognatismo inferior. Prognatismo superior ultrapassando 0,3cm. A perda
de contato causada por incisivos centrais curtos, em uma correta mordedura,
não deve ser julgada como prognatismo inferior. Dentes quebrados ou faltando
por acidente não devem ser penalizados.
• manchas brancas no corpo em todas as cores, ou seja, com branco localizado
entre a cernelha e a cauda, nas laterais, entre os cotovelos e a parte traseira do
posterior.
• todo cão que apresentar qualquer sinal de anomalia física ou de comportamento
deve ser desqualificado.
NOTA:
• os machos devem apresentar os dois testículos, de aparência normal, bem
desenvolvidos e acomodados na bolsa escrotal.



Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:



Deixe seu comentários :






Profissionais Colunistas


bullet  Helena Monkevic Casarin clinica veterinária Julius 19 996242435 Av. José Pancetti 887 Jd. Aurelia , Campinas/SP

bullet  Pet Care Hospital Veterinário de São Paulo (11) 3740 2152 (11) 3743 2142 Av. Giovanni Gronchi, 3001 São Paulo SP

bullet   Juliane Seixas Juliane Seixas Website.: www.facebook.com/veterinariadrajulianeseixas Graduada pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná, PUC/PR. Atua como plantonista na área clínica e cirurgica de animais de companhia CRMV: 11430 / PR Con

bullet  Gislaine Nonino Rosa CRMV 11291 Kingdom Pet Shop Av. Moraes Salles. 3183 Nova Campinas Campinas Fone: 32941126 / 32526885 / 91226711

bullet  Veridiana Martins Dias
(41) 8891 6887
www.adestramentoamigofiel.com
Amigo Fiel Adestramento

Confira todos os Colunistas

Sugestão de nomes para filhotes:



bullet  Terry bullet  Zulabullet  Magobullet  Sassybullet  Quack
Confira todas as sugestões de nomes



Perguntas mais frequentes


bullet  Quem escreve para o ConteudoAnimal.com.br ?

bullet  Vocês vendem animais ?

bullet  Como incluir notícias de seus clientes ?

bullet  Quantos leitores acessam ConteudoAnimal.com.br ?

bullet  Quantas pessoas acessam o conteudoanimal.com.br, diariamente, mensalmente, anualmente ?

Ver todas perguntas mais frequentes

Dicas Veterinárias:


bullet  Envenenamento por cogumelos em cães

bullet  Eles latem, lambem e fazem fisioterapia

bullet  Porque adestrador pessoal?

bullet  A água, ph x gh x kh

bullet  Deficiência de piruvato-quinase, em cães

Ver todas as Dicas Veterinárias

Letras de Música:


bullet  Não abra essa caixa com cobras confraria da costa

bullet  Posição da aranha

bullet  Que nem jiló

bullet  Faltando um pedaço

bullet  Bárbara peixe boi

Ver todas as Músicas

Cinema, Filmes e Seriados:


bullet  King kong

bullet  A lenda do homem crocodilo (the legend of gator face)

bullet  Irei como um cavalo louco (j irai comme un cheval fou)

bullet  Cães de aluguel

bullet  Os pinguins de madagascar: operação patrulha pinguim

Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bullet  Os segredos dos gatos tudo para entender e ensinar o seu companheiro

bullet  Livro de banho galinha pintadinha

bullet  Um gato entre os pombos

bullet  A perigosa vida dos passarinhos pequenos

bullet  Pequenos passaros

Ver todos os Livros

Declaração Universal dos Direitos dos Animais



Curiosidades do dia a dia :

bullet  Tartarugas --> Usadas para delimitar faixas de rodagem em ruas e rodovias

bullet  passarinhar --> vadiar, vagabundear

bullet  Pato --> (pé de) instrumento de natação para natação e mergulho

bullet  Nome de Famosos --> Paulo Coelho,

bullet  Gata --> Mulher Mastro de Ré de navios de 3 mastros

Confira todas as curiosidade do cotidiano



Encurtador de URL:

URL:

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br & - Todos os direitos reservados - Créditos