Digite aqui a palavra-chave.





Home Page > Raças & Espécies > Cães > American staffordshire terrier

pinterest



American staffordshire terrier

 AMERICANSTAFFORDSHIRETERRIER


País de origem: Estados Unidos da América
Nome no país de origem: American StaffordshireTerrier
Utilização: Caça e companhia
Sem prova de trabalho
Sergio Meira Lopes de Castro
Presidente da CBKC
Domingos Josué Cruz Setta
Presidente do Conselho Cinotécnico
Tradução: Suzanne Blum
Impresso em: 01 de julho de 2003.
AMERICAN STAFFORDSHIRE TERRIER
NOMENCLATURA CINÓFILA UTILIZADA NESTE PADRÃO
1 – Trufa 13 – Perna 25 – Braço
2 – Focinho 14 – Jarrete 26 – Ponta do esterno
3 – Stop 15 – Metatarso 27 – Ponta do ombro
4 – Crânio 16 – Patas
5 – Occipital 17 – Joelho
6 – Cernelha 18 – Linha inferior
7 – Dorso 19 – Cotovelo a – profundidade do peito
8 – Lombo 20 – Linha do solo
9 – Garupa 21 – Metacarpo b – altura do cotovelo
10 – Raiz da cauda 22 – Carpo
11 – Ísquio 23 – Antebraço a + b = altura do cão
12 – Coxa 24 – Nível do esterno na cernelha
4
APARÊNCIA GERAL: o American Staffordshire Terrier deve dar a impressão de
grande força para seu tamanho; é um cão muito bem estruturado, musculoso, porém,
ágil e gracioso e profundamente ligado ao que o cerca. Deve ser compacto, não deve
ser pernalta ou esgalgado. Sua coragem é típica.
CABEÇA: de comprimento médio, profunda de parte a parte.
REGIÃO CRANIANA
Crânio: largo.
Stop: distinto.
REGIÃO FACIAL
Tr ufa: defi nitivamente preta.
Focinho: comprimento médio, arredondado na linha superior e caindo abruptamente
debaixo dos olhos.
Lábios: fechados e fi rmes; sem frouxidão.
Maxilares / Dentes: bem defi nidos. Mandíbula forte com capacidade de segurar a
presa. Mordedura em tesoura.
Bochechas: os músculos das bochechas são muito pronunciados.
Olhos: escuros, redondos, inseridos baixos e separados. Sem pálpebras rosadas.
Orelhas: inseridas altas. Cortadas ou não cortadas, de preferência não cortadas. As
orelhas não cortadas devem ser curtas e portadas em rosa ou semieretas.
Caídas
completamente devem ser penalizadas.
PESCOÇO: pesado, ligeiramente arqueado, afi nando dos ombros até a parte traseira
do crânio. Sem barbelas. Tamanho médio.
TRONCO
Linha super ior: razoavelmente curta. Ligeira inclinação da cernelha até a garupa
que apresenta uma suave inclinação até a raiz da cauda.
Lombo: ligeiramente esgalgado.
Peito: profundo e largo. Costelas bem arqueadas, bem juntas, profundas na parte
posterior.
CAUDA: curta em relação ao tamanho do cão, inserida baixa, afi lando para ponta;
não enrolada ou portada sobre o dorso. Não cortada.
MEMBROS
Anter iores: aprumos retos, com ossos fortes.
Ombros: fortes e musculosos, com escápulas largas e oblíquas.
Metacarpos: retos.
Posteriores: bem musculosos.
J arretes: bem descidos, não virando nem para dentro, nem para fora.
PATAS: tamanho médio, compactas, dedos bem arqueados.
MOVIMENTAÇÃO: elástica, sem movimento oscilatório (roll) ou passo de camelo.
PELAGEM
Pêlo: curto, fechado, duro ao toque, brilhante.
COR: qualquer cor, sólido, particolor ou com manchas são permitidos; contudo, mais
de 80% branco, preto e fogo e fígado não devem ser encorajados.
TAMANHO / PESO
Tamanho: a altura e o peso devem estar em proporção. Uma altura de mais ou menos
46 a 48 cm na cernelha para os machos e 43 a 46 cm para as fêmeas é considerada
preferível.
6
FALTAS: qualquer desvio dos termos deste padrão deve ser considerado como falta
e penalizado na exata proporção de sua gravidade.
· trufa despigmentada;
· prognatismo superior ou inferior;
· olhos claros;
· pálpebra cor de rosa;
· cauda muito longa ou mal portada.
NOTAS:
· os machos devem apresentar os dois testículos, de aparência normal, bem descidos
e acomodados na bolsa escrotal.
· todo cão que apresentar qualquer sinal de anomalia física ou de comportamento
deve ser desqualifi cado.Copie o texto da animal direto neste espaço.




Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:



Letras de Música com temas Animais:

bullet  A Barata Pato Fu

bullet  Tenente bezerra

bullet  Vendi os bois

bullet  Gavio mestre ambrsio

bullet  Menino passaro

Ver todas as Músicas

Dicas Veterinárias:

bullet  O cime

bullet  A importncia do exame androlgico e avaliao da libido

bullet  Doena de pele degenerativa (dermatite necroltico) em ces

bullet  Saiba quando cuidados com pet viram exageros

bullet  Higienizao

Ver todas as Dicas Veterinárias

Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores

bullet  Carlos Artur Lopes Leite mdicoveterinrio graduado pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e especialista em Micologia Mdica pela Carl von Ossietzky Universitt (Alemanha). tambm mestre em Medicina e Cirurgia Veterinrias pela UF

bullet  Gabriela Costa CRMV 7955 RJ
gabriela@veterinariahome.com.br,
http://www.veterinariahome.com.br
whatsapp : (21)99600-7788

bullet  https://upacfortaleza.wordpress.com/artigos/por que alguns caes odeiam ficar sozinhos/

bullet  Mariana LageMarques Mdica Veterinria graduada pela Universidade Paulista em 2002. Mestre em Cirurgia pela FMVZUSP em 2008. Scia Fundadora ABOV (Associao Brasileira de Odontologia Veterinria), 2002. Fao atendimento odontolgico mvel.

bullet  Dalton A. Ishikawa Mdico Veterinrio CRMVSP 9235 www.pediatriacanina.com.br dr_dalton@pediatriacanina.com.br

Confira todos os Colunistas



Cinema, Filmes e Seriados:

bullet  Seefood um peixe fora d agua (seefood)

bullet  Olhos de gato (cat s eye)

bullet  A morte anda a cavalo (da uomo a uomo / death rides a horse)

bullet  Um gato em paris (une vie de chat)

bullet  Babe, o porquinho atrapalhado

Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bullet  Gato que gostava de cenoura

bullet  Mais que um leao por dia

bullet  Explicao dos pssaros

bullet  Pequenos passaros

bullet  Livro dos passaros magicos, o

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br & - Todos os direitos reservados - Créditos