Digite aqui a palavra-chave.





Home Page > Raças & Espécies > Cães > Akita

pinterest



Akita

 Akita

RESUMO HISTÓRICO: originalmente todas as raças caninas japonesas eram de
pequeno e médio portes, não existia nenhuma de grande porte. Desde 1603, provindo
da região de AKITA, os cães chamados “AKITAS MATAGIS” (cães de tamanho
médio para caça ao urso), foram usados como cães de combate. A partir de 1868 a
raça foi cruzada com o Tosa e com Mastiffs. Como consequência destes cruzamentos
o talhe aumentou e traços característicos próprios dos cães tipo Spitz, desapareceram.
Em 1908 foram interditadas as rinhas de cães. A raça, contudo, foi preservada e
aperfeiçoada como uma grande raça japonesa e em 1931, nove cães, exemplares de
nível superior foram designados “Monumentos Históricos”. Durante a segunda guerra
mundial (1939 — 1945) era comum usar pele dos cães para confeccionar vestes
militares. A polícia ordenou a captura e confi sco de todos os cães, menos o Pastor
Alemão que era usado para fi ns militares. Muitos criadores afi ccionados tentaram
enganar a lei, cruzando seus cães com Pastor Alemão. No fi m da segunda guerra
mundial, o número de akitas estava drasticamente reduzido e os cães apresentavam
três tipos diferentes.
1. Os Akitas Matagis
2. Os Akitas de combate
3. Os Akitas / Pastores Alemães
A situação da raça estava muito confusa. Durante o processo de restauração da
raça pura, após a guerra, KongoGo,
um cão com linha de sangue DEWA, que
exibia a infl uência do Mastiff e Pastor Alemão teve uma passageira, mas tremenda
popularidade. O número de criadores de Akita aumenta e ganha muita popularidade.
No entanto, os criadores esclarecidos recusaramse
aceitar este tipo de cão como a
verdadeira raça japonesa e se esforçaram para eliminar as características das raças
estrangeiras fazendo cruzamentos com os Akita Matagi, para voltar ao tipo original.
Estes esforços foram coroados de sucesso e permitiram a estabilização da raça pura
do Akita de grande porte bem conhecido nos nossos dias.
APARÊNCIA GERAL: cão de grande porte, constituição robusta, bem proporcionado
com muita substância, caracteres sexuais secundários nitidamente defi nidos. Grande
nobreza e dignidade na sua simplicidade. Construção robusta.
PROPORÇÕES IMPORTANTES: relação entre altura da cernelha e comprimento
do corpo é de 10:11 mas as fêmeas são ligeiramente mais longas que os machos.
COMPORTAMENTO: caráter: calmo, fi el, dócil e receptivo.
CABEÇA
REGIÃO CRANIANA
Crânio: proporcional ao corpo. Testa larga, sulco frontal nítido sem rugas.
Stop: defi nido.
REGIÃO FACIAL
Tr ufa: volumosa e preta. Falta de pigmentação leve e difusa, é aceitável somente nos
cães brancos, mas a trufa preta é sempre preferida.
Focinho: moderadamente comprido, forte, largo na raiz, vai afi nando, jamais pontudo.
Cana nasal é reta.
Maxilares / Dentes: dentes fortes, mordedura em tesoura.
Lábios: fechados.
Bochechas: moderadamente desenvolvidas.
Olhos: relativamente pequenos, triangulares, o ângulo do olho é ligeiramente voltado
para cima, moderadamente separados, cor marrom escuro, quanto mais escura for a
cor, melhor.
Orelhas: relativamente pequenas, grossas, triangulares ligeiramente arredondadas na
extremidade, inseridas moderadamente separadas e inclinadas para a frente.
PESCOÇO: grosso e musculoso, sem barbelas, proporcional à cabeça.
TRONCO
Dorso: reto e forte.
Lombo: largo e musculoso.
Peito: profundo com antepeito bem desenvolvido, as costelas moderadamente
arqueadas.
Ventre: bem esgalgado.
6
CAUDA: inserida alta, é grossa portada bem enrolada sobre o dorso, a extremidade
toca o jarrete quando esticada.
MEMBROS ANTERIORES
Ombros: moderadamente inclinados e desenvolvidos.
Cotovelos: bem ajustados ao tronco.
Antebr aços: retos com forte ossatura.
MEMBROS POSTERIORES: bem desenvolvidos, fortes e moderadamente
angulados.
PATAS: fortes, redondas, compactas, arqueadas.
MOVIMENTAÇÃO: elástica e potente.
PELAGEM: o pelo de cima é duro e reto, subpelo macio e denso, a cernelha e a
garupa são revestidas com um pelo ligeiramente mais comprido, o pelo da cauda é
mais longo que o do resto do corpo.
COR: vermelhofulvo,
sésamo (pelos vermelhos com as pontas pretas) tigrado e
branco. Todas as cores acima mencionadas, exceto a branca, devem apresentar o
“URAJ IRO” (pelagem esbranquiçada nas laterais do focinho, nas bochechas, sob
o queixo, pescoço e ventre, na face inferior da cauda e face interna dos membros).
TAMANHO: altura da cernelha: machos 67 cm e fêmeas 61 cm, com uma tolerância
de 3cm a mais ou a menos.
FALTAS: qualquer desvio dos termos deste padrão deve ser considerado como falta
e penalizado na exata proporção de sua gravidade.
· machos afeminados, fêmeas masculinizadas.
· prognatismo superior e inferior.
· falta de dentes.
· língua manchada.
· íris de cor clara.
· cauda curta.
· cães medrosos.
 




Gostou do conteúdo animal acima! Então compartilhe em suas Redes Sociais:



Letras de Música com temas Animais:

bullet  A balada do cachorro louco lenine

bullet  Passarinhos - emicida

bullet  Vampiro

bullet  Anjo e serpente

bullet  Poeira

Ver todas as Músicas

Dicas Veterinárias:

bullet  Em quais idades ocorrem as erupções e trocas dos dentes nos cavalos ?

bullet  Troque chocolate por carinho

bullet  Transtornos da articulação temporomandibular em cães

bullet  As infecções parasitárias do trato respiratório em cães

bullet  Bicho novo na área? veja como fazer as apresentações entre os animais

Ver todas as Dicas Veterinárias

Colunistas - Veterinários que escrevem sobre temas aos leitores

bullet  Gabriel Guerreiro Qual quer deuacute;vida ou sugesteatilde;o enbsp;estarei respondendo no email Gabriel_g_f@hotmail.com no twitter @AdestramentoDOG

bullet  Juliana Bortoletto Clinica Vet health, rua: jose gomes moreno, 50 terra nova 2 S?o Bernardo do Campo/SP , crmvsp 18.377 fone: (11) 41014260

bullet  Paola Christina Ferreira Carneiro Mdica Veterinria CRMVSP 8145 Dermatologia e Terapeuta Floral MASTERVET Clnica Veterinria Av. ngelo Sim?es,1135, Jd. Leonor , Campinas , SP Fone: (19) 32345363 ou 33843323

bullet  Ren Schubert Psiclogo Clnico. Atua como psicanalista em consultrio e hospital psiquitrico. Desenvolve trabalho com Equoterapia na Hpica das Araucrias (Tel:44821983) Contato: schubert_rene@hotmail.com

bullet  Kadu Camargo Professor da Pontifcia Universidade Catlica do Paran, responsvel pelo G.E.R.E. (Grupo de Estudos em Reproduo Equina PUCPR); Doutorando do Programa de Ps Graduao em Medicina Animal: Equinos, na rea da Reproduo Equina da UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul). E mail: kaducamargo@gmail.com Leia mais sobre esse assunto em https://www.revistahorse.com.br/imprensa/cuidados durante a gestacao de eguas os primeiros 60 dias sao os mais criticos/20170410 175102 j086

Confira todos os Colunistas



Cinema, Filmes e Seriados:

bullet  Silver a lenda do cavalo prateado the silver brumby

bullet  Netto e o domador de cavalos

bullet  Madagascar ii

bullet  Sempre ao seu lado

bullet  O zelador animal

Ver todos os filmes e seriados

Livros Animais

bullet  Vira-lata? no! tambm sou cachorro

bullet  Mais que um leao por dia

bullet  A perigosa vida dos passarinhos pequenos

bullet  O gato que tocava brahms

bullet  Falando de passaros e gatos

Ver todos os Livros

Digite aqui a palavra-chave


© Desde 2000 na Web - CONTEÚDOANIMAL.com.br & - Todos os direitos reservados - Créditos